Tedesco Eco Park

Tedesco Eco Park

Tedesco Eco Park é a nova opção de hospedagem e lazer da cidade de São Francisco de Paula/RS – Brasil, para você, seus amigos e família desfrutar de uma experiencia incrível, longe dos centros urbanos.

O local foi pensado e construído de maneira inovadora para que seus visitantes contemplem a natureza intacta de um local selvagem, com segurança, infraestrutura  e comodidade.

O Tedesco Eco Park conta com uma ótima infraestrutura propicia para Glamping, um serviço que se assemelha aos acampamentos, porém com mais conforto e infraestrutura. O Glamping nada mais é que uma mistura das palavras “glamorous camping” ou seja Camping de Luxo.

No parque tem inúmeras tendas temáticas que podem ser escolhidas pelos hospedes, as tendas oferecem todos os mimos que um hotel oferece, como uma cama king Size, lareira, deck, chuveiro e comida pronta na mesa. Tudo isso para você ter a melhor vivência do Glamping. 

Além do Glamping o Tedesco Eco Park, oferece a seus hospedes um conceito inovador de hospedagem. Você terá a oportunidade de vivenciar uma Experiência nova aliando conforto com rusticidade ao estilo de um Refúgio de Montanha de Luxo em meio a um bosque. Ao mesmo tempo você dividirá seu quarto com seus amigos ao estilo república e terá sua individualidade preservada em nichos individualizados com Conforto e Privacidade.

Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS
Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS
Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS

Além de toda essa estrutura o parque ainda conta com restaurante, onde são servidos pratos diversos no almoço, jantar e café da manhã, bar temático e um auditório para eventos empresariais.

Em conjunto a toda a estrutura do restaurante a uma grande área de deck´s construída para você relaxar ao máximo seu corpo e mente, com vista para um grande lago azul.

Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS
Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS
Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS

Caso você esteja buscando um lugar para curtir a natureza, o Tedesco Eco Park proporciona inúmeras atividades de lazer, como cavalgadas, caminhas e trilhas, stand-up, passeios de bicicleta, de caiaque e quadriciclo, próximo do parque é possível desfrutar de banhos de rio e cachoeira.

Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS

Localização:

Distante aproximadamente 150 km da capital Porto Alegre, Gramado fica a 41 km do Tedesco Eco Park. O Aeroporto Regional Hugo Cantergiani fica a 106 km da propriedade.  Como chegar, clique aqui.

Mais de 100 hectares de experiências te esperam nos campos de cima da Serra. Você pode escolher entre fazer atividades ou simplesmente contemplar as belezas naturais. E claro, as duas coisas juntas! Venha se conectar com a natureza de uma maneira como você nunca fez antes.

Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS

Consulte pacotes e tarifas no próprio site do parque, esse sem dúvidas é um dos melhores locais para relaxar e estar em contato direto com a natureza, com comodidade e segurança.

Siga as redes sociais do Tedesco Eco Park no Facebook e Instagram, para mais informações envie um e-mail para:  atendimento@tedescoecopark.com.br

Na trilha das Gêmeas Gigantes

A trilha das Gêmeas Gigantes é a maior do Parque das 8 Cachoeiras, sendo ela toda auto guiada, percorre um caminho com inúmeras belezas naturais ainda intocadas e dezenas de pequenas cascatas fazem deste local um espetáculo único.

Essa caminhada deve ser realizada por pessoas com um bom preparo físico, pois a trilha é percorrida por dentro da mata nativa, com inúmeros degraus, uns construídos pelo parque e outros naturais, grande parte do trajeto caminhamos pela lama, por cima de pedras lisas e raízes.

Durante o trajeto podemos ver inúmeras placas que direcionam para outras cachoeiras do parque, o caminho é muito bem sinalizado, nos lugares onde há perigo de quedas, a sempre um arame, uma corrente ou uma escada para nos ajudar, toda a trilha é demarcada pela cor amarela, pintadas nas pedras e árvores, em alguns locais possui ainda, flechas para mostrar a melhor direção a percorrer, evitando assim que os caminhantes se percam dentro da mata.

Para chegar na cachoeira das Gêmeas Gigantes é preciso caminhar por dentro do leito do rio, cruzando-o aproximadamente vinte e duas vezes, nestas cruzadas, podemos nos deparar com água até os joelhos, deve-se prestar a atenção para não sofrer escorregões, pois na grande maioria das vezes as pedras tendem a ser extremamente lisas.

Para pessoas que gostam de fazer fotos de longa exposição em ambientes naturais, essa trilha é um vislumbre, a cada cruzada do rio é possível ver lugares incríveis para se capturar belas imagens. Compartilhamos com vocês um pouco da nossa paixão das fotografias de paisagem.

Todas as fotos capturadas nessa trilha foram tiradas usando uma maquina Nikon D90, filtro Hoya ND 1000/3.0 10 Stops e depois ajustadas em programa de edição de fotografia. Nossas fotos são capturadas de maneira artística, tentamos manter as cores o mais próximo do real para que você consiga ver a beleza deste lugar como ele realmente é.

Gêmeas Gigantes
Na trilha das Gêmeas Gigantes

Gêmeas Gigantes
Na trilha das Gêmeas Gigantes

Gêmeas Gigantes
Na trilha das Gêmeas Gigantes

A caminhada tem aproximadamente 8 quilômetros de extensão, sendo possível faze-la em cinco horas. Começamos a trilha por volta de 09:50 horas da manhã no dia 25 de novembro de 2017, chegamos nas Gêmeas Gigantes por volta de 12 horas e 20 minutos em sua base.

Gêmeas Gigantes
Cachoeira das Gêmeas Gigantes

Às 14 horas começou a chover, estávamos em meio a trilha de volta, neste momento só queríamos sair o mais rápido possível das margens do rio, pois sabemos que quando chove muito em um local onde há rios, podem ocorrer “rolos de água”, isto é! São grandes volumes de água que se deslocam em velocidade rio abaixo, levando tudo aquilo que encontra.

Chegamos por volta das 16 horas e 30 minutos no Parque das 8 Cachoeiras, a chuva nos impediu de conhecer o restante das cachoeiras, mas mesmo assim pudemos fazer inúmeras fotos de qualidade e ter experiencias incríveis.

Gêmeas Gigantes
Vista do Vale

O Parque das 8 Cachoeiras e das Gêmeas Gigantes é um lugar que recomendamos a todos conhecerem, possui uma beleza intocada, trilhas organizadas e muito bem sinalizadas. No parque ainda é possível se hospedar nas lindas cabanas com vista para o vale, apartamentos aconchegantes ou para os mais aventureiros, ficar no camping. Todos estes meios de hospedagens são muito bem organizados, possui chuveiro quente para os campistas, sala de jogos com cozinha compartilhada e restaurante.

Para chegar ao Parque das 8 Cachoeiras é muito fácil, está localizado na cidade de São Francisco de Paula/RS – Brasil, na Rua moinho Velho, 817 – Bairro São Bernardo.

Para mais informações sobre tarifas de hospedagem, trilhas e demais atividades, consulte o site do Parque das 8 Cachoeiras.

Se você gostou do nosso relato, então compartilhe com seus amigos e viva experiencias únicas!

Cânion Josafaz um lugar inóspito!

Tudo começou por convite de um velho amigo, integrante do Grupo de Escoteiros Almirante José de Araujo Filho – Garibaldi/RS, para fazer um trekking de aproximadamente 25 quilômetros pelo maior cânion da região dos Aparados da Serra, conhecido pelo nome Cânion Josafaz, possui 16 quilômetros de extensão e está além dos limites do Parque Nacional dos Aparados, localizado à cerca de 68 quilômetros da cidade de Cambará do Sul, pertencendo ao município de São Francisco de Paula/RS – Brasil.

A aventura foi realizada em conjunto com outros grupos escoteiros, assim promovendo maior integração entre os jovens da faixa etária de 15 a 18 anos, estes pertencentes ao Ramo: Sênior/Guia.

Saímos da cidade de Garibaldi/RS, por volta de 1:00 hora da manhã do dia 29/10/2016, com destino a São Francisco de Paula/RS e chegamos ao destino por volta das 6:00 horas da manhã. Nessa aventura estavam presentes 38 pessoas no total, incluindo o guia que foi contratado para acompanhar o trekking.

Cânion Josafaz um lugar inóspito

Cânion Josafaz um lugar inóspito

Após tomar um café da manhã especial no pé do cânion, era hora de começar a caminhada. Seriam aproximadamente 1.000 metros de altimetria acumulada, trilhando os caminhos por estradas antigas e trilhas construídas pelos antigos povos tropeiros. Estava eu com minha mochila cargueira pesando aproximadamente 13,6 kg, carregando tudo que era necessário para uma boa aventura. Na mochila havia colocado todos os equipamentos de camping, tais como: barraca, saco de dormir, isolante térmico, roupas extras, roupas para frio e ainda alguns alimentos.

Conforme subíamos avançando pela estrada, o cenário fazia nossos olhos brilharem. Muita vezes, em ocasiões como essa, podemos caminhar longos caminhos, mas é preciso seguir com calma para apreciar tudo que existe a nossa volta.

Cânion Josafaz um lugar inóspito

Cânion Josafaz um lugar inóspito

Na metade do trajeto, passamos por lindas cachoeiras totalmente despoluídas, isso é raro hoje em dia. Nelas sempre completávamos nossos cantis de água, seguindo uma das grandes lições que aprendi no Movimento Escoteiro durante os 14 anos que participei ativamente, de que nunca devemos tomar toda a água que carregamos até que encontremos uma fonte segura para reabastecer de água. Nessas cachoeiras e rios que corriam pelo caminho onde passávamos não tínhamos certeza se a água era potável ou não, na dúvida colocávamos pastilhas de cloro, que tem a função de matar as bactérias que possam existir na água.

Depois de aproximadamente 5 horas de caminhada morro a cima, chegamos ao topo do Cânion Josafaz. Efetuamos o reconhecimento do local a procura do melhor local para armar o acampamento. O clima nessa região é muito instável, uma hora tem um sol escaldante e em poucos momentos já está nublado. Na parte de cima do cânion existem alguns locais de banhados cobertos por vegetação do tipo Turfeiras, em outras existem longos campos de capim e alguns trechos de mata nativa. Para evitar maus bocados durante a noite, escolhemos uma clareira em meio a dois pedaços de mata nativa, assim caso ventasse durante a noite, estaríamos protegidos.

Depois de montado todo o acampamento e preparado o almoço, já alimentados e refeitos do cansaço, era hora  explorar a parte de cima deste cânion. A ideia era ir até o vértice do Josafaz, uma caminhada estafante, subindo e descendo morro através das estradas e trilhas que ali se formaram com as explorações dos veículos 4×4. O cenário é de tirar o folego, uma mistura única de campos e matas, cercado por rios totalmente despoluídos. A caminhada com aproximadamente 6 quilômetros de extensão tornava-se um pouco cansativa em razão do sol forte, porém em muitos momentos da caminhada era necessário colocar os casacos, daí passava-se uns 15 min e  nos obrigávamos a tirar os casacos, pois como disse anteriormente, o clima na região é muito instável.

Cânion Josafaz um lugar inóspito

Cânion Josafaz um lugar inóspito

Cânion Josafaz um lugar inóspito

Cânion Josafaz um lugar inóspito

Após algumas horas caminhando chegamos ao ponto culminante do nosso trekking no Vértice do Cânion Josafaz, ali a visão é incrivelmente linda, possui uma cachoeira que acredito ter mais de 200 metros e é dividida em duas partes. O Cânion Josafaz é ainda pouco explorado, um lugar inóspito, mas de extrema beleza e grandiosidade, com vasta mata atlântica em seu interior. Este local é perfeito para descansar, meditar e refrescar os pés na água cristalina que corre pelo rio.

Cânion Josafaz um lugar inóspito

Cânion Josafaz um lugar inóspito

Cânion Josafaz um lugar inóspito

Permanecemos ali durante algum tempo apreciando aquela beleza incrível, conversando e tirando algumas fotos. Momentos após, era hora de voltar para o acampamento e descansar um pouco. Durante a volta escolhemos cortar caminho, pois olhando de longe víamos uma linha reta, parecia ser fácil se não fosse pelos banhados! Encaramos o desafio e seguimos em frente, e por incrível que pareça, não encharquei as botas e o caminho de volta foi bem mais rápido em relação ao da ida, o que garantiu a nossa chegada antes do entardecer.

Já no acampamento preparamos uma fogueira para assar alguns quilos de carne, fizemos um belo churrasco à moda antiga e batatas doces enroladas em papel alumínio jogadas na brasa. Não sei se era a fome que tínhamos ou o que, mas o gosto daquele churrasco, para mim, era o melhor que já havia comido. Depois do belo jantar realizou-se a cerimônia de Fogo de Conselho, cerimônia muito conhecida e praticada pelo  Movimento Escoteiro, pois ali é o lugar onde podemos sentar para ouvir histórias, relatos incríveis das pessoas  presentes sobre suas aventuras durante o dia. Esta cerimônia é realizada sempre na última noite de acampamento e é encerrada com a Canção da Despedida. Após a cerimônia de Fogo de Conselho, fomos todos deitar, precisávamos descansar e recompor as energias para o dia seguinte.

Na manhã seguinte depois do café da manhã, chegou a hora de desmanchar o acampamento, organizar os equipamentos e aprontar as mochilas, e retornar até o pé do cânion.

Na descida, senti muito mais o peso da minha mochila, pois ao descer além do nosso próprio peso corporal, temos ainda a mochila cargueira nas costas, todo esse peso fica apoiado sobre os joelhos, tornozelos e pés. Por isso, toda a descida foi realizada devagar, com o devido cuidado para não cair, pois nas trilhas dos antigos tropeiros tem inúmeras pedras soltas e é muito íngreme também, então todo o cuidado é necessário para voltar bem para casa.

Veja todas as fotos dessa incrível aventura, clique aqui.

Cânion Josafaz um lugar inóspito

Cânion Josafaz um lugar inóspito

Cânion Josafaz um lugar inóspito

Se você gostou do relato do trekking no Cânion Josafaz, deixe um comentário abaixo. Veja também o relato da Trilha no Cânion da Pedra clicando aqui.

Parque das Cascatas – Lajeado Grande/RS

Localizado em Lajeado Grande, no município de São Francisco de Paula, Rio Grande do Sul, o Parque das Cascatas é um dos principais destinos da serra gaúcha. Situado próximo à Rota do Sol, o Parque posiciona-se estrategicamente entre as Rotas Turísticas dos Campos de Cima da Serra, das Hortênsias e dos Caminhos da Neve. São 54 hectares de área, com espaços privilegiados junto à natureza. Regido pela filosofia da preservação ambiental, o local vem se constituindo como referência na comunidade para o desenvolvimento da consciência e da responsabilidade social sobre o uso dos recursos do meio ambiente. O estabelecimento conta com Licenciamento Ambiental, o que ratifica o cuidado, o respeito e a atenção dada ao atendimento de normas legais.

Para acolher seus hóspedes o Parque dispõe de Cabanas com lareira, mobiliadas com televisão, geladeira, fogão, e utensílios domésticos básicos. Disponibiliza, ainda, roupa de cama e de banho e outros serviços adicionais.
Possui também Camping com completa infra-estrutura com banheiros, churrasqueiras, galpões de apoio e piscinas naturais que ficam disponibilizadas aos visitantes.

Camping:

Se o seu estilo é mais aventureiro e você não abre mão de um contato ainda mais direto com a natureza, o Parque das Cascatas oferece uma área de camping perfeita. Com toda e estrutura necessária, banheiros, churrasqueiras e galpões de apoio para você, sua família e amigos passarem dias inesquecíveis junto à natureza e as mais belas cascatas da serra gaúcha.

Parque das Cascatas - Lajeado Grande/RS

Parque das Cascatas - Lajeado Grande/RS

Piscina:

Além de belas piscinas naturais espalhadas pelo parque, você ainda tem a opção de aproveitar 5 piscinas de água mineral externas, sendo três para crianças e duas para adultos mais uma piscina térmica coberta.

Parque das Cascatas - Lajeado Grande/RS

Parque das Cascatas - Lajeado Grande/RS

Restaurante:

Para hóspedes e visitantes, o Parque dispõe de bar e restaurante para refeições e lanches. A vista panorâmica e o ambiente aconchegante convidam para momentos de confraternização e jogos. O Restaurante funciona o ano todo com café da manhã, almoço e jantar.

Parque das Cascatas - Lajeado Grande/RS

Parque das Cascatas - Lajeado Grande/RS

Parque das Cascatas - Lajeado Grande/RS

O Restaurante funciona o ano todo com café da manhã, almoço e jantar.

CAFÉ: 8h às 10h

ALMOÇO: 12h às 14h

JANTAR: 18:30h ás 21:30h

Atividades:

Banhos em piscinas naturais, sociais e aquecidas.

Trilhas ecológicas em área preservada.

Jogos:
Volei de areia
Futebol 7
Sinuca
Pebolim
Cartas
Ping pong

Passeio a cavalo individual ou em grupo

R$ 25,00 p/ pessoa

Parque das Cascatas - Lajeado Grande/RS mapa

Distância de São Francisco de Paula: 55 Km

Distância de Caxias do Sul: 64 Km

Distância de Farroupilha: 84 Km

Distância de Porto Alegre: 182 Km

Via

Escrito por: Marcio Basso/Taciana Sironi