Trekking não é caminhada leve, não se engane!

Trekking não é caminhada leve, não se engane! Tenho notado nos últimos tempos um grande aumento no número de pessoas praticando esportes de aventura, como  trekking, corridas de aventura, corridas de montanhas, ciclismo, rapel, cascading, cânionismo e muitos outros.

Em todas essas atividades citadas acima, os participantes são expostos a inúmeras situações perigosas como quedas ocasionadas em locais escorregadios ou aclives/declives acentuados, picadas de insetos ou animais peçonhentos, mordida de cachorro, arranhões, alergias devido a flora e fauna, afogamento, hipotermia ou hipertermia dependendo das condições climáticas, entre outros. Portanto, é necessário atenção e seguir à risca as informações que o condutor repassar sobre a segurança no local.

Não cito tudo isso para lhe desmotivar, mas sim para que você fique atento na hora de pratica-las.

Dicas para praticar boas aventuras

DICA 1: Antes de contratar sua aventura, busque saber mais sobre a empresa, seus registros, certificados e cursos.

DICA 2: Pratique atividades com empresas especializadas no assunto, aqui na região sul podemos encontrar inúmeras empresas que oferecem serviços destinados ao turismo de aventura, rural, vertical e muitos outros.

Conheça as empresas parceiras: Sol de Indiada, Clube Trekking Santa Maria, Outdoor Equipamentos e Tec tur.

DICA 3: Cuidado para não comprar “gato por lebre” digo isso pois inúmeras empresas usam a palavra TREKKING para vender uma caminhada de aproximadamente seis horas de duração. Lembrando que a modalidade Trekking é um estilo de caminhada que possui pernoite em barracas, lugares selvagens, geralmente sem nenhuma infraestrutura.

Fique atento, caso você ouvir ou ver a palavra Trekking estampada em um banner anunciada por aí, aqui no Rio Grande do Sul isso tem acontecido frequentemente, vejo inúmeros anúncios em sites, redes sociais oferecendo a trilha Rio do Boi como Trekking no Rio do Boi, ou trekking pelas colônias da serra gaúcha, não se engane.

Curiosidades

Quer saber mais sobre as regras do sistema de gestão da segurança de turismo de aventura então acesse o site da ABETA (Associação Brasileira das Empresas de Eco Turismo e Turismo de Aventura).

Este artigo tem a função de alertar e informar você que busca fazer atividades de aventura com total segurança e profissionalismo. Se você gostou ou não desse texto, deixe um comentário logo abaixo.

TrekkingRS:

Comentários

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *