Três Cachoeiras

Sempre buscamos novas opções de trilhas, destinos e opções de lazer para os nossos leitores, e essa matéria não é diferente, estivemos presentes no 1º passeio da nova Rota Turística Caminho dos Vales e das Águas na cidade de Três cachoeiras no dia 12 de Dezembro/2018.

Passeio este que contou com aproximadamente 20 pessoas, dentre elas estavam presentes, gestores de agências de viagens, empresários locais, alguns moradores e claro nós do Trekking RS.

O Município de Três Cachoeiras localiza-se distante cerca de 165 km da capital Porto Alegre, cerca de 36 km da cidade de Torres/RS e afastada aproximadamente 20 km da cidade de Três Forquilhas, onde lá também é possível percorrer o Caminho dos Vales e das Águas, veja!

Três Cachoeiras é uma cidade pequena, mas muito cativante e bela, a história conta que em 1605, missionários jesuítas viajaram do Rio de Janeiro para cá com o objetivo de catequizá-los e protegê-los da ação dos bandeirantes paulistas que vinham ao Sul capturá-los para o trabalho escravo nas fazendas de São Paulo. A origem do nome de Três Cachoeiras deu-se, possivelmente, nesta época, de 1605 a 1615, por viajantes paulistas que encontraram três cachoeiras, distantes entre si cerca de 80 metros e localizadas ao Norte da sede do município, na encosta do morro mais tarde denominado “dos Pereira”. Leia a história completa.

O primeiro passeio por Três Cachoeiras começou pelo centro da cidade, mais precisamente pela Casa do Artesão Raízes da Arte, o local conta com inúmeros artigos artesanais feitos pelos moradores local, alguns deles são decorativos, outros contam histórias da cidade.

Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch
Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch

O segundo local escolhido foi uma propriedade rural, onde é possível desfrutar de um piquenique em meio a um bosque, perto dali encontra-se um córrego com águas cristalinas que encantam e animam tomar aquele banho de rio.

Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch
Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch

Depois de cerca de 40 minutos no local, nos deslocamos para dois atrativos de tirar o fôlego, estes são: o Poço das Andorinhas e o Poço dos Morcegos, locais de beleza intacta que enchem os olhos, as águas são totalmente cristalinas e próprias para banho.

No local existem duas trilhas uma para a direita que dá ao Poço dos Morcegos e outra à esquerda leva até o Poço das Andorinhas. As duas trilhas podem ser percorridas por todas as idades, os caminhos são bem marcados e de beleza singular, caminha-se aproximadamente cinco minutos em meio a mata atlântica para acessar as quedas de água.

Para fotógrafos o local é propício para realização de ensaios fotográficos e nós conseguimos capturar belas imagens desses locais, veja a seguir!

Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch
Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch
Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch

Depois de aproveitar bem os locais era hora de seguir em frente, a próxima parada seria no Moinho de Pedra, este é um dos únicos que ainda funcionam na cidade de Três Cachoeiras, construído artesanalmente, usa materiais como madeira e pedra em sua construção, antigamente este moinho funcionava com água, hoje em dia ele foi adaptado para trabalhar usando energia elétrica.

A construção do moinho é tão minimalista que além de transformar grãos de milho em farinha, ele separa a casca do milho da farinha, é incrível ver funcionando, ver estas coisas nos dias de hoje é algo inacreditável. Se você for visitar a cidade de Três Cachoeiras, não pode deixar de visitar esse Moinho de Pedra.

Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch

Já era hora de visitar outro local, a Casa da Tia Laura, este seria o lugar do nosso almoço, o atrativo conta com um restaurante temático, todo decorado com objetos antigos e rústicos, o local faz com que retornemos aos tempos antigos sem perder a sofisticação dos tempos modernos.

Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch
Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch
Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch

Além do acolhedor restaurante a Casa da Tia Laura possui acomodações belíssimas, bem incrementadas para que seus hospedes tenham a melhor experiência.

Aos arredores da propriedade há uma grande área de campos abertos com algumas árvores da espécie Figueira, uma dessas árvores possui mais de 200 anos, é uma grandiosa árvore que faz com que eu me sinta pequeno diante da tamanha grandeza de seus galhos.

Outro detalhe que não pode ser passado despercebido desta Figueira centenária, é o fato de possuir sobre seus galhos centenas de bromélias e flores que cresceram ali por conta própria. A natureza de fato é grandiosa e nos faz sentirmos insignificantes perto de toda essa beleza.

Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch

Não há preço que pague à experiência de deitarmos embaixo de uma árvore dessa magnitude, depois de um belo almoço caseiro.

Ali perto da Casa da Tia Laura encontra-se a Casa da Colonização, local com inúmeras histórias dos primeiros imigrantes italianos que chegaram a cidade de Três Cachoeiras, histórias dos Tropeiros que construíram cetenas de quilômetros de estradas onde eram levados suas produções agrícolas para trocar por mantimentos em outras cidades.

Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch

Você sabia que os Tropeiros construíram uma estrada que ligava a cidade de Três Cachoeiras à cidade de Caxias do Sul e o tempo de percurso demorava aproximadamente 30 dias para percorrer tal distância.

Ao lado da Casa da Colonização, encontra-se a primeira igreja construída totalmente de madeira pelo imigrantes. Hoje em dia a igreja foi reformada, as únicas peças originais que restaram são as janelas e a porta fabricadas a mão.

Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch

Depois de conhecer tantas histórias legais sobre os primeiros imigrantes era hora de irmos a outro atrativo, o Alambique conhecido como 3º Gole, este é um dos poucos alambiques que restaram na cidade de Três Cachoeiras, o proprietário e produtor da Cachaça 3º Gole, nos contou sobre como é produzido a cachaça, e posso dizer a vocês, não é bem assim fabricar cachaça..kkk

Três Cachoeiras
Créditos: Luís H. Fritsch

Provamos a cachaça e é muito boa, forte e saborosa, gostei tanto que até adquiri uma garrafa para degustar nos invernos aqui na Serra Gaúcha.

Este passeio com certeza foi incrível, teve muita diversidade no roteiro, provamos muitas delícias e nos encantamos com as histórias locais. Acreditamos que o Caminho dos Vales e das Águas em Três Cachoeiras é um roteiro turístico maravilhoso para todas as idades e deve ser conhecido e desfrutado ao máximo por todas as pessoas que ali vier.

Veja todas as fotos dessa incrível experiencia que foi o 1º passeio pelo Caminho dos Vales e das Águas em Três Cachoeiras. Acesse o nosso álbum no Flickr.

Caso você queira desfrutar desse incrível roteiro turístico pode contatar a Prefeitura Municipal de Três Cachoeiras ou as agências locais: Esmeralda Turismo, contato: (51) 9 9142-5790 e Paulão Transportes, contato: (51) 9 9987-1825.

Caso você seja da região da Serra Gaúcha e queira conhecer os encantos desse roteiro a empresa Sol de Indiada está credenciada para levar você até estes atrativos.

Tedesco Eco Park

Tedesco Eco Park

Tedesco Eco Park é a nova opção de hospedagem e lazer da cidade de São Francisco de Paula/RS – Brasil, para você, seus amigos e família desfrutar de uma experiencia incrível, longe dos centros urbanos.

O local foi pensado e construído de maneira inovadora para que seus visitantes contemplem a natureza intacta de um local selvagem, com segurança, infraestrutura  e comodidade.

O Tedesco Eco Park conta com uma ótima infraestrutura propicia para Glamping, um serviço que se assemelha aos acampamentos, porém com mais conforto e infraestrutura. O Glamping nada mais é que uma mistura das palavras “glamorous camping” ou seja Camping de Luxo.

No parque tem inúmeras tendas temáticas que podem ser escolhidas pelos hospedes, as tendas oferecem todos os mimos que um hotel oferece, como uma cama king Size, lareira, deck, chuveiro e comida pronta na mesa. Tudo isso para você ter a melhor vivência do Glamping. 

Além do Glamping o Tedesco Eco Park, oferece a seus hospedes um conceito inovador de hospedagem. Você terá a oportunidade de vivenciar uma Experiência nova aliando conforto com rusticidade ao estilo de um Refúgio de Montanha de Luxo em meio a um bosque. Ao mesmo tempo você dividirá seu quarto com seus amigos ao estilo república e terá sua individualidade preservada em nichos individualizados com Conforto e Privacidade.

Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS
Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS
Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS

Além de toda essa estrutura o parque ainda conta com restaurante, onde são servidos pratos diversos no almoço, jantar e café da manhã, bar temático e um auditório para eventos empresariais.

Em conjunto a toda a estrutura do restaurante a uma grande área de deck´s construída para você relaxar ao máximo seu corpo e mente, com vista para um grande lago azul.

Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS
Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS
Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS

Caso você esteja buscando um lugar para curtir a natureza, o Tedesco Eco Park proporciona inúmeras atividades de lazer, como cavalgadas, caminhas e trilhas, stand-up, passeios de bicicleta, de caiaque e quadriciclo, próximo do parque é possível desfrutar de banhos de rio e cachoeira.

Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS

Localização:

Distante aproximadamente 150 km da capital Porto Alegre, Gramado fica a 41 km do Tedesco Eco Park. O Aeroporto Regional Hugo Cantergiani fica a 106 km da propriedade.  Como chegar, clique aqui.

Mais de 100 hectares de experiências te esperam nos campos de cima da Serra. Você pode escolher entre fazer atividades ou simplesmente contemplar as belezas naturais. E claro, as duas coisas juntas! Venha se conectar com a natureza de uma maneira como você nunca fez antes.

Tedesco Eco Park
Crédito: Luís H. Fritsch/TrekkingRS

Consulte pacotes e tarifas no próprio site do parque, esse sem dúvidas é um dos melhores locais para relaxar e estar em contato direto com a natureza, com comodidade e segurança.

Siga as redes sociais do Tedesco Eco Park no Facebook e Instagram, para mais informações envie um e-mail para:  atendimento@tedescoecopark.com.br

Estância Pé da Serra

Apresento a vocês um dos lugares mais belos do Sul do Brasil, localizado ao Pé da Serra do Rio do Rastro, essa que é uma das mais lindas estradas do mundo.

A Estância Pé da Serra está localizada na cidade de Lauro Miller/SC, conta com uma ampla infraestrutura para atender os mais diversos públicos, desde atividade com escolas, escoteiros, viajantes, aventureiros, montanhistas e claro com a família toda.

Estância Pé da Serra
Crédito: Luís H. Fritsch

Estância Pé da Serra
Crédito: Luís H. Fritsch

Estância Pé da Serra
Crédito: Luís H. Fritsch

Estrutura:

O local possui diversos tipos de acomodações, dentre eles estão, camping estruturado e casas rusticas feitas de madeira nobre que acomodam inúmeras pessoas.

A estância conta ainda com banheiros masculino e feminino divididos, chuveiros quentes, cozinha completa e geladeira em todas as acomodações.

Esportes e Lazer:

Na estância Pé da Serra a inúmeras opções de lazer, podendo o turista fazer diversas trilhas em meio a mata atlântica, uma delas leva à uma cachoeira escondida de aproximadamente 100 metros de altura, as trilhas são bem marcadas, caso você não se sinta seguro de percorre-las sozinho, a funcionários que podem lhe acompanhar.

No lugar também é possível fazer turismo rural, passeios de quadriciclo e pesca esportiva.

Para quem gosta de andar de bike, o local é perfeito para aventurar-se pelas estradas coloniais sempre com vista das cristas e montanhas da Serra Geral.

Estância Pé da Serra
Crédito: Luís H. Fritsch

Estância Pé da Serra
Crédito: Luís H. Fritsch

Estância Pé da Serra
Crédito: Luís H. Fritsch

O que mais chama a atenção na estância Pé da Serra é o visual que se tem principalmente no amanhecer e fins de tarde, a fazenda está a cerca de 750 metros de altitude, de onde é possível ver grande parte da Serra Geral e a famosa Serra do Rio do Rastro.

Se você é uma pessoa que procura um bom lugar para passar os fins de semana, recomendamos conhecer e se encantar com a estância Pé da Serra!

Informações de contato:

Para mais informações você confere no site Estância Pé da Serra, converse com o proprietário Mercilo João Rigor.- pelo contato via e-mail: contato@estanciapedaserra.com.

Telefone: (48) 9-9166-9223

Camping Cascata do Porongo

O Camping Cascata do Porongo está localizado aproximadamente quatro quilômetros do centro da cidade de Vila Maria/RS, a estrada que leva até o local é de terra, mas está em boas condições de trafegabilidade.

Ao chegar no camping a um portão, onde fica o porteiro cobrando a entrada de casa visitante, o valor é de R$ 5,00 reais por pessoas para passar o dia e R$ 25,00 reais para acampar.

Estrutura:

As estruturas do camping são ótimas, as barracas ficam montadas em lugar plano e com grama, existem muitas árvores que proporcionam sombra na maior parte do dia. Além disso o local conta ainda com banheiros masculino e feminino, chuveiros de água quente, churrasqueiras, cozinha compartilhada, bar, luz 220 volts, restaurante, piscina infantil e campo de futebol. O camping é muito organizado, limpo e possui lixeiras em todos os lugares.

O que fazer:

O grande atrativo deste local e a Cascata do Porongo, com 31 metros de altura é de fato um lugar perfeito para quem busca o contato direto com a natureza pura, o rio que banha a cascata possui águas límpidas.

Para chegar até a base da Cascata do Porongo é preciso andar cerca de 150 metros, atravessando uma pinguela e seguindo por uma trilha demarcada chega-se em sua base, ali recomenda-se entrar e refrescar-se no rio e na queda de água ou até mesmo sentar nas pedras e ficar apenas observando.

Cascata do Porongo

Cascata do Porongo

 

 

Caso você queira fazer trilhas, recomendo fazer a trilha até a crista da Cascata do Porongo, a trilha contém aproximadamente 300 metros de extensão e é um pouco difícil, mas devagar e com cuidado podemos transpassar os obstáculos, estes são pedras soltas e alguns limos entorno das pedras.

Do alto a vista compensa todo o esforço, é possível ver boa parte da queda de água, sentar na borda da crista e tirar inúmeras fotografias, ali também é possível praticar o esporte rapel, para isso é preciso conversar com a organização do camping.

Dicas úteis para o primeiro acampamento

Venho através desse texto trazer algumas dicas úteis para você que nunca acampou, ou que talvez não tenha experiencia com os equipamentos de camping.

A primeira coisa que pensamos quando vamos acampar é onde vamos dormir, geralmente procuramos gastar o menos possível em uma barraca, mas isso as vezes é um erro grande que cometemos, pois barracas muito baratas, às vezes, podem sair caras.

Digo isso, pois já vi um grande número de pessoas indo a lugares, às vezes selvagens e passar por maus bocados por escolher a barraca mais barata possível. Pense comigo por um instante, quando saímos de nossas casas para nos aventurar em um local desconhecido, queremos trazer boas recordações, não é mesmo? Para que isso aconteça você tem que tomar algumas precauções, uma delas e a mais importante, é qual a barraca escolher. Para ter uma aventura saudável e inesquecível precisamos dormir bem e acordar feliz.

Para não pecar na hora de escolher a barraca para a sua aventura, analise os dados meteorológicos do local onde você vai acampar, busque o maior número de informações sobre o seu destino, pois assim saberá qual será o equipamento que será necessário adquirir, para não passar por situações indesejadas durante o acampamento.

A barraca que vemos na imagem abaixo é uma das mais baratas encontradas no mercado nacional, desenvolvida para usar em climas quentes em regiões de praia.

barraca-iglu-para-2-pessoas-mor-1353500879_28345_ad1_g

A primeira coisa que deve ser levado em consideração na escolha de uma barraca são seus dados técnicos e não o seu valor, a barraca apresentada a cima conta com a seguinte especificação técnica:

Marca Mor
Capacidade (pessoas) 3 pessoas
Composição/Material Poliéster, piso em polietileno e varetas em fibra de vidro.
Cor Azul e amarela
Porta dupla Não
Tela mosquiteiro Não
Bolso para guardar objetos Não
Tipo de sobreteto Não informado pelo fornecedor
Conteúdo da Embalagem 1 Barraca Iglu
Dimensões aproximadas do produto (cm) – AxLxP 2×1,6×1,1m
Peso líq. aproximado do produto (kg) 2kg

Todas as informações divulgadas, bem como os benefícios e resultados do produto são de responsabilidade exclusiva do Fabricante/Fornecedor.

Caso você adquira uma barraca deste modelo, esteja ciente que ela foi desenvolvida para climas quentes, onde não haja insetos. O modelo não conta com mosquiteiro, isso é terrível, pois na natureza sempre existes mosquitos, aranhas e outros animais. Outro detalhe que deve ser levado em consideração, é a quantidade de chuva que essa barraca suporta, cerca de 300 mm de coluna de água (resistência à chuva), isso é praticamente nada, para ter uma ideia, o padrão internacional de coluna de água menciona que para uma barraca poder ser considerada impermeável, tem que suportar no minimo 1.500 mm de coluna de água, então este modelo de barraca tem seu uso descartado em lugares onde possa chover.

Dicas úteis no camping:

Após ter comprado a sua barraca, a dica é você montar antes de ir viajar, pois a pior coisa que pode acontecer é chegar no acampamento e durante a montagem perceber que falta alguma parte, ou que a barraca veio com algum defeito de fabricação. Então seja prudente e monte a barraca antes de ir viajar, assim você  se assegura de que tudo está em ordem e não possui defeitos.

img_1022_ins_4954_600

Para escolher o melhor local para montar a barraca é muito fácil: escolha lugares que sejam planos, sem muitas pedras e que não emposse água. Uma boa dica, é antes de colocar as varetas, você deitar sobre o quarto da sua barraca para saber se não há buracos no terreno ou raízes que possam lhe incomodar durante a noite, dessa maneira é possível constatar se existe alguma inclinação no terreno.

Para fixa-la ao solo use os espeques em ângulo de 45° graus, com essa angulação a barraca fica mais estável e segura, e caso vente durante a noite a barraca vai continuar firme, impedindo que levante. Prenda também os elásticos ou cordinhas de estabilização, isso deixará  todo o conjunto mais estável, mesmo em climas desfavoráveis.

ancoragens-trs

Outra dica interessante, é você sempre  ter junto na mochila uma lona para por por cima da barraca, pois geralmente a maioria das barracas não contam com um avanço de área, em dias chuvosos pode ficar ruim para cozinhar, além disso é possível usar para diminuir os efeitos do sol escaldante em algumas regiões brasileiras. Nas barracas que possuem grande impermeabilidade como a barraca Nepal, não é indicado armar a barraca ou deixa-la montada sobre o sol forte, pois o calor pode descolar suas costuras (geralmente as barracas impermeáveis possuem costuras seladas eletronicamente), o que não seria uma boa ideia.

dsc03990

Se você estiver procurando por locais de camping, hospedagens ou até mesmo acampamentos selvagens, aqui no site é possível encontrar tudo o que procura, acesse os links abaixo:

Onde, quando e como acampar;

Camping selvagem;

7 dicas para acampar na praia.

Após ler estas dicas, e por ventura ainda surgir alguma dúvida, deixe um comentário na aba logo abaixo, ficarei grato e feliz em compartilhar meus conhecimentos com você e trocar experiências sobre acampamentos.

Refúgio Ecológico Sonho do Montanhista

Refúgio Ecológico Sonho do Montanhista

O Refúgio Ecológico Sonho do Montanhista, está localizado ao lado do famoso Morro do Yeye, localidade de Catupi, na cidade de Tabaí/RS. Algumas pessoas, talvez nunca tenham ouvido falar deste morro, mas ele é muito conhecido pelos montanhistas gaúchos e escaladores da região metropolitana.

O significado do nome deste morro é explicado em entrevista exclusiva feita pela empresa Perspectiva Filmes, que você pode assistir abaixo :

O proprietário do Refúgio Ecológico, conhecido como Paulo Menezes, que é um escalador nato, instrutor de escalada na Associação dos Montanhistas de Esteio – AMES. Ele é uma pessoa de jeito simples e coração grande, um apaixonado pela natureza, ecologia e claro, o montanhismo.

Há cerca de 3 anos, depois de muitas idas e vindas ao Morro Yeye, Paulo resolveu que queria morar perto deste lugar tão exuberante, comprou uma área de terra  distante 80 metros  do Morro para assim poder passar os fins de semana junto a natureza, fazendo o que mais ama, que é escalar.

Juntamente com a Associação de Montanhistas de Esteio, Paulo ergueu ao pé do Morro Yeye algumas estruturas simples para acomodar os amigos montanhistas e praticantes de escalada. Tudo no refúgio é construído de maneira artesanal, de certa forma simples, ecológica e um tanto minimalista.

Caso você busque conexões com a natureza exuberante, recomendo visitar este local em todas as épocas do ano, até mesmo para quem não é praticante de esportes como escalada, podendo desfrutar de trilhas encantadoras que levam ao Morro dos Cavalos e ao cume da Naja.

Infraestrutura:

O Local conta com amplas áreas de camping, galpão, bar,cozinha compartilhada, banheiros compartilhados e chuveiros ecológicos.

No bar você encontra bebidas para a venda e também lanches e refeições mediante agendamento.

O chuveiro ecológico para quem nunca ouvido falar, é uma espécie de barraca fechada por lona em todos os lados, dentro possui um balde e um chuveiro na ponta, caso fores usar, poderá esquentar a água no fogão e largar dentro do balde, ou encher de água em temperatura ambiente, tomando banho confortavelmente.

Valores:

Existem duas opções de camping, a primeira delas o valor é de R$ 12,00 reais por pessoa, isso dá direito ao uso apenas do banheiro e o chuveiro ecológico.

A segunda opção o valor é de R$ 18,00 reais e dá direito a usar a iluminação do local, juntamente com o chuveiro ecológico, banheiros, galpão e a cozinha compartilhada.

Atividades disponíveis:

Escalada com dificuldade entre 4° a  8° graus: R$ 60,00 por pessoa, grupo minimo de 1 pessoa e máximo de 4 pessoas.

Rapel : R$ 50,00 por pessoa, grupo minimo de 4 pessoas

Trilhas com orientador a combinar, o valor conforme a trilha é para grupo com no máximo de 12 pessoas!!

Veja algumas fotos:

Refúgio Ecológico

Refúgio Ecológico

Refúgio Ecológico

Refúgio Ecológico

Refúgio Ecológico

Contato:

Telefone: (51) 8654-9166

Facebook: Refúgio Ecológico Sonho do Montanhista

E-mail: : refugiosonhodomontanhista@outloolok.com

Como chegar: 

o Refúgio pertence a localidade de Catupi, na cidade de Tabaí/RS. Distante 81 quilômetros da capital Porto Alegre/RS.

Ao chegar na localidade de Catupi/RS, acesse a rótula na BR – 287 no sentido Catupi/Montenegro, depois da loja Zomer Móveis vire a esquerda e siga até o fim da estrada asfaltada. Veja no mapa abaixo como chegar ao Refúgio Ecológico Sonho do Montanhista.

Mapa – Coordenadas: 29°38’15.4″S+51°39’22.8″W

mapa refúgio

Link: Google Maps

Jumbo Hostel, a nova opção de hospedagem

Jumbo Hostel, a nova opção de hospedagem

O avião poderia estar voando, entretanto Oscar Dios, dono da companhia aérea que adquiriu o jumbo em 2002, resolveu fazer mais. Ele transformou a aeronave em um Jumbo hostel. No interior, as peças originais foram preservadas para manter o “espírito” do jumbo. A suíte nupcial, com vista para o aeroporto de Arlanda, em Estocolmo na Suécia, ocupa a cabine de comando e é o único quarto com banheiro privado.

Jumbo hostel

Só aqui é possível dormir, onde os comandantes pilotavam o rei do céu! Espetacular Suíte simples ou dupla (no máximo duas pessoas) dispõe de duas camas ajustáveis, TV de tela plana, internet wireless gratuita e um banheiro privativo com chuveiro. Café da manhã, roupa de cama, toalhas e limpeza estão incluídos no preço.

OJumbo Hostel oferece 33 quartos, a maioria deles com quatro camas em cada um, ao total, a pousada dispõe de 76 camas. Para os visitantes possui estacionamento gratuito, podendo estacionar ao lado do avião.

Os quartos possuem cerca de seis metros quadrados de largura e medem três metros de altura. Todos os quartos têm TV de tela plana. Em todo o jato jumbo você tem acesso WiFi. A principal diferença entre estes quartos e as suítes é que, os banheiros são todos compartilhados.

Jumbo hostel

Jumbo hostel

Jumbo hostel

Jumbo hostel

Jumbo hostel

O avião ainda conta com ampla área para alimentações, servindo o pequeno-almoço, café, biscoitos, sorvetes, sanduíches e refeições quentes.

Jumbo hostel

Jumbo hostel

Jumbo hostel

Jumbo hostel

Ficou curioso, então assista o vídeo abaixo:

Conheça você mesmo o avião usando a ferramenta Street View do Google, clique aqui!

Informações adicionais e reservas no site.

O Jumbo Hostel não é apenas um albergue, é também um lugar excitante para ir em uma excursão com toda a família e também para os entusiastas da aviação.

Navio encalhado, hospede-se!

Navio encalhado, hospede-se!

A primeira coisa que pensei ao ver está fotografia  é que alguém, lógico, tinha retocado digitalmente para colocar um enorme cruzeiro sobre a colina. Não me ocorreu nenhuma outra explicação lógica para que um elemento de tamanha proporção tivesse chegado até ali em cima que não passasse por um tsunami e muitas, quase infinitas, doses de casualidade, mas para minha surpresa constato que a imagem é autêntica.

Que faz este navio no alto de uma colina? 01

Na verdade não é um navio o que há no cume do promontório, senão que um hotel. Um com um desenho muito original. Seus proprietários assim decidiram para que realmente chamasse a atenção, e ao que parece, conseguiram. O Sun Cruise Hotel encontra-se em Gangneng, uma cidade de 230 mil habitantes situada na costa oriental da Coréia do Sul.

Inaugurado em 2002, mede 165 metros de comprimento, 45 metros de altura, pesa 30 mil toneladas, dispõe de 211 quartos e, como se esforçam em ressaltar em seu site, oferece aos clientes que ali se hospedam, os mais espetaculares acasos que o olho humano pode apreciar.

Pois se você for uma daquelas pessoas que adora ficar em um navio, mas adora desfrutar das instalações de um magnífico hotel, já sabe onde pode passar as suas próximas férias. As diárias variam de R$ 150 reais (quarto simples) a R$ 2.000 reais (suíte presidencial) com direito a café da manhã.

Veja mais fotos:

Que faz este navio no alto de uma colina? 02

Que faz este navio no alto de uma colina? 03

Que faz este navio no alto de uma colina? 05

Que faz este navio no alto de uma colina? 06Que faz este navio no alto de uma colina? 07

Que faz este navio no alto de uma colina? 08

Que faz este navio no alto de uma colina? 09

Que faz este navio no alto de uma colina? 10

Que faz este navio no alto de uma colina? 11

Que faz este navio no alto de uma colina? 12

Que faz este navio no alto de uma colina? 13

Que faz este navio no alto de uma colina? 14

Que faz este navio no alto de uma colina? 15

Hospedagem mais acessível!

Hospedagem mais acessível!

Na hora de escolher o melhor meio de hospedagem para a viagem, muitos turistas acreditam que é fácil se decidir entre hostel, hotel e motel e qualquer outra opção que apareça durante as suas buscas. A verdade, porém, é que cada uma dessas alternativas tem suas características próprias, responsáveis por mudar tanto os valores das diárias quanto o tipo de acomodação e serviços oferecidos.

Por isso, quem não está familiarizado com os termos deve ficar atento. E é para ajudar nesta tarefa que criamos o post de hoje. Conheça agora as diferenças entre os principais meios de hospedagem disponíveis para a sua viagem!

Hotel

Hospedagem barata !

Hotel é a forma mais comum de hospedagem. De acordo com a Legislação Brasileira, hotel é um estabelecimento que dispõe de pelo menos, dez quartos em sua maioria para uma ou duas pessoas.

Hostel

Hospedagem barata !

O padrão do hostel é mais baixo, e é mais barato que um hotel. A principal característica é a disponibilidade de quartos compartilhados (de três a nove camas, ou até mais), a maioria com banheiro também compartilhado no corredor. Atualmente muitos hostels oferecem quartos para uma ou duas pessoas, às vezes com um banheiro adicional. No entanto, esse tipo de pernoite é bem mais caro do que os quartos compartilhados. A maioria das instalações nos hostels é destinada ao uso comum por todos os hóspedes. Hostels podem parecer albergues, mas ao contrário deles, sempre são propriedade privada e não têm regulamentos restritos. É para hostels que a maioria dos mochileiros e estrangeiros vão quando precisam de hospedagem. Ótima oportunidade para conhecer gente diferente.

Motel

Hospedagem barata !

Motel é um estabelecimento de hotel localizado em rodovias, disposto de estacionamento, ao qual a oferta é dirigida a pessoas que estejam de viagem. O motel deve ter, pelo menos, dez quartos, e deve também prestar serviços gastronômicos dentro do motel. Normalmente, o motel se localiza na periferia das cidades e ao longo das principais rodovias. Ao contrário do que pode-se pensar, o motel pode ser uma opção boa e barata para hospedagem.