Redução de peso em travessias de trekking

Trekking para inciantes, dicas sobre redução de peso em equipamentos.

Um dos maiores obstáculos do estilo de caminhada conhecido como Trekking na maioria das vezes não é apenas o terreno difícil, passar inúmeros dias acampando, mas sim, os equipamentos utilizados para a prática desse tipo de aventura.

A maioria das pessoas que começam a praticar trekking acham que isso se trata de um esporte elitizado, tendendo que os equipamentos sejam de alto valor monetário, pois não são encontrados facilmente no Brasil.

Isso não é verdade, vou explicar aqui nesse texto como você pode poupar um bom dinheiro e fazer um trekking de aproximadamente 5 dias, usando apenas uma mochila de 32L e mais alguns equipamentos indispensáveis.

Equipamentos

Na hora de escolher seus equipamentos, escolha por suas especificações técnicas primeiramente e não pelo seu preço, quando analisamos as especificações de cada produto podemos definir se o produto em questão é barato ou caro, sem isso é difícil fazer alguma comparação.

Outro detalhe interessante é estar atento as normas EN de cada equipamento, nesse caso escolha equipamentos com essa nomenclatura, porque são equipamentos fabricados para usos na Europa e testados em laboratório para que realmente possam atender as exigências, em outras palavras podemos dizer que, o produto irá entregar tudo o que promete, diferentemente do restante dos produtos similares não testados no mercado.

Você pode estar se perguntando! Os equipamentos com normas EN não são mais caros?

Sim, os equipamentos são mais caros, mas isso é subjetivo, pois são fabricados para realmente atender as exigências. Cito um exemplo para melhor entendimento:

Você pode optar por comprar um saco de dormir Deuter ou The North Face com norma (EN) com temperatura que variam entre +5° e -9°, este modelo será melhor e mais barato que se comprar um saco de dormir com faixas de temperatura entre 0 a -5° para usos aqui no Brasil. Caso a temperatura baixar durante a noite é só vestir um conjunto de roupas térmicas e resolvemos o problema.

Mochila de 32L

Existe no mercado nacional uma infinidade de marcas/modelos de mochilas, procure uma que tenha boas especificações técnicas e que seja muito confortável, pois você terá que carrega-la aproximadamente cinco dias consecutivos.

Mochila Guide 32L Lite Deuter

Redução de peso em travessias de trekking

Valor aproximado: R$ 833,00

Peso: 1,2kg

Comprar

Isolante Inflável

Os isolantes térmicos são muito importantes para termos uma boa noite de sono, este isola a temperatura corporal e mantém seu corpo seco, para assim ter uma noite sem desconfortos.

Isolante Ultra Light – Sea To Summit

Redução de peso em travessias de trekking

Valor aproximado:  R$ 533,00

Peso: 395g

Comprar

Saco de dormir

A dica aqui é se possível, usar um saco de dormir fabricado com plumas de ganso, pois possui melhor isolamento contra baixas temperaturas e é muito leve, mas geralmente estes são um pouco mais caros, mas posso dizer que compensa o investimento. Uso em minhas viagens o saco de dormir Deuter Trek Lite +3, este possui temperatura de conforto +7° e extrema -12°.

Temperaturas em sacos de dormir:

  • Temperatura de conforto é um dado para comparar uma boa noite de sono igual aquela que temos em nossas casas.
  • Temperatura limite, é aquela que você dorme usando poucas roupas.
  • Temperatura extrema é aquela que você dorme usando muitas roupas.

Por isso sempre compre o saco de dormir olhando a temperatura de conforto no máximo a de limite, nunca olhando para a extrema, olhar e entender os pontos importantes de cada equipamento é fundamental, poderá ser a diferença para poupar seu dinheiro.

Saco de dormir Trek Lite +3

Redução de peso em travessias de trekking

Valor aproximado:  R$ 929,00

Peso: 800g

Comprar

Barraca

As barracas são um dos pontos mais importantes que devemos prestar a atenção na hora da compra, pois ela será nosso abrigo durante todos os dias do trekking, use barracas (auto-portante) pois você poderá armar ela em qualquer terreno. Lembre-se que em um trekking a maioria dos acampamentos são selvagens, procure uma com uma boa coluna de água e resistente a ventos fortes.

As barracas para serem consideradas leves devem estar na faixa de 1 a 2 kg.

Barraca Cirus 2 NatureHike

Redução de peso em travessias de trekking

Valor aproximado: R$ 1.399,00

Peso: 1,84 kg

Comprar

Fogareiro/gás

O fogareiro será seu fogão durante os dias de travessias de trekking, é nele que você aquecerá todos seus alimentos e bebidas.

A dica é usar o fogareiro Azteq Spark, pois é leve, compacto e muito fácil de manusea-lo, além disso podemos condicionar ele dentro do estojo de transporte e guardar embaixo do cartucho de gás.

Fogareiro Spark Azteq

Redução de peso em travessias de trekking

Valor aproximado:  R$ 195,00

Peso: 87g

Comprar

 Kit de panelas

Recomendo usar o conjunto de panelas Azteq Trip, pois é muito leve, compacto, antiaderente e oferece um bom custo/benefício.

Conjunto de panelas Trip Azteq

Redução de peso em travessias de trekking

Valor aproximado: R$ 124,00

Peso: 260g

Comprar

Roupas

Em um trekking de muitos dias não é necessário levar uma muda de roupa por dia, pois isso aumentará o volume dentro de sua mochila e o seu peso final, se você respeitar o sistema de camadas, levará apenas o necessário para a sua aventura.

Hoje em dia as roupas técnicas são fabricadas para suportar até 5 dias em uso, isso quer dizer que você não precisará trocar de roupa todos os dias pois, possuem tecnologias avançadas anti-odor que permite que você use inúmeras vezes antes de lavar.

Equipamentos junto ao corpo:

Os equipamentos que estamos vestindo, calçando e usando também devem se juntar a essa conta, geralmente levamos um conjunto de roupas térmicas e mais um conjunto de anoraque (impermeável, respirável e corta-vento), ainda tem a bota de caminhada, meias, GPS de trilha, tudo isso gera um peso aproximado de 2 kg.

Se formos calcular o valor investido nessa breve lista de equipamentos vamos chegar a um total de R$ 4.013 reais sem contar aquilo que está em nosso corpo, isso não é um valor monstruoso, mas com tudo isso você consegue realmente aproveitar seus dias na natureza muito mais tranquilo e sem muito esforço, pois se somarmos todas as gramas dessa lista chegamos ao peso de 6,58 kg aproximadamente, isso é apenas dos equipamentos. Digamos que acrescentamos mais 1 litros de água e 1 kg de comida, dessa maneira temos boas condições de fazer qualquer travessia de trekking usando uma mochila leve e compacta pesando aproximadamente 10 kg.

Pontos importantes para se levar em consideração:

Geralmente a maioria dos aventureiros pensam que fazer trekking é levar uma mochila enorme, pesando cerca de 20 a 30 kg, mas não é bem assim, um erro comum aos praticantes iniciantes é comprar de cara uma mochila enorme e equipamentos muito baratos, de má qualidade e que você certamente irá trocar após um ano de uso, se contar todas essas trocas de equipamentos é vantagem sem dúvidas planejar suas comprar e comprar algo bom logo de cara, assim você evita surpresas desagradáveis durante suas aventuras de trekking.

Esse peso a mais que carregamos somente será sentido em subidas íngremes ou em inúmeros dias de caminhada, em um dia de travessia podemos dar aproximadamente 30.000 passos, então para que isso aconteça de forma tranquila, precisamos carregar o menor peso possível em nossas mochilas. Entenda que um caminhão de carga leva muito mais tempo para subir uma serra que um carro de passeio, isto é lógico, nas travessias de trekking isso acontece da mesma forma.

Quanto você for analisar todos os equipamentos que está levando em uma travessia, tenha o critério para definir quais equipamentos você tem e quantas utilidades ele tem, se este ter apenas uma utilidade, ele não deverá estar dentro da sua mochila.

Este texto tem o objetivo de ajudar você na escolha do equipamento certo, dando dicas e apontando as principais dificuldades nesse meio esportivo.

Esse artigo foi construído em trocas de conversar com o Tiago Korb, fundador do Clube Trekking Santa Maria/RS. Essa empresa possui larga experiencia em travessias de longa distância, dentre elas se destacam a maior travessia de montanhas do Brasil – Travessia Transmantiqueira, é realizada em 18 dias a pé e percorre a distância de 630 km.

Calendário de travessias 2017

Redução de peso em travessias de trekking
Foto: Clube Trekking Santa Maria

Thule Versant 50L – Testes no Peru

Apresento a vocês a nova mochila cargueira Thule Versant 50L, testei toda a sua funcionalidade na última viagem que fiz ao Peru, lá conheci muitos parques arqueológicos nas cidades de Lima, Cusco, Valle Sagrado, Machupicchu e a montanha Wuaynapicchu. Pude testar todas as tecnologias empregadas no produto durante 10 dias viajando pelo Peru com esta mochila nas costas. Neste post mostrarei todas as suas características, tecnologias empregadas, pontos positivos e negativos para que você conheça o produto antes mesmo de ir à loja efetuar a compra.

thule-versant-50l-mikado

Sobre a marca:

Thule-logo

A Thule é uma empresa Sueca, criada em 1942 que tem como missão trazê-lo para mais perto do mundo e de sua paixão pela vida. É um grupo internacional de pessoas unidas pela paixão em ajudar famílias ativas e entusiastas de atividades ao ar livre.

Site da marca no Brasil: www.thule.com

Tecnologias empregadas:

As mochilas da marca Thule sempre me chamaram a atenção, pois além de serem leves e ao mesmo tempo robustas são muito práticas, posso dizer que realmente esse modelo, Versant 50L, é útil para quase todos os tipos de viagens e aventuras, pois não é uma mochila muito grande, mas ao mesmo tempo não é pequena.

A Thule Versant 50 L é fabricada com tecidos cordura 420D e nylon 100D, que são materiais bem leves e bem fortes, muito difícil rasgar. Para testar isso despachei a mochila pelo compartimento de bagagem do avião sem embalar com aqueles sacos plásticos encontrados nos aeroportos, mesmo sabendo que as pessoas que carregam e descarregam os aviões não são lá muito cuidadosas com nossas malas e mochilas. Durante todos os translados também não usei proteção na mochila, voltei para casa com ela apenas um pouco suja, mas sem sinal de rasgos ou algum fio à amostra, isso me satisfez muito.

Thule Versant

A mochila apresenta dois ajustes de regulagem, o primeiro deles é a regulagem de altura das alças, podendo aumentar ou diminuir em até 12 centímetros a altura das alças. Para fazer o ajuste das alças é muito fácil, 1 – solte a fita compressora; 2 – levante o costado; 3 – posiciona para o tamanho desejado; 4 – abaixe o costado; Uma maneira fácil e rápida de ajustar as alças, com isso o ajuste fica perfeito no seu corpo.

-Alcas-Thule versant
Ajuste das alças

A novidade nessa linha de mochilas cargueiras Thule Versant é o ajuste na barrigueira de até 10 centímetros, isso melhora muito o conforto quando você  coloca-a nas costas, com essa tecnologia a mochila fica mais firme em torno do quadril.

ajuste-barrigueira-thule-versant

Para ajustar é muito fácil também, vou explicar passo a passo: 1 – puxe o elo da barrigueira para cima e ajuste conforme o tamanho desejado; 2 – prenda um velcro no outro para manter a medida estável; 3 – coloque a ponta do elo de ajuste dentro do compartimento da barrigueira. Pronto, agora a barrigueira já está ajustada.

A mochila Thule Versant é principalmente usada para trekkings de 3 a 5 dias e viagens do tipo “mochilão”, eis que seu tamanho é ideal para acondicionar todos os equipamentos necessário para uma boa aventura. Conta com medidas de altura de 69 cm, largura: 38 cm e profundidade: 34 cm, no total fica 141 cm, esse total é importante você saber, pois em algumas viagens só é permitido embarcar com mochilas de até 157 cm no total. Como exemplo dessa exigência, cito a viagem de trem entre o Valle Sagrado dos Incas para Aguas Calientes, no Peru, onde escolhi para testar o produto.

Depois de ajustada, a mochila, se encaixa muito bem no corpo sendo bem anatômica, o que torna muito prático seu uso. Além disso, é muito leve atingindo 1,86 kg no total, incluindo a capa de chuva.

Conta ainda com duas fitas de compressão  bem distribuídas em cada lado, mantendo a carga  estabilizada dentro da mochila. Um detalhe que vale mencionar, nas fitas de compressão da parte de cima tem um local para fixar os bastões de caminhada, ficando um para cada lado, assim equilibrando todo o conjunto já que a fita prende o bastão através de uma alça de velcro mantendo-o firme.

ajuste-bastoes-de-caminhada-thule

Compartimentos e bolsos:

A mochila Thule Versant 50L conta com uma variedade de compartimentos, tanto do lado externo quanto interno. Na parte externa, existem 5 compartimentos e 1 bolso, o primeiro compartimento que cito é um compartimento grande, de tecido telado localizado frontalmente, este tem fechamento por clipe de mochila. Logo abaixo, fica o compartimento da capa de chuva, identificado com a palavra Raincover, este é fechado por zíper. Nas laterais tem dois compartimentos onde é possível colocar garrafas de água ou algum outro equipamento que necessite estar em fácil acesso para a sua aventura. Vale mencionar que os dois compartimentos possuem elásticos na suas extremidades, para firmar e estabilizar os objetos que ali forem colocados. Além disso, um destes compartimentos possui um zíper para acomodar objetos maiores que funciona como um extensor,  podendo com isso aumentar seu volume de carga.

O bolso está localizado na barrigueira ao lado esquerdo com fechamento por zíper, onde é possível colocar pequenos objetos, tais como, uma bussola ou barras de cereais. No lado oposto, tem um ultimo compartimento, este é construído de material impermeável, com fechamento parecido com os sacos estanques, onde você pode guardar os seus documentos e o celular. Por ser removível,  pode ser retirado e acondicionado dentro da mochila.

compartimentos-thule-versant

estanque-thule-versant
Compartimento estanque, localizado do lado esquerdo da barrigueira.

A mochila Thule Versant 50L conta com duas aberturas, a tradicional conhecida pela parte de cima que é telescópica, isso quer dizer que pode ser aumentada e ajustada para melhor organização dos equipamentos, e outra frontal em U, com uma ampla abertura, diferente da modelo Guidepost 75L, já que o fabricante remodelou o tipo de abertura, possibilitando uma grande abertura, melhorando o condicionamento dos equipamentos no interior da mochila.

mochila-versant-50l

Na parte interna da mochila possui um compartimento bem amplo para armazenar os equipamentos e para acomodar um reservatório de água de até 3 litros, que poderá ser afixado por um pequeno clipe de mochila. Já no lado externo, possui um símbolo de gota de água mostrando onde a mangueira do reservatório deve sair.

dscn8209

Acredito que uma das melhores tecnologias empregadas no equipamento é a possibilidade de dispor, de forma fácil e ágil, de uma segunda mochila. Neste modelo, como já conhecemos nas mochilas da marca Thule, o capuz da mochila é facilmente transformado em uma pequena mochila de ataque. Na viagem pelo Peru , essa possibilidade me foi muito útil, pois ali colocava as câmeras, acessórios fotográficos e ainda consegui por alguns outros itens importantes,  como capa de chuva, gorro, luvas e mais algumas barras de cereais.

Num primeiro momento, o capuz parece pequeno, mas depois de usa-lo como mochila alternativa, concluí que é do tamanho certo para levar tudo que necessitamos.

O Capuz possuí 3 bolsos fechados por zíper, um deles é bem amplo, já os outros um pouco menores. Vale mencionar que as alças da mochila de ataque são marcadas com numerações 1, 2 e 3, estes números auxiliam o ajuste das alças no capuz, as alças são colocadas nos próprios clipes da mochila de manuseio fácil e rápido.

dsc_0022

dsc_0600

Thule Versant 50l
Montanha Wuaynapicchu
Thule Versant 50l
No topo da Montanha Wuaynapicchu

Também é interessante mencionar que a parte de baixo da mochila conta com a tecnologia Stormguard, isto combina uma capa de chuva parcial juntamente com um forro internamente impermeável, criando assim uma bolsa totalmente impermeável. A capa de chuva pode ser usada de duas maneiras, a primeira delas é como o fabricante menciona(vide imagem dica 1),  e a outra maneira é colocando sob toda a mochila( vide imagem dica 2).

522283_sized_640x420
Tecnologia Stormguard, isto combina uma capa de chuva parcial juntamente com um forro internamente impermeável.

capa-de-chuva-thule-versant

Especificações técnicas:

Sexo Masculino
Uso Viagem de vários dias
Durante a noite
Material Cordura 420D, 100D nylon
Volume (l) 50 l
Altura (cm) 69 cm
Largura (cm) 38 cm
Profundidade (cm) 34 cm
Peso (kg) 1,86 kg
Cor micado

Vídeo de apresentação:

Conclusões finais:

Recomendo e indico o uso da mochila Thule Versant 50L.  Com certeza, superou minhas expectativas ao ser minha companheira durante os 10 dias de viagem ao Peru. Testei todas as suas funcionalidades e tecnologias nas trilhas e andanças que fiz. A mochila é facilmente ajustada no corpo, o que fez a minha viagem ser realmente prazerosa, não tive nenhum problema com o produto. Se fosse para mudar algo nesse equipamento sugeriria que as alças fossem mais acolchoadas, pois quando ela está totalmente carregada as alças podem machucar um pouco os ombros e a região do peito.

A pequena mochila de ataque não é tão pequena quanto parece, nela consegui levar tudo que precisava para subir a montanha de Wuaynapicchu, de modo seguro e confortavel.

A mochila Thule Versant 50L tem o custo aproximado de R$ 1.600,00 (um mil e seiscentos reais), valor este que parece um pouco alto, mas como o produto é importado, os valores de impostos taxados na entrada do país, fazem com que o valor no Brasil se eleve. Mas posso dizer a vocês que mochila sempre será um investimento e não um gasto, por isso opte por modelos que sejam leves, confortáveis e duráveis. Afinal, nenhum viajante deseja ficar com dores após o trekking.

[FinalTilesGallery id=’29’]

Essa mochila foi fornecida para testes pela loja de nossos parceiros Guenoa Bikes e Apetrechos para a Aventuras, localizada na cidade de Caxias do Sul/RS – Brasil.

996056_580973958630913_159691964_n

Mochila High Sierra Col 35L – Avaliação

Mochila High Sierra Col 35L – Avaliação

Apresento a vocês a mochila High Sierra Col 35L, testei toda a sua funcionalidade em um trekking de quatro dias na Travessia pelas Bordas dos Cânions no estado de Santa Catarina, neste post mostrarei todas as suas características, apontando seus pontos positivos, negativos, bem como a opinião sobre a mochila.

Sobre a marca:

High-Sierra-Logo-Sig

High Sierra é uma empresa Canadense especializada em equipamentos de viagem de aventura. Oferece linhas versáteis, sob medida, para entusiastas e praticantes de atividades ao ar livre, viajantes, estudantes e profissionais que procuram a escolha inteligente em mochilas duráveis e funcionais.

Essa mochila conhecida como mochila de ataque, usada por muitas pessoas, é uma mochila pequena, leve e muito funcional, ela tem quase todas as características de uma mochila cargueira, não deixando nada a desejar.

Construção e tecnologias:

Construída com materiais de primeira linha. tais como: Ripstop Hexagonal 250 D e 300 D, este material é extremamente forte, usado principalmente nas mochilas de uso militar, de fato ela é bastante forte e robusta.

Mochila High Sierra

Geralmente, as mochilas vendidas no mercado nacional possuem regulagens de altura das alças, ao contrário da maioria das mochilas vendidas fora do brasil que não possuem essa regulagem. Os fabricantes então mensuram as medidas por tamanhos do tipo P, M ou G, assim cada usuário contará sempre com o a anatomia perfeita.

O costado da mochila Col 35L é bastante robusto, encaixa perfeitamente nas costas, gerando alto conforto. Durante o teste, com a mochila totalmente carregada ou com quase nada de peso, o costado mostrou-se bem eficaz, o suor gerado pelo corpo foi incrivelmente retirado, impedindo assim que minhas costas ficassem encharcadas durante os 20 quilômetros percorridos no segundo dia de trekking pelas bordas dos Cânions em Santa Catarina – Brasil.

Mochila High Sierra

Ao vestir a mochila as alças encaixam perfeitamente, dando segurança e mobilidade de movimentos, o fechamento da tira peitoral possui ajustes individuais,  podendo colocar mais para baixo ou para cima conforme a necessidade do usuário.

Também podemos ver nas alças alguns elos de fita elástica que tem inúmeras aplicações. Podemos colocar a mangueira do cantil de hidratação ou até pendurar um GPS, além disso ainda possui duas argolas plásticas para prender outros itens, como talvez uma lanterna, ou uma bussola.

Mochila High Sierra

A Barrigueira possui um acolchoado muito forte e ao mesmo tempo incrivelmente confortável, sendo ajustada de maneira uniforme, pois o fechamento é feito por um sistema de roldanas, isso facilita muito na hora de fechar a barrigueira em torno do corpo.

Também é composta por fitas de compressão em suas laterais, que firmam toda a carga no interior da mochila deixando-a bem presa e impossibilitando que se movimente durante as trilhas.

Nas laterais, também possui saídas para mangueira do cantil de hidratação nos dois lados, além de um pequeno bolso em cada lateral, nestes cabem exatamente um cantil de 900 ml de água, ou é possivel colocar qualquer outro objeto que desejar, lembrando que estes bolsos não possuem fechamento.

Mochila High Sierra

O local de armazenamento do cantil de hidratação está localizado na parte interna da mochila, em um compartimento separado do restantes dos equipamentos, este é bem amplo podendo acomodar dois cantis de água de 2 L cada, ou um de até 4 litros.

Na parte frontal da mochila podemos ver inúmeros elos, estes servem para pendurar pequenos objetos, tais como: chaves, canivete, ou até mosquetões e equipamentos de escalada. Também possui um espaço destinado para um bastão de caminhada.

Mochila High Sierra

Na parte de cima do capuz, possui um bolso com fechamento por zíper onde é possível guardar itens como documentos, capa de chuva, alimentos e alguns outros objetos que necessitam estar a fácil acesso.

Abrindo o capuz a primeira coisa que vemos é uma etiqueta com procedimentos de socorro para situações de emergência.

Mochila High Sierra

A mochila High Sierra Col 35 L, possui apenas um compartimento de carga, sendo esse composto por tampa telescópica, isso quer dizer que ,torna-se expansível dependendo da quantidade de equipamentos que se carregue.

Na parte interna existe apenas um bolso separado para o cantil de hidratação, que já citei acima, o espaço restante serve para colocar roupas e alimentos para caminhadas de apenas um dia.

Características conforme fabricante:

Medidas: 61 x 33 x 21

Material: Ripstop Hexagonal 250 D e 300 D

Peso: 1.360 g

Garantia: Vitalícia contra defeitos de fabricação

Usei essa mochila na Travessia pelas Bordas dos Cânions/SC por quatro dias. No primeiro dia a quilometragem foi de 13 quilômetros de subida, no segundo percorri 20 quilômetros passando por matas nebulares, no terceiro o percurso foi de 17 quilômetros e no último dia 13 quilômetros, em todos estes dias de trekking carreguei uma média de 7 quilos por dia.

A mochila se mostrou extremamente forte nas caminhadas em áreas de mata nebular onde há muitos galhos e espinhos que encostam na mochila, se fosse um material menos robusto, certamente aconteceria algum rasgo ou estrago na mochila, e não ocorreu nada. Isso fez perceber o quanto a construção hexagonal é importante e a densidade do material também tem um bom impacto na resistência a estragos. Durante a travessia também subimos encostas íngremes, muitas vezes tendo que agarrar-se a árvores e pedras, em todos os movimentos que fiz a mochila ficou incrivelmente parada no meu corpo, as regulagens da barrigueira funcionaram perfeitamente, dando completa sensação de segurança e livre movimentação.

Mochila High Sierra
Foto: Paulo e Karine
Mochila High Sierra
Foto: Ronaldo Somacal
Mochila High Sierra
Foto: Paulo e Karine
Mochila High Sierra
Foto: Paulo e Karine

Na minha opinião, não existem pontos negativos neste modelo de mochila, todas as partes cumprem seu papel perfeitamente, já os pontos positivos são inúmeros: muito resistente, anatômica, versátil e leve.

A mochila foi cedida pela empresa Sol de Indiada para testes em uma das suas atividades de aventura na cidade de Urubici/SC, analisei todos seus pontos e os coloquei a prova nos 4 dias de travessia, tendo ficado muito satisfeito com os resultados.

Caso deseje comprar esse modelo de mochila acesse o site da marca High Sierra, ou você pode comprar na Amazon, clicando aqui, os preços são entre $70 a $100 dólares, esses valores podem variar de acordo com a valorização ou desvalorização do Dólar.

Mochila Futura Vário 45+10 SL – Avaliação

Mochila Futura Vário 45+10 SL – Avaliação

Vamos apresentar neste post uma avaliação completa da mochila  Deuter – Futura Vário, equipamento versátil, destinado para pessoas que buscam melhor conforto, praticidade e baixo peso em suas aventuras.

Normalmente, os aventureiros quando desejam comprar a primeira mochila, o questionamento feito é qual o tipo e o tamanho ideal a ser comprado. Neste caso, minha recomendação é para  comprar a mochila conforme as atividades que o aventureiro pretende desenvolver. Caso seja fazer trekking ou uma viagem pelo mundo, o ideal é optar por um equipamento que seja confortável, leve, compacto e possível de carregar, é claro.

Podemos notar que algumas pessoas, na maioria das vezes por falta de informações e conhecimento no assunto, compram mochilas realmente enormes, pois seguem a lógica, que quanto maior for a mochila mais coisas pode-se levar dentro, entretanto esquecem que elas terão que carregar este peso todo nas costas, muitas vezes por inúmeros dias.

Para que isso não aconteça, vamos apresentar todas as características sobre a mochila Futura Vário, bem como curiosidades, pontos positivos e negativos possibilitando a você conhecer este modelo antes mesmo de ir à loja comprar.

Construção e tecnologias:

A mochila Deuter Futura Vário apresenta em sua construção materiais leves e duráveis como os tecidos Deuter – Ripstop 210 / Deuter – Super-Polytex apresentados na parte externa, e na parte interna, é revestida com material Poliuretano (PU) atribuindo maior resistência à água.

Futura Vário

O equipamento conta ainda com inúmeras tecnologias que aumentam o conforto de seus usuários.

Veja abaixo o que cada uma delas proporciona:

tecnologia
Fonte: Deuter

Curiosidades:

SL Womens Fit System
O sistema SL (SLim Fit) foi desenvolvido para que mulheres e pessoas de até 1,70 m possam usar a mochila da forma adequada, uma vez que todas as regulagens se ajustarão de forma adequada e eficiente. Fonte: Deuter

Características:

Diferentemente de outras mochilas encontradas no mercado nacional, esta possui dois compartimentos para colocação do reservatório de água, estando um no compartimento interno, com capacidade de 3 litros, e o outro, na parte externa no lado direito da mochila, com capacidade para 2 litros. Assim, possibilita em caso de travessias muito longas, levar até 5 litros de água ou optar pelo uso de um o outro compartimento, conforme a necessidade.

Futura Vário

O ajuste das alças é de fácil manuseio, atrás no painel telado no costado da mochila, contém informações de ajustes dado pelas letras L, M, S e XS, sendo que a letra L é para usuários mais altos e as letras XS, para pessoas de estatura mais baixas, deste modo pode-se regular a mochila da melhor forma possível em torno do nosso corpo. Esta nomenclatura é dada pelo padrão da marca Deuter e o sistema Vari-Quick de ajuste da altura das alças.

Futura Vário

Para fazer o ajuste é muito simples, afrouxe a tira vermelha atrás do costado da mochila, subindo ou descendo as alças até encontrar a letra desejada, depois certifique-se que a tira vermelha esteja apertada.

Vídeo explicativo de como ajustar a mochila cargueira

As alças e a barrigueira dessa mochila são completamente anatômicas. As alças são construídas com material conhecido como 3D AirMesh que facilita a eliminação do suor gerado pelo nosso corpo.

Futura Vário

A barrigueira móvel acompanha todos os movimentos do corpo dando mais estabilidade à mochila. Duas hastes centrais de alumínio são o coração do sistema, e transferem todo o peso para a barrigueira fazendo com que a mochila seja extremamente confortável, mesmo com muito peso.

Futura Vário

Além disso, o ajuste da barrigueira é feito para frente, facilitando seu uso.

Junto à barrigueira possui um bolso fechado por zíper em cada lado, isso facilita bastante em uma viagem ou até mesmo em um trekking de fim de semana, pois ali é possível guardar pequenos objetos, tais como: celular, documentos, dinheiro e até mesmo barras de cereais.

Futura Vário

Também conta com fitas de compressão nas duas laterais para possibilitar maior estabilidade da carga dentro da mochila, assim tornando-a muito mais segura ao transpassar obstáculos.

Futura Vário

Olhando para a imagem acima, podemos ver que possui também um local para colocar objetos pequenos, como lanterna, bússola ou até mesmo um cantil reserva de água. Tais itens, ficam muito bem presos pela fita de compressão impedindo assim a perda de objetos.

A mochila é dividida em 2 compartimentos:

O primeiro, é onde colocamos a maior parte de nossas roupas e equipamentos, com abertura normal pela parte de cima da mochila. Para aumentar ainda mais este espaço a mochila conta com um avanço, chamado de tampa telescópica, bastante útil e com ajuste fácil  e rápido.

Futura Vário

O segundo compartimento, fica localizado na base da mochila, local que é indicado para colocar itens pesados, como saco de dormir, panelas e alimentos. No teste, colocamos o Saco de dormir Trek Lite +3 Deuter e ainda sobrou  um bom espaço, podendo colocar mais alguns itens dentro.

Futura Vário

Os dois compartimentos são separados por uma tampa que pode ser fechada por zíper. A vantagem de usar sempre dois compartimentos, ao invés de  apenas um é que podemos organizar melhor os itens que colocamos dentro da mochila facilitando a localização de determinado item em caso de urgência.

Futura Vário

O que torna a linha de Mochilas Futura Vário especial é, que além de contar com todos os itens de uma mochila tradicional, ela ainda contém uma segunda abertura na parte externa, pois caso você guarde algum item no fundo da mochila, com este sistema de abertura, é só abrir a tampa frontal e pegar o item que precisa sem que seja necessário retirar todos os seus equipamentos de dentro dela.

Futura Vário
Foto: Internet

A mochila Futura Vario 45+10 L, possui mais dois bolsos localizados no capuz da mochila, um do lado de fora, que serve para guardar pequenos objetos de fácil acesso. Já o outro bolso, fica na parte interna do capuz, os dois são fechados por zíperes.

No capuz também possui uma etiqueta SOS, a marca Deuter, segue esse padrão em suas mochilas, todas elas contém essa especificação para situações de emergência, veja nas fotos a seguir:

Futura Vário Futura Vário

Futura Vário

Características:

Peso: 2030 g
Capacidade: 45 litros
Material: Deuter-Ripstop 210 / Deuter-Super-Polytex
Dimensões: 74 / 34 / 28 cm

Onde comprar:

Com certeza essa mochila é perfeita para quem busca praticidade, conforto, tecnologia e baixo peso. Todavia, tudo isso também tem um custo, neste caso essa mochila se encontra com preço na faixa média de R$ 1.000 reais. É possível encontrá-la nas principais lojas de aventura espalhadas pelo Brasil, sugerimos antes de comprar qualquer modelo de mochila cargueira, ir a uma loja e experimentar.

Mochilas para trekking, como escolher!

Mochilas para trekking, como escolher!

Todos nós sabemos que as mochilas são de fato o equipamento mais usado para todos os tipos de aventuras, viagens a lazer ou a trabalho, quase sempre analisamos apenas um dado específico na hora da compra, na maioria das vezes este dado é o valor, quanto custa. Mas será que isso é o que mais importa?

Hoje no mercado nacional temos uma infinidade de mochilas com as mais variadas aplicabilidades, com valores que podem variar entre R$ 200 reais até R$ 1.600 reais ou até mais que isso. Queremos com este post ajudar você a escolher a melhor mochila para sua necessidades, levando em conta não apenas seu valor, mas alguns outros dados de suma importância para quem pratica atividades de aventura.

A principal referência para determinar o quanto você quer gastar neste equipamento é a quantidade de conforto que queres ter ao praticar certos tipos de atividades.

A atividade que queremos ressaltar aqui é a caminhada conhecida como trekking. Mas afinal o que é exatamente um trekking?

trekking

A palavra trekking nos remete a caminhar, trilhar, andar. É a mais remota e conhecida forma de deslocamento desde que o homem ascendeu a qualidade de bípede.

Entendemos que a caminhada conhecida como Trekking, é uma atividade que envolve longos percursos, que tenha a necessidade de pernoitar durante a execução da atividade. O trekking pode ser realizado em 2 dias ou mais, dependendo unicamente da sua capacidade física.

Geralmente ao fazermos um trekking levamos conosco tudo aquilo que achamos importante, desde barraca até os alimentos que vamos preparar ao longo do caminho. Para atender essa grande demanda de espaço precisamos de uma mochila que tenha capacidade para tal, que nos proporcione um certo conforto e que fique de acordo com o que possamos investir para ter um equipamento que nos traga segurança e comodidade.

Acredito que, um dos maiores desafios na compra de uma nova mochila é em relação ao seu peso, pois a atividade descrita acima faz com que tenhamos que carregar pesos entre 12 a 18 quilogramas e as vezes por vários dias consecutivos, não é recomendado levar mais peso que isso, pois força toda a nossa estrutura corporal.

Veja abaixo o comparativo que fizemos para entender melhor a relação de peso. Escolhemos uma mochila de cada uma das duas marcas com capacidades semelhantes, sendo empresas de renome mundialmente e que são oferecidas aqui no Brasil.

Para fazer este comparativo escolhemos a Mochila Volt 75L da marca Osprey e a mochila Airconct pro 65+15L da marca Deuter.

comparativo de mochilas

Na imagem acima notamos uma grande diferença entre as duas mochila, são quase 1,5 kg que pode fazer total diferença em uma atividade de muitos dias caminhando. O peso da mochila interfere diretamente no peso final de todo o conjuntos de coisas que carregamos, pense quanto dinheiro terá que investir por exemplo para baixar estes 1,5 kg, sabendo que equipamentos mais leves, aqui no Brasil são geralmente mais caros e difíceis de encontrar.

A explicação para essa diferença exorbitante na relação de peso é dada pelos materiais e tecnologias empregadas por cada tipo de fabricante, a Deuter por exemplo, constroem suas mochilas para que sejam duráveis ao tempo, certamente uma mochila desse tipo irá durar cerca de 20 anos ou mais, já a fabricante Osprey prefere construir com materiais mais leves, o que garante baixo peso, sem deixar a desejar.

Você já parou para pensar, quantas vezes você trocou de equipamentos durante um período de cinco anos,  hoje em dia as pessoas não buscam mais equipamentos duráveis, mas sim que possuem grandes avanços tecnológicos, baixo peso e que garantam praticidade para suas aventuras.

As duas mochilas tem valores em reais muito parecidos, a mochila Deuter custa R$ 1.499 reais, visto na loja Orientista, a mochila Osprey custa R$ 1.424 reais na loja Camerum, as duas no mercado nacional.

A outros dados que também são importantes analisar na hora da compra, como por exemplo: o tamanho a ser comprado. As mochilas são expressadas com valores em litros, mas isso não quer dizer que se a mochila consta 55 litros você poderá carregar 55 kg de carga, cada fabricante tem uma tabela de conversão para estes casos, antes de comprar saiba quanto de carga a mochila pode carregar,e quanto de carga você aguenta carregar.

Hoje em dia existem mochilas de tamanhos especiais, a Deuter por exemplo usa a nomenclatura SL isso significa que são para pessoas com estatura até 1,70 centímetros de altura. Outras marcas como Curtlo a nomenclatura é dada pela sigla LF, para representar essa  mesma gama de mochilas.

Os fabricantes expõe uma série de características técnicas, que as vezes podem passar despercebido por nós aventureiros, mas é importante comparar uma ou outra mochila antes de finalizar a compra.

Aqui no nosso blog, você pode ver as avaliações de algumas mochilas que fizemos ao longo do tempo e assim saber mais sobre qual escolher, clique aqui para saber mais.

mochilas

Esperamos que este post tenha lhe proporcionado um intendimento um pouco melhor sobre como escolher a mochila ideal para suas aventuras, se gostou, comente sua opinião, deixe-nos um comentário!

REVIEW – Mochila Arc’Teryx Kea 37 Men’s Tall

REVIEW – Mochila Arc’Teryx Kea 37 Men’s Tall

Quem não gosta de mochilas, que atire a primeira pedra, afinal ela é nossa principal companheira de aventuras. A mochila é quem nos acompanha a cada passo, portanto podemos afirmar que ela ocupa o topo da lista de itens essenciais ao trekker, sendo a responsável por uma série de fatores consideráveis na sua caminhada. No intuito de auxiliar aos que desejam adquirir um novo equipamento, quero deixar aqui minhas impressões sobre a Arc’Teryx Kea 37, minha nova parceira de aventuras, comprada para trekking e montanhismo.

Arc’Teryx Kea 37

Arc’Teryx Kea 37

  • Peso: 1.550g
  • Preço: R$612,00
  • Capacidade: 37 litros
  • Cores disponíveis: Preto e Laranja
  • Tamanhos disponíveis: Short (Torsos de 40.5cm – 48cm), Regular (Torsos de 45.5cm – 53cm) e Tall (Torsos de 50.5cm – 58cm)
  • Materiais: Evon Foam, 840D Stretch Mesh, 420D Cordura HT Plain Weave, 6061 Aluminum Stays.

A marca dispensa maiores apresentações. A Kea foi desenvolvida aos olhos da Kata, uma das mais conceituadas para a prática de escalada em rocha, montanhismo e atividades intensas de trekking do tipo “overnight”. Impressiona pelo seu conforto, versatilidade e alta impermeabilidade, aliada à tecnologia empregada em sua construção.

Num primeiro momento, confesso que fiquei desapontado com o peso da mochila, pois esperava algo mais leve pela capacidade de 37 litros. A título comparativo, minha Axios 50 (também da Arc’Teryx) tem capacidade maior, porém pesa 300g a menos. A capacidade volumétrica da mesma me surpreendeu e foi o primeiro ponto positivo que notei em comparação à outras que havia visto. O corpo principal é grande e garante a organização dos principais itens para uma pernoite. A qualidade dos materiais também é um ponto perceptível e ganha destaque ao tecido em cordura que confere impermeabilidade ao conjunto, juntamente com as costuras reforçadas. As laterais da mochila trazem tiras de compressão próprias com dupla função: prender / estabilizar a carga e transportar bastões de caminhada ou outros itens. Para completar, fivelas em poliamida garantem um bom suporte à estrutura.Arc’Teryx Kea 37

Arc’Teryx Kea 37

Nada de bolsos laterais, apenas os inferiores em mesh para o transporte de cantis. Achei uma boa sacada da marca, já que das duas que tive com bolsos laterais, nunca usei os mesmos. O compartimento principal é dividido verticalmente na parte interna, auxiliando na organização e separação dos itens por categoria. Não possui abertura por zíper inferior; outra boa ideia, pois os antigos ficaram sempre fechados.

A tampa comporta dois bolsos amplos, ambos com bom espaço para se guardar diversos itens. Zíperes impermeáveis são um ponto positivo, além da abertura para o sistema de hidratação que pode ser colocado no compartimento principal e preso por um engate rápido. Vale salientar que a tampa é fixa, portanto não pode ser destacada. Achei que ela poderia ser um pouco mais côncava, para “abraçar” melhor o corpo da mochila (percebi que a maioria das mochilas da Arc’Teryx tem esse pequeno defeito).

Arc’Teryx Kea 37

Arc’Teryx Kea 37

A barrigueira, anatomicamente estruturada e com ajustes, é termo-moldável e se ajusta ao seu corpo conforme o uso; confortável é um termo fraco para descrever a sensação que a barrigueira oferece. Dois bolsos em mesh podem ser utilizados para transportar celular, câmera digital, um pequeno canivete, barrinhas de cereal, etc. As alças são bem estruturadas e revestidas com o mesmo material da barrigueira e costado, conferindo conforto e boa dissipação de suor. Possuem tira peitoral ajustável (comprimento e altura) e removível, tiras tensionadoras que estabilizam a carga e regulagem de posição. Possuem também pontos para fixação de objetos como GPS e mangueira do sistema de hidratação.

O costado merece uma nota à parte e é o ponto forte do equipamento. Construído em Evon Foam, ele se ajusta e acompanha o formato do seu corpo a cada passo, ficando sempre rente e colado em suas costas. Essa construção permite bom fluxo de ar entre a mochila e seu corpo, reduzindo consideravelmente a temperatura e a transpiração. O sistema de sustentação em alumínio 6061, consegue transferir boa parte do peso para a barrigueira, tornando a mochila muito mais confortável.

Arc’Teryx Kea 37

Arc’Teryx Kea 37

Arc’Teryx Kea 37

Arc’Teryx Kea 37

Enfim, era exatamente o que procurava para o montanhismo e minhas andanças de poucos dias. Consegui reduzir o peso, tamanho e aumentar a qualidade de meus equipamentos; queria uma boa mochila para acompanhar essa evolução e encontrei na Kea 37 todas as características que buscava. Materiais empregados e construção de excelente qualidade aliam confiabilidade, leveza e conforto ao conjunto.

Link para o site do fabricante: Arc’Teryx Kea 37

Sem título

Texto e fotos: Edver Carraro
Site: Edver Carraro

REVIEW – Mochila Arc’Teryx Axios 50 Men’s Tall

REVIEW – Mochila Arc’Teryx Axios 50 Men’s Tall

A mochila é equipamento indispensável à vida do trekker. Poderia até afirmar que ela ocupa o topo da lista de itens mais importantes, sendo a responsável por uma série de fatores consideráveis na sua aventura. No intuito de auxiliar aos que desejam adquirir um novo equipamento, quero deixar aqui minhas impressões sobre a Arc’Teryx Axios 50, minha nova companheira de aventuras.

 

 

axios10

axios13

axios11

axios12

  • Peso: 1.250g
  • Preço: R$525,00 (R$929,00 com impostos de importação)
  • Cores disponíveis: Preto e Laranja
  • Capacidade: 53 litros + 10 litros (corpo principal + bolso frontal)
  • Tamanhos disponíveis: Regular (Torsos de 45.5cm – 50.5cm) e Tall (Torsos de 50.5cm – 55.5cm)
  • Materiais: Spacermesh™, 100D Invista HT Mini Ripstop™, 420D Invista HT Plain Weave, EV®50 Perforated Foam, Hypalon™, 210D Ripstorm™, 840D Stretch Mesh, AeroForm™, 6061 Aluminum Stays.

A marca dispensa maiores apresentações. A Axios foi desenvolvida aos olhos da linha Bora, uma das mais conceituadas e carro-chefe da empresa em mochilas para travessias. Impressiona pela sua leveza e alta impermeabilidade, aliada à tecnologia empregada em sua construção.

Num primeiro momento, confesso que a capacidade volumétrica da mesma me surpreendeu e foi o primeiro ponto positivo que notei em comparação à outras que havia visto e com minha ACT Lite 50+10 da Deuter. O corpo principal é maior, mesmo tendo formato contrário à Deuter (triângulo invertido). A qualidade dos materiais também é um ponto perceptível e ganha destaque ao tecido, similar ao silnylon para conferir impermeabilidade ao conjunto, juntamente com as costuras reforçadas. No corpo principal, não há alças para o transporte de bastões de caminhada, mas os mesmos podem ser colocados nas laterais da mochila e presos com o auxílio das tiras de compressão.

Fivelas em poliamida e tiras bem localizadas, dão bom suporte e estrutura à carga. Nada de bolsos laterais, apenas os inferiores em mesh para o transporte de cantis e um frontal que comporta aproximadamente 10l. Achei uma boa sacada da marca, já que das duas que tive com bolsos laterais, nunca usei os mesmos. Um zíper amplo instalado na lateral permite acesso fácil ao interior da mochila, sem a necessidade de se abrir a tampa (outras marcas utilizam zíper frontal). Ela não é bipartida e não possui zíper inferior; outra boa ideia, pois os antigos ficaram sempre fechados.

Falando em tampa, achei a mesma muito grande, com bom espaço para se guardar diversos itens. Bolsos amplos e com zíperes impermeáveis são um ponto positivo e a mesma pode ser destacada para ser transportada separadamente. Achei que ela poderia ser um pouco mais côncava, para “abraçar” melhor o corpo da mochila, porém se fosse muito mais arqueada, não teria tanta capacidade de armazenamento.

axios3

axios4

A barrigueira anatomicamente estruturada e com ajustes, me pareceu um pouco fraca e desuniforme com a proposta da mochila, mas muito confortável. Seu formato côncavo interno, permite bom ajuste ao corpo e facilita os movimentos. O que não gostei foi a falta de um bolso para se levar canivete, dinheiro ou câmera digital (estava acostumado às outras). Outro ponto negativo é a falta de ajustes na altura das alças. Quando você compra essa mochila, precisa medir seu torso e analisar em qual tamanho ele se encaixa para poder comparar com a tabela de medidas do fabricante. Achei um pouco arriscado, mas depois de me informar bem, desencanei.

As alças revestidas em tecido telado são anatômicas, de bom tamanho e facilitam a dissipação do suor quando em uso. Possuem tira peitoral ajustável (comprimento e altura) e removível, tiras tensionadoras que estabilizam a carga e regulagem de posição. Possuem também pontos para fixação de objetos como GPS e mangueira do sistema de hidratação (bolso no corpo principal). Micro “daisy-chains” localizadas nas laterais da mochila podem ser utilizadas para se pendurar cordas, mosquetões e até mesmo a roupa molhada.

axios5

axios6

O costado merece uma nota à parte e é o ponto forte do equipamento. Construído em AeroForm, ele se ajusta e acompanha o formato do seu corpo a cada passo, ficando sempre rente e colado em suas costas. Essa construção permite bom fluxo de ar entre a mochila e seu corpo, reduzindo consideravelmente a temperatura e a transpiração. O sistema de sustentação em alumínio 6061, consegue transferir boa parte do peso para a barrigueira, tornando a mochila muito mais confortável.

Enfim, era exatamente o que procurava para minhas andanças. Peço desculpas pelas fotos, pois como estava com preguiça de mexer nos equipamentos, enchi a mochila com um cobertor. Consegui reduzir o peso, tamanho e aumentar a qualidade de meus equipamentos. Queria uma boa mochila para acompanhar essa evolução e encontrei na Axios 50 todas as características que buscava. Materiais empregados e construção de excelente qualidade aliam confiabilidade, leveza e conforto ao conjunto.

axios7

axios2

axios8

axios9

Esta foi somente uma impressão inicial ao receber e analisar o produto. Foi um tanto quanto sucinta, mas com o tempo e nos trekkings, novas opiniões surgirão e na medida do possível atualizarei este tópico.

Link para o site do fabricante: Arc’Teryx Axios 50

Sem título2

Texto e fotos: Edver Carraro
Site: Edver Carraro

Como reduzir espaços vazios em sua mochila!

Todo aventureiro, sempre leva vários equipamentos para manter-se confortavelmente, seja em uma pequena trilha, trekking ou viagens longas, normalmente  se faz uma lista com todas as coisas que vai levar e na hora de por na mala/mochila, isso não acontece com a mesma facilidade que planeja.

Para evitar problemas como estes, vamos apresentar algumas dicas úteis!

  • Leve apenas equipamentos essenciais, que possuam mais do que uma utilidade;
  • Ao invés de dobrar sua roupas enrole-as fazendo para cada dia um rolo (roupas intimas, calça/bermuda, camiseta e meias), isso facilita na hora de colocar na mochila, e evitando que as roupas amassem tanto, ainda, a grande diferença de fazer dessa maneira é que você tem suas roupas diárias em um único lugar;

roupas_trs

roupas2_trs

  • Panelas são equipamentos que normalmente consomem muito espaço físico dentro de nossas mochilas, você pode acoplá-las por tamanhos e no espaço que sobrar coloque alimentos dentro, (café, açúcar, e barras de cereais);

 

$_12

  • O saco de dormir, igualmente, também ocupa bastante espaço, neste caso você pode optar por sacos de dormir mais compactos ou usar sacos de compressão para deixa-lo menos volumosos;

alto-estilo-065_1

  • A barraca é um equipamento necessário para trekkers e aventureiros, aqui a dica é retirá-la da bolça original, enrolar cada parte separadamente, assim você consegue um condicionamento muito melhor dentro da mochila, isso também evita alguns problemas como rasgos e enrosco durante caminhadas em mata fechada;

barraca_nepal_2_trs

  • Outra dica interessante é usar ferramentas em um único lugar, ao invés de levar separadamente um canivete, serra de mão, lanterna, tesoura, pinça, um bom exemplo para evitar perder seus equipamentos é  usar ferramentas como alicates com multifunções, estes equipamentos possuem muitas ferramentas que talvez você nem precise, porém fica tudo preso em um só lugar;

alicatezitinhoto

  • Alimentos também dão algumas dores de cabeça na hora de acomodar na mochila, opte por comidas leves e com grande capacidade energética, uma boa dica é levar comidas liofilizadas, são leves e de fácil preparo.

sem-t_tulo-8627

  • A água é um item essencial dentro de nossas mochilas, neste caso, recomendo levar dois litros, um para você se hidratar e outro para cozinhar, uma boa dica é levar filtros purificadores, isso ajuda muito em situações onde não se tem certeza da qualidade da água, e diminui a quantidade de água dentro da mochila, mas cuidado, isso não se aplica a todos os casos, existem lugares que você terá que levar muito mais que 2 litros de água.
Texto: Luís H. Fritsch

Conheça os diferentes tipos de mochilas!

Para auxiliar e facilitar a escolha da mochila ideal, apresentaremos nesse post os variados tipos de mochilas, mostrando como usar em cada situação.

Em todos os contextos da nossa vida visando suprir diversas necessidades básicas, como ir à escola, passear, viajar, em fim, sempre que se necessite carregar algum objeto, de forma prática e mantendo assim nossas mãos livres, utilizamos malas ou mochilas.

Os aventureiros e os  viajantes, na maioria das vezes, ficam em dúvida sobre qual o tamanho de mala ou mochila utilizar em suas aventuras.

Tipos de mochilas:

  • Mochilas de rodas: São as primeiras a surgirem em nossa mente, pois são versáteis e  podem ser usadas nos ombros ou arrastando-a de um lado para o outro. São muito usadas por crianças e profissionais em suas viagens de bate e volta, são vistas em maior número nos aeroportos e escolinhas ao nosso redor.
tipos de mochilas
Foto: Deuter
  • Mochilas de ataque: São mochilas normalmente usadas por viajantes, ciclo-turistas e aventureiros, possuem diferentes ajustes de alças, acopláveis perfeitamente na coluna. O tamanho dessas mochilas é dada por valores em litros, podendo ser de 10 a 32 litros. São usadas em pequenas viagens, trilhas leves e aventuras de bike.
tipos de mochilas
Foto: Deuter
  • Mochilas cargueira média: São mochilas que possuem muitos ajustes. Podem variar de 35 a 55 litros de tamanho e são usadas por viajantes em geral em mochilões pelo mundo, trilhas de dificuldade média e trekking.
tipos de mochilas
Foto: Deuter
  • Mochilas cargueira grande: São mochilas com grande capacidade de armazenamento, podem variar seu tamanho entre 60 e 90 litros ou mais, são usadas por aventureiros em grandes viagens, expedições, trekking de longa duração.
tipos de mochilas
Foto: Deuter
  • Mochilas de Hidratação: São mochilas técnicas que possuem reservatórios de água acoplados internamente, sendo de tamanhos diferentes, podem variar entre 1 a 12 litros, usadas em corridas de aventura, viagens de bike, trilhas leves, em fim, para todo lugar que necessitar levar água.
tipos de mochilas
Foto: Deuter
  • Mochilas para transporte de crianças: São mochilas construídas com cadeirinha para bebes e crianças, possuem cintos e fivelas de segurança, impedindo assim que a criança caia,  possui também armação retrátil, podendo a mochila ficar em pé sozinha. São usadas normalmente por viajantes que querem ter seus filhos junto nas suas aventuras.
tipos de mochilas
Foto: Deuter

Todas e qualquer  tipos de mochilas são encontradas na loja de nossos parceiros:

996056_580973958630913_159691964_n

Contato:

Fone: +55 (54) 3213.5131

vendas@guenoa.com.br

https://www.guenoa.com.br/

Edição e texto: Luís H. Fritsch

Review – Mochila Thule Capstone 32L

Review – Mochila Thule Capstone 32L

Se você é aventureiro ou não, ou apenas gosta de fazer trilhas curtas, a mochila Thule Capstone 32L será uma boa opção, pois possuí tecnologias avançadas que garantem o melhor ajuste e conforto em suas atividades outdoor.

Essa mochila pode parecer pequena quando a vemos pela primeira vez, mas não se engane, ela possui sete compartimentos para guardar equipamentos, descritos a seguir:

  • O primeiro compartimento é um bolso para objetos pequenos, itens que precisam estar a fácil acesso;

Thule Capstone

  • O segundo compartimento possuí uma grande abertura, com zíper duplo ykk, onde é possível colocarmos itens como roupas, alimentos e equipamentos em geral;

Thule Capstone

  • O terceiro compartimento é usado para inserir o reservatório de água, sendo separado por uma divisória de tecido  que evita o contato com os demais itens no interior da mochila. Também possuí saída para a mangueira de hidratação, e fita que prende o reservatório, o qual deve ser adquirido em separado;

Thule Capstone

Thule Capstone

  • O quarto compartimento fica localizado na parte externa da mochila, não possuí zíper, apenas fitas para fechar, como se fosse fitas de compressão. O bolso é próprio para colocar roupas tipo anoraque, ou roupas molhadas, pois no final desse grande bolso tem uma pequena abertura, que por sua vez faz com que a água saia sem penetrar no tecido, evitando assim afetar os itens dentro da mochila;

Thule Capstone

  • O quinto e o sexto compartimento, localizados nas laterais, servem para colocar garrafas de água, ou algum item de rápido acesso;

Thule Capstone

  • O sétimo compartimento localizado na alça direita da barrigueira, é um porta-objetos com zíper, próprio para itens bem pequenos, como lanternas, chaves ou documentos.

Thule Capstone

 

Outras características importantes do equipamento:

Construída em material resistente à abrasão, conhecido como Nylon Cordura 210D e Nylon Cordura 315D.

DSCN3378

A mochila também dispõe de lugar para acoplar seus bastões de caminhadas, mantendo-os bem presos por um elástico.

DSCN3362

Possuí o exclusivo sistema de suspensão MicroAdjust que torna a mochila completamente ajustável. Para ajustar as alças é bem simples, basta apertar um botão, localizado atrás da tela do costado e deslizar as alças para cima ou para baixo.

DSCN3379

Thule Capstone

O costado é telado em malha tensionada para a máxima respiração do usuário.

Thule Capstone

Possui capa de chuva integrada.

DSCN3387

Thule Capstone

Especificações técnicas:

Cor: Dark Shadow/Roarange
Sexo: Masculino
Uso: Caminhada de um dia
Materiais: Nylon Cordura 210D | Nylon Cordura 315D
Volume em (l): 32 l
Altura em (cm): 61 cm
Largura em (cm): 27 cm
Profundidade: 22 cm
Peso (kg) 1.3 kg
Garantia 25 anos

Assista o vídeo: Apresentação da Mochila Thule Capstone 32L

Conheça também a mochila Thule Guidepost 75L Masculina, clique aqui.

Confira outros modelos de mochilas – Thule, na loja dos nossos parceiros!

996056_580973958630913_159691964_n

Contato:

Fone: +55 (54) 3213.5131

vendas@guenoa.com.br

https://www.guenoa.com.br/

Texto e edição: Luís H. Fritsch
Fotos: Marcio Basso e Luis H. Fritsch