3ª etapa Trilhas e Montanhas 2018

A pequena e simpática cidade de Sério, intitulada como a Serra do Vale por situar-se na parte alta do Vale do Taquari no Rio Grande do Sul, foi sede da 3ª Etapa do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas.

Trilhas Serra do Vale ocorreu no último sábado (26) e teve percursos de 6, 14 e 28 quilômetros de corrida em trilhas e montanhas. O evento contou com a participação de mais de 500 atletas.

3ª etapa Trilhas e Montanhas 2018

Faltando menos de um mês para a prova a coordenação geral do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas 2018, recebeu a informação através da Administração Municipal de Teutônia, de que a 3ª Etapa do CGCTM 2018 não poderia mais ocorrer naquela cidade.

“Foi complexo! Já estava tudo preparado, os três percursos, estrutura e logística do evento e o principal, apoio da prefeitura em alguns itens. Mas graças ao belíssimo trabalho que o Circuito Trilhas & Montanhas vem fazendo desde 2012, as portas por onde ele passa, ficam abertas e desta forma a Prefeitura Municipal de Sério, que já tinha sido parceria nas edições 2014, 2015, 2016 e 2017, foi solidária e abriu as portas novamente para a realização da edição 2018.” comenta Luís Leandro Grassel, Coordenador Geral do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas.

Já na semana do evento, veio a grave nacional dos caminhoneiros, que certamente foi uma surpresa muito maior que a troca de local da etapa. “Não tínhamos mais tempo hábil para revermos outra data para transferência, desta forma fomos obrigados a mantermos a data e realizar a etapa. Queríamos a participação de todos os inscritos, mas devido à falta de combustível nos postos, tivemos uma quebra de 25% dos participantes na etapa.” relembra Luís.

A Secretária de Turismo da cidade de Sério, Carla Ferri explica, “Muito foi questionado e estudado a possibilidade de transferir o evento em virtude da greve, falta de combustível e tudo mais. Mas na organização de eventos deste nível, não é tão simples transferir, pois os insumos para o almoço já estavam sendo preparados, Brigada Militar e equipe acionadas, o pessoal da feira de produtos estavam com tudo fresquinho…e também o ginásio de esportes onde ocorreu o evento não estaria disponível nos próximos finais de semana.”

Graças à seriedade e profissionalismo da cidade de Sério, da L&E Eventos e demais envolvidos na organização da etapa; as adversidades foram superadas e a 3ª Etapa do CGCTM – Trilhas Serra do Vale foi um sucesso, o número de participantes representou 75% do previsto, um dia lindo, percursos maravilhosos e brutos.

3ª etapa Trilhas e Montanhas 2018

Segundo Luís Leandro Grassel a “fórmula mágica” desse sucesso foi a união, a atitude e a vontade de todos os inscritos que de uma forma ou outra (carona, ônibus, moto…) compareceram à 3ª Etapa e fizeram ela acontecer. “Novamente queremos deixar claro e entendido, que ficamos muito tristes com aqueles que não puderam participar, mas a transferência para outra data, seria algo mais difícil para todos ‘organização e atletas’, devido à datas disponíveis para ambos lados.”

3ª etapa Trilhas e Montanhas 2018

Nota:

“Em nome da Administração Municipal e de toda comunidade de Sério, agradecemos a todos os atletas que puderam se fazer presentes, sabemos e entendemos a dificuldade que todos tiveram e a estes que não puderam comparecer, esperamos que na próxima edição possam vir e desfrutar do que Sério oferece aos seus visitantes, boa gastronomia, receptividade e muita natureza exuberante!”

Carla Ferri – Secretária de Turismo

2ª Etapa Tupandi CGCTM 2018

Tupandi foi sede da segunda etapa do CGCTM 2018 no sábado, dia 21 de abril, com percursos de 5,5, 15 e 28 quilômetros de corrida em trilhas e montanhas. O evento contou com a participação de aproximadamente 800 atletas.

A primeira etapa do Campeonato ocorreu em Farroupilha e foi marcada pelo forte calor, já em Tupandi temperatura agradável e chuva torrencial durante todo o percurso. Clique aqui para ver a matéria completa.

“As duas etapas tiveram um alto grau de dificuldade, trajetos duros, subidas intermináveis, mas sem dúvida a etapa de Farroupilha foi a mais desgastante. O sol estava judiando, o ar pesado e quente, não tinha vento. Briguei com o psicológico todo instante, vi pessoas fortes e experientes desistindo ao longo do caminho e isso me desestimulava. É ai que entra a magia do trail, os moradores locais ao longo do trajeto ofereciam água gelada em copos, em panelas, mangueiras para nos molharmos, gritavam e incentivavam…isso não tem preço!” relembra a farmacêutica-bioquímica Viviane Piletti Arcari (41), corredora a cerca de quatro anos e atleta do grupo BTR (Bento Trail Runners).

2ª etapa Tupandi CGCTM 2018
Foto: Clic Run – Viviane

Vivi relembra que desde a sua estreia nas corridas de trail sempre adorou a sensação de liberdade e de estar junto à natureza. “Corrida vicia! No trail running, temos o silêncio ensurdecedor da mata, a insistente busca pela resistência e autocontrole. Os trajetos são sempre brutos. Passo os dez quilômetros iniciais jurando que nunca mais farei isso e me perguntando o porquê de tanto sofrimento. Nunca é fácil, mas logo após vem um sentimento enorme de superação. E as amizades que encontramos ao longo do caminho fazem disso uma grande festa.

2ª etapa Tupandi CGCTM 2018
Foto: Clic Run – Viviane

“Foram duas provas bem distintas. Em Tupandi, a largada foi subindo até o quilômetro 1,8, com trechos de barro escorregadio, devido à quantidade de chuva, mas com temperatura agradável para correr. Fui administrando os morros, pois 75% do ganho de elevação estava até o quilômetro 12 e depois só diversão, com trilhas muito boas para correr.  Na parte final do quilômetro 22 em diante era praticamente descendo em estradão e depois na finaleira, últimos 1,5 quilômetros de asfalto, onde pude passar o atleta que estava em primeiro da minha categoria e me tornar campeão.” comenta o empresário Rodrigo Marcelo Brandeli (49) de Garibaldi.

2ª etapa Tupandi CGCTM 2018
Foto: Rodrigo
2ª etapa Tupandi CGCTM 2018
Foto: Clic Run – Rodrigo
2ª etapa Tupandi CGCTM 2018
Rodrigo

Unanimidade entre os participantes o clima agradável, chuva, trajetos bem demarcados…foram destaques da segunda etapa do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas & Montanhas ocorrida em Tupandi, além da perfeita organização do evento através da L & E Eventos Marketing Esportivo e demais envolvidos na etapa.

“O clima estava perfeito, como gostamos! Prova sensacional, como todas as etapas do Circuito Trilhas & Montanhas que participo desde 2015. Aos futuros participantes a principal dica é DIVIRTAM-SE, nos dias atribulados que vivemos nada melhor e mais saudável que passar algumas horas junto à natureza e dando boas risadas com os amigos” finaliza Viviane.

Primeira etapa Trilhas & Montanhas 2018

Linha Müller, comunidade do interior de Farroupilha, no Rio Grande do Sul, foi sede da abertura do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas & Montanhas 2018.

Trilhas do Salto Ventoso ocorreu no último sábado, dia 17 e teve percursos de 6, 13 e 27 quilômetros de corrida em trilhas e montanhas. O evento contou com a participação de mais de 800 atletas.

“Chegamos à 4ª edição no Salto Ventoso e chegamos também ao título de maior evento ‘número de inscritos’ no segmento de Corridas em Trilhas & Montanhas/Trail Run no RS e certamente no sul do País. Mais uma vez comprovamos que a palavra sucesso só vem antes da palavra trabalho no dicionário.”, destaca João Paulo Wildner Medina, coordenador de percurso/logística do CGCTM 2018.

Percursos extenuantes aliados ao calor de quase 40 graus do final de semana, exigiram técnica e muita resistência dos atletas. “Esperava um percurso técnico que para meu treinamento atual era ideal, mas jamais esperava um clima daqueles. Porém, precisamos estar preparados pra tudo!” comenta Jasieli Tagliari Dalla Rosa, que em 3h11min completou o percurso de 27 quilômetros se consagrando campeã geral feminina.

Trilhas & Montanhas 2018
Jasieli Tagliari Dalla/Foto: Clicrun

Os atletas encararam aclives e declives acentuados, em alguns trechos a única opção era caminhar. O calor não dava trégua e como recompensa em diversos pontos os corredores eram recebidos pelos moradores locais com água gelada e muita alegria. Muitos pararam alguns minutos para “resfriar o radiador”.

Presente nas corridas do Circuito Trilhas & Montanhas desde 2012, Simone Winter resume a prova em poucas palavras: Percurso desafiador e próprio para superação.

Trilhas & Montanhas 2018
Simone/Foto: Clicrun

“O carinho que se recebeu ao longo do percurso, seja da querida comunidade que nos acolheu ou dos parceiros de muitas outras trilhas, areias e asfaltos juntos, faz muita diferença em uma prova difícil…e essa etapa foi exatamente assim.” relembra a corredora.

Em sua terceira prova de trail running, Odair Paravisi conseguiu correr entre os atletas de elite. “Bebi água dos riachos pra economizar a água da minha mochila de hidratação, além de que naquele calor decidi que ‘perder’ alguns segundos me refrescando nos rios seria fundamental e de fato pra mim foi decisivo.”

Após o 15º quilômetro Odair teve consciência que podia brigar pelo pódio geral masculino no percurso longo. Imprimiu um ritmo mais forte, caminhou nas íngremes subidas, lutou contra fortes dores e cãibras nos quilômetros finais da prova e conquistou a 5ª colocação geral masculina no percurso longo.

“Provas assim exigem um grau de consciência e autocontrole muito elevado, o preparo psicológico é importantíssimo. Eu fui muito além do que eu imaginei, acho que cheguei ao meu limite…se não ultrapassei. E essa sensação de vitória sobre meus limites, acho que é a resposta pra minha pergunta, ‘por que fazer isso comigo mesmo?’ “ reflete Odair.

A primeira etapa do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas & Montanhas, foi considerada um sucesso por atletas e acessórias esportivas, que não pouparam elogios durante o evento. Isso só foi possível graças a um trabalho em equipe que muitas vezes não é notado pela maioria.

Trilhas & Montanhas 2018
Foto: Luis Leandro Grassel

“Nosso muito obrigado à Comunidade Linha Müller, Prefeitura Municipal de Farroupilha, Parque Salto Ventoso, CAIXA e Equipe L&E Eventos Ltda., que acreditaram e não mediram esforços na promoção deste evento de Turismo de Eventos Esportivos na Natureza, a onde além de fomentar e difundir a prática esportiva, certamente é um grande gerador de emprego e renda diretamente e indiretamente.” acrescenta Luis Leandro Grassel, coordenador geral do CGCTM.

Classificação completa disponível em 3ctiming

Fotos oficiais do evento em clicrun

Calendário e inscrições das próximas etapas em Youmovin

I Trilhas Nova Roma na Serra Gaúcha

A pequena cidade de Nova Roma do Sul, foi sede do I TRILHAS NOVA ROMA no último sábado, 28, com percursos de 5,5, 11 e 21 quilômetros de corrida em trilhas e montanhas. O evento contou com a participação de 352 atletas.

Além de estimular e incentivar a prática de atividades físicas, a corrida também apoiou a causa do Outubro Rosa, concedendo desconto de 50% no valor da inscrição para o público feminino, e lembrando os participantes de que a prática regular de exercícios físicos é o melhor preventivo para o Câncer de Mama.

Segundo Luís Leandro Grassel da L & E Eventos Marketing Esportivo, “Quase 75% dos inscritos eram mulheres. Certamente no segmento de corridas em trilhas e montanhas, foi o evento no País, com maior número de inscritas mulheres x número total de inscritos.”

Trilhas Nova Roma

Corredora a cerca de um ano e meio Edinéia Fenner, se consagrou campeã geral feminina no percurso de 21Km com o tempo de 02h07min. “I Trilhas Nova Roma, foi uma experiência marcante em provas de trilhas, num percurso deslumbrante e desafiador. Ser campeã me motiva ainda mais, tanto pela dificuldade do percurso quanto pelo alto nível das outras corredoras, mas tudo dentro de uma competição saudável.” destaca a atleta.

Já no geral masculino, o grande campeão foi Odair Paravisi corredor desde os 18 anos, chegou à prova sabendo que podia brigar por uma boa posição, mas receoso por não ter nenhuma experiência em trilhas e montanhas. “Resolvi usar como estratégia tentar manter a velocidade da corrida de rua, principalmente na largada. E deu certo, consegui abrir uma pequena vantagem até a gruta e então resolvi que a descida seria o tudo ou nada.”

Com mais 8 quilômetros de estradão e subida, “só conseguia pensar numa coisa ‘não liderei até aqui pra entregar no fim, vai que dá’, repeti isso incansavelmente e ficava me imaginando cruzando a linha de chegada, isso me dava um grande ânimo”. Relembra Odair que com o tempo de 01h41min, cruzou a linha de chegada.

Quando questionado sobre a primeira experiência de correr em trilhas e montanhas o atleta conta entusiasmado, “Foi fantástico, durante o percurso eu pensava ‘Tá nascendo aqui uma nova paixão’, eu trabalho como condutor de turismo de aventura, a natureza é o ambiente que mais me sinto a vontade, com certeza vou participar de mais provas assim.”

Trilhas Nova Roma

Unanimidade entre os participantes as belezas naturais de Nova Roma do Sul, como o Cachoeirão, cascatas, grutas e a rica flora e fauna, foram destaques do I Trilhas Nova Roma, além da perfeita organização do evento através da L & E Eventos Marketing Esportivo, Circuito Trilhas & Montanhas e Prefeitura Municipal de Nova Roma do Sul.

Para fechar o calendário de 2017 com chave de ouro nas trilhas e montanhas temos o Night Run – Salto Ventoso. Evento que será à noite e percorrerá de fato trilhas, locais na área rural sem iluminação. Desta forma possibilitando de fato uma corrida mais desafiadora e de superação em relação a um ambiente de natureza e sem iluminação.

Trilhas & Montanhas

A integração com a natureza, as belas paisagens encontradas durante os trajetos e a solidariedade entre os participantes, seduzem os atletas e os levam a buscar a imprevisibilidade das Trilhas & Montanhas.

Segundo Luis Leandro Grassel, organizador do Circuito Trilhas & Montanhas no RS, “a procura de novos adeptos as corridas em trilhas é a vontade de variar seus locais. Saírem das corridas urbanas, do asfalto…e entraram em contato com a natureza e obstáculos naturais.”

Luis e sua equipe organizavam o Campeonato Gaúcho de Corrida de Aventura – CGCA, com o passar do tempo a quantidade de participantes reduziu bastante. Levando-os a inovar com eventos de corridas em trilhas.

Assim em 2012 surgiu o Circuito Trilhas & Montanhas, com a realização de três etapas no município de Sertão Santana.

1ª Etapa Trilhas 30 K – 31/03/2012

2ª Etapa Trilhas da Emboaba 30 K – 28/07/2012

3ª Etapa Trilhas do Labirinto 30 K – 24/11/2012

Hoje, com mais de cinco anos à frente da L&E Eventos Marketing Esportivo, Luis destaca a importância de terem sido pioneiros na realização de eventos esportivos de corridas em trilhas e montanhas no Estado e verem nos dias atuais que os vários eventos, grupos de corrida e principalmente o grande número de pessoas que correm Trail Run, vieram de seu fomento e difusão da modalidade esportiva.

Quando questionado sobre as metas a serem alcançadas através da organização do Circuito Trilhas & Montanhas, Luis afirma entusiasmado “a de 2017 já foi alcançada através do evento Trilhas do Morro Gaúcho, com a distância/categoria de 50 Km Brutus e com a pontuação ITRA. Já para 2018, a meta é tornar o Circuito Trilhas & Montanhas – CTM, também em Campeonato Gaúcho de Corrida em Trilhas & Montanhas – CGCTM.”

Trilhas & Montanhas 2018

Vale lembrar, que Trail Run não é obrigatoriamente corrida! Trail é técnica de corrida e caminhada em pisos que podem variar entre a lama, água, pedras soltas, raízes…É necessário sempre ser destemido perante os desafiantes desfiladeiros ou as lamacentas e escorregadias margens de cursos de água, onde normalmente se revela difícil manter o corpo na posição ereta.

Foi seduzido pelos atrativos do trail e pretende se aventurar nas montanhas e trilhas em breve? Tenho boas notícias!

Duas provas com a realização da L&E Eventos, ainda esse ano aqui no Rio Grande do Sul.

28/10 – I Trilhas de Nova Roma do Sul/RS

Trilhas & Montanhas 2018
Clique na imagem para saber mais informações

02/12 – Night Run – Salto Ventoso – Farroupilha/RS

Trilhas & Montanhas 2018
Clique na imagem para saber mais informações

(Informações e inscrições em www.youmovin.com.br)

Mochila de Hidratação, fatores importantes na hora da escolha!

Mochila de Hidratação, dicas essenciais para escolher a mochila certa!

Frequentemente, vejo corredores e ciclistas receosos e até mesmo resistentes em correr e pedalar com mochila de hidratação. As dificuldades citadas são muitas: o peso da mochila, o chacoalhar, o fato da mochila “esquentar” as costas, o desconforto, entre outras.

A primeira coisa que você precisa saber é para qual atividade você usará a mochila. Será apenas para os treinos longos de corrida? Você faz treinos apenas no asfalto ou faz também na montanha? Usará na bike? Dependendo da sua resposta, você terá modelos que serão perfeitos para cada atividade.

No momento da escolha da mochila de hidratação, também fique atento a:

Compartimento de água

Observar o tamanho do compartimento de água. Se você treina no asfalto ou fará trilhas curtas, um a dois litros serão suficientes. Se você fará Trail Run médio ou longo é melhor pegar uma mochila com compartimento maior e dependendo do tipo de prova/treino que você fará, é legal pensar em levar dois tipos de líquidos (água e isotônico, por exemplo) e ai serão necessários além do compartimento para água, que você também tenha a opção de carregar squeezes (garrafas de água) na mochila. Há alguns modelos que você pode adicionar dois squeezes nas alças para balancear o peso (item muito importante para você não sofrer com o peso da mochila enquanto corre). Quem vai pedalar, não precisa de uma mochila com suporte para o squeeze, se quiser transportar mais de um líquido é só colocar na própria bike.

Bolsos

Bolsos frontais, laterais e nas costas. Verifique se a mochila tem boa quantidade de pequenos bolsos frontais e não apenas bolsos grandes. Isso porque na mochila pode caber todo o alimento que você precisa em um único bolso, mas durante sua prova ou treino você não poderá parar para ficar procurando o sal, o BCAA ou o gel. Use bolsos frontais pequenos para separar as comidas na parte da frente da mochila. Nas laterais, coloque estoques de gel, por exemplo. E nos bolsos de traz leve os itens obrigatórios da prova: corta vento, celular, kit primeiros socorros, etc.

Ajustes

Quanto mais ajustes melhor, é claro! Você pode arrumar o tamanho da alça, pode prender a mochila bem ao corpo, ajuda no conforto durante a corrida/pedalada. Quanto mais próxima do corpo e mais balanceado o peso, melhor o conforto.

Nos meus treinos e provas de Mountain Bike utilizo a mochila de hidratação CYCLONE 14L da CURTLO. Que possui: propriedade térmica, mantendo a temperatura inicial do líquido por mais tempo; costado com canal de ventilação estruturado até os ombros com E.V.A; alças anatômicas moldadas; dreno no fundo da mochila para escoamento de água; fita abdominal e peitoral com fecho de 20 mm e barrigueiras com bolsos; puxadores do cursor com cordão de cor cítrica que auxilia a visualização em locais escuros.

Mochila de Hidratação

Já no Trail Run uso o COLETE X-SKIN 10L da CURTLO. É uma mochila no formato de colete, desenvolvido para praticantes de corrida de montanha/trail run e de esportes que exigem desempenho, pois oferece peso mínimo com desempenho máximo. Ajustável para diferentes usuários e com diversos bolsos de fácil acesso.

Também possui fecho apito de segurança, encaixe para luz de sinalização, bolso porta-garrafa e compartimento para hidratação com duas opções de saída superior e duas inferior da mangueira.

Mochila de Hidratação

DICA: treine com sua mochila de hidratação. Não importa se seu treino é curto ou longo. Treinos com mochila é importante porque além de testá-la, você irá adaptar seu corpo ao peso, volume e aprender a ajustá-la de acordo com o seu corpo, evitando que chacoalhe muito durante as provas.

Com os devidos cuidados sua mochila vai proporcionar muita praticidade e, é claro, hidratação!

Onde comprar: você pode comprar esses produtos na Patos do Sul, localizada na cidade de Caxias do Sul/RS.

Jasmine faz ótima colocação no Wine Run 2017

Mochila de Hidratação
Foto: Foco Radical

Jasmine Benato

O espírito aventureiro sempre fez parte da rotina de Jasmine, carinhosamente chamada de Mine. Passou sua infância acompanhando os avós na roça, e por isso, desde criança admirava a natureza e os costumes simples da vida no campo.

Jasmine Benato é gaúcha de Veranópolis, com modos delicados e aquele jeitinho tímido. À primeira vista, mal se imagina o que a jovem de 24 anos gosta de fazer para viver.

Secretária executiva à quase 10 anos;

Futura Contadora pela Universidade de Caxias do Sul (UCS);

Embaixadora/Atleta da Curtlo BR;

Ela concilia o trabalho, a faculdade, a família e muitos treinos de: Mountain Bike, Corrida de Montanha, Trail Run e academia.

No esporte, a paixão pela “magrela” vem desde criança. E foi em meio ao relevo montanhoso e as trilhas de Veranópolis, que a Mine se apaixonou também pelo Trail Run/Corrida de Montanha.

Tanta paixão ao esporte aliados a tantos treinos já lhe renderam participações em diversas provas de Mountain Bike, Corrida de Aventura, corrida…nas quais obteve excelentes resultados. “Meu técnico diz que sou coringa. Estamos aí para qualquer aventura.”, brinca Jasmine.

Colunista Trekking RS

As adversidades enfrentadas ao pedalar/correr por muitos quilômetros por lamas e trilhas, ao atravessar rios e entrar na mata podem não ser muito bem vistas por algumas pessoas. Mine tenta transpor essa visão: “Toda pessoa que monta em uma bike pela primeira vez ou começa a correr não larga nunca mais. É realmente prazeroso, porque o obstáculo passa a não ser apenas o ambiente, mas você mesma.”, afirma.