Viaje sozinho pelo menos uma vez na vida

“Não tenha medo de andar sozinho. Não tenha medo de gostar disso.” John Mayer

Há três anos atrás, eu não viajaria para lugar nenhum sozinha nem que você me pagasse, entrar em um avião para viajar por conta estava definitivamente fora de questão.

É engraçado como o tempo muda as coisas e a gente, e as coisas que você nunca se viu fazendo de repente se tornam a sua realidade.

Viajar sozinha se tornou parte da minha nova realidade. Eu absolutamente amo fazê-lo e aprendi muitas lições ao longo do caminho. Sendo o tipo de pessoa “não gostando de esperar pelos outros” e “levanta e vai” que eu sou, é natural que eu vá sozinha mais vezes. É tão excitante, exigente de seus nervos, e tão muito mais recompensador ao mesmo tempo. Agora que já tenho algumas aventuras internacionais solo de experiência, estou ansiosamente aguardando pela próxima!

Se você já pensou sobre sair se aventurar sozinho, mas ainda está indeciso ou nervoso, aqui estão 10 razões pelas quais você deveria viajar sozinho pelo menos uma vez:

  1. Você nunca volta como foi.

Sair sozinho renova seu espírito da maneira mais positiva. Muda sua energia, sua perspectiva do mundo, o modo como você vê os outros e o modo como você enxerga você mesmo. Você se torna um pouco mais corajoso e mais confiante nas suas próprias habilidades de resolver as coisas por sua conta.

  1. Sair da sua zona de conforto é bom para você.

Viajar sozinho é o tipo de empurrão saudável que você precisa para ficar confortável estando desconfortável. Você aprende a aceitar estar em lugares estranhos, com pessoas estranhas e todos os desafios que vão se apresentar a você ao longo da jornada.

  1. Existe tanto para se aprender sobre o mundo.

Vendo e explorando alguns dos lugares mais bonitos lhe deixará sem palavras. Experimentar as diferentes culturas e modos de viver que fazem de cada lugar tão especial é uma experiência única por si só.

  1. Passar um tempo sozinho ajuda você a se conhecer melhor.

O melhor relacionamento que você pode ter é aquele que você tem com você mesmo. Viajar sozinho lhe dá a oportunidade que você precisa para desacelerar, refletir e passar aquele tempo de qualidade com você mesmo que você pode normalmente perder na rotina do dia-a-dia em casa.

  1. Você vai descobrir o quão forte você é.

Nenhum dia é como o outro viajando sozinho, e você vai aprender a fluir e lidar com os dois lados da moeda. Uns dias você vai se ver correndo pela cidade com um grupo de novos amigos. Outros dias você descobrirá que você pode apenas preferir ir de leve e com calma no seu próprio ritmo. Você perceberá que enquanto você gosta de estar junto dos outros, você se torna mentalmente mais forte e capaz de se virar por você mesmo.

  1. A maneira de você ver as coisas vai mudar.

Sua perspectiva de certas partes do mundo, costumes e crenças será completamente diferente quando você os experimentar em primeira mão, e você descobrirá que todas as fotos e artigos que você leu sobre eles não lhe fazem justiça.

  1. Fazer amigos por aí é incrível.

Uma viagem solo nunca é realmente passada em completa solidão porque você conhecerá viajantes assim como você. Você vai compartilhar histórias e perceber o quanto vocês todos têm em comum, e descobrirá que você nunca está realmente sozinho de verdade.

  1. Não é tão assustador quanto você pensa.

Todas as preocupações e apreensões que você inicialmente tinha quando colocou os pés no avião vão desaparecer no momento que você chegar ao seu destino. Enquanto é verdade que você deve praticar ter um certo nível de cautela independente de onde você estiver no mundo, você descobrirá que muitas das coisas ridículas que você viu em filmes não são reais.

  1. Experiências são muito mais valiosas que coisas.

Nada se compara à diferença entre comprar um par de sapatos fabricados em Paris e estar de fato visitando Paris. Nada.

  1. Você vai mais do que provavelmente querer viajar sozinho de novo.

Viajar é um vício por si só. Mas a liberdade que você tem quando você faz isso sozinho é simplesmente diferente. De seguir seu próprio ritmo e não se sentir culpado por isso, à força e confiança que você descobre dentro de si mesmo. É uma experiência pacífica e calmante que você provavelmente vai querer experimentar de novo e de novo.

Texto original por Jaimee Ratliff, postado originalmente em seu blog, This Way North

Traduzido por Lucas Sironi

0 Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Previous reading
Ausangate e o Circuito de Trekking Acima dos 4.000 Metros de Altitude
Next reading
Para viajar é necessário falar outras línguas?