Review - Camiseta Solo Ion UV

Review – Camiseta Solo Ion UV

Fala galera, aqui quem fala é Edson Maia, estou a alguns dias já na estrada, percorri muitos quilômetros, cruzei o Uruguai com minha bike, andei de barco e cheguei na capital Argentina, Buenos Aires. Se você quer saber tudo que está acontecendo em minha viagem, então confira a Cobertura Online Ciclotrekking. No dia de hoje, dia 07 de Novembro/2019 estou me deslocando de ônibus para a cidade de Bariloche. Venho através desta postagem fazer o primeiro review de produto dessa viagem, apresento a vocês à Camiseta Solo Ion UV.

Review – Camiseta Solo Ion UV

A Camiseta Solo Ion UV de manga longa se tornou a queridinha da Expedição Ciclotrekking. Desde o primeiro dia ela já vem sendo utilizada!

Review - Camiseta Solo Ion UV
Crédito: Edson Maia

É uma peça de vestuário técnica muito versátil, que pode ser usada de diversas maneiras, ela é extremamente confortável, muito boa para usar em dias de sol e calor. 

Com uma proteção que conforta e que permite ficar longas horas debaixo do sol forte, seja pedalando ou caminhando pela cidade, sendo ideal para pessoas que estão viajando, pois resiste facilmente a inúmeros dias sem a necessidade de lavagem, isto é, não retém nenhum tipo de odor.

A Camiseta Solo Ion UV é realmente um produto muito versátil e inteligente, além disso ela tem um design muito bacana e minimalista, podendo ser usada tanto para passear na cidade, quanto para quem tá viajando de bicicleta assim como eu, e não pode dispor de muitas peças de roupas em função do espaço.

Review - Camiseta Solo Ion UV
Crédito: Edson Maia

Eu tenho feito uso diário dessas camisetas, no caso a Solo disponibilizou duas unidades para mim, uma na cor cereja e outra na cor preta. 

Tenho optado por usar a vermelha quando estou pedalando porque ela chama atenção em relação aos motoristas que estão na rodovia, ideal para me visualizarem, e a de cor preta, tenho usado muito dentro da cidade pelo fato de ser discreta e bonita, tenho feito passeios, ido a cafés e shoppings.

Review - Camiseta Solo Ion UV
Crédito : @aleoxi16

Posso dizer que a Camiseta Solo Ion UV tem sido uma peça “coringa”, pois posso usar para dormir, usar em dias frios como uma segunda pele, combinada com um fleece e uma terceira camada.

Vale mencionar que é muito prático fazer a lavagem dessas camisetas, costumo usar sabão neutro ou sabão de coco, pois não agride o material e mantém o vestuário com cara de novo. Aliás ela seca muito rapidamente!

Review - Camiseta Solo Ion UV
Crédito : @aleoxi16

Especificações técnicas:

  • Peso médio: 80 gramas
  • Tecnologias: proteção solar | secagem rápida | antiodor
  • Composição do tecido: 100% poliamida

O tecido tem proteção contra raios nocivos do sol (UPF 50+), bloqueia até 98% dos raios UVA e UVB e é certificado de acordo com a Norma Australiana AS/NZS 4399:1996 da Arpansa (órgão Australiano de proteção à radiação e segurança nuclear).

Não achei nenhum ponto negativo até o presente momento, para mim as camisetas da marca Solo são muito boas até agora. Vou usar ela todos dias de forma massiva para obter uma conclusão mais concreta. 

Se você está procurando um produto leve, confortável e prático para fazer suas viagens de trabalho, mochilão, ir para as trilhas ou pedalar por aí, então esse é a camiseta certa para você!

Abraço e até o próximo post! Edson Maia – Ciclotrekking

Agradecimento Especial

Não podemos deixar de agradecer as nossos patrocinadores e apoiadores: Filipe FlopPoli Marcas e PatentesTrekking RSAventureBoxSolo Outdoor e Travel e Patos do Sul, sem eles não seria possível realizar esse sonho.

Cobertura online – Ciclotrekking

ao vivo

Cobertura Online – CicloTrekking

 

Olá galera aqui quem fala com vocês é Luís H. Fritsch, estou aqui para relatar os últimos acontecimentos sobre a viagem do Edson Maia / Ciclotrekking.

#3 Podcast – Ciclotrekking

#2 Podcast – Ciclotrekking

Itinerário Ciclotrekking

A viagem começou exatamente no dia 12 de Outubro de 2019, saindo da cidade de Porto Alegre às 6:00 horas da manhã com destino a Rio Grande/RS via ônibus, o Edson desembarcou às 11:00 horas e por volta do 12:00 hs já começou a pedalada.

Neste primeiro trecho Edson percorreu cerca de 75 km com tempo nublado, com pouco vento mas as condições meteorológicas mostravam chuva à frente, conforme ia pedalando via alguns relâmpagos no horizonte, decidiu que iria parar para montar acampamento, mas como não havia um ponto bom de parada continuou sua pedalada até mais ou menos 17:00 hs da tarde, onde encontrou um local bom para fazer um acampamento selvagem em uma área ao lado da rodovia entre as cidades de Rio Grande e Santa Vitória do Palmar/RS.

Primeiro acampamento selvagem – Ciclotrekking

Depois de armar a barraca e organizar os equipamentos começou a chover forte, ventou também e relampejou estendendo assim por toda a noite, Edson relata que foi uma primeira noite complicada.

Na manhã do dia 13 de Outubro o dia amanheceu nublado, depois de desmontar a barraca e organizar os equipamentos, Edson seguiu viagem, neste dia ele atravessou a Reserva Ecológica do Taim (principal reserva do Rio Grande do Sul) percorrendo muitos quilômetros pedalando com chuva forte.

Ciclotrekking – Pra lá do Fim do Mundo

Neste mesmo dia Edson pedalou algumas horas a noite, pois não encontrava um local apropriado para montar o acampamento, lembrou que à frente havia uma boa parada e seguiu pedalando até onde continha um posto de combustíveis e um posto policial abandonado.

Chegou por volta de 20:00 hs da noite totalizando um percurso de 98 km, no posto de combustíveis tomou um banho quente e dali seguiu até o posto policial abandonado para montar acampamento, dentro desse posto policial o Edson decidiu fazer apenas um bivak, estendeu o isolante térmico e o saco de dormir e quando passou desodorante, dali em diante começou o primeiro grande perrengue da viagem.

“Ao passar desodorante apareceu umas 10 (dez) abelhas no local, não sabendo se ali continha mais abelhas, entrou para dentro do saco de dormir fugindo das abelhas e quando se deu conta havia entrado duas em seu saco de dormir, depois de tomar duas ferroadas conseguiu matar essas duas abelhas. Edson relembra que ouvia barulho fora do saco de dormir, decidiu então que iria dormir sem fazer o jantar”.

Na manhã seguinte acordou dia 14 de Outubro de 2019, saiu do saco de dormir e percebeu que todas as abelhas estavam mortas, por sorte dele havia feito frio a noite isso teria matado as abelhas.

Depois de ter ajeitado todos os equipamentos, seguiu viagem percorrendo 85 km com ventos laterais que o empurravam para fora da rodovia, chegou na Barra do Chuy por volta 17:00 horas e logo encontrou um camping estruturado chamado Route 66.

Fonte: Onde Acampar
Camping Route 66

Hoje dia 17 de Outubro de 2019, Edson está completando 3 (três) dias de descanso no camping Route 66, pretendendo sair amanhã dia 18 de Outubro de 2019 com destino à cidade de La Coronilla, depois Punta del Diabo.

Até o presente momento estas são as últimas informações que temos aqui sobre o Ciclotrekking, até o próximo post!

Acompanhe também o CicloTrekking nas mídias sociais via Instagram e Facebook.

Faltando alguns dias para começar a expedição Ciclotrekking – Pra lá do Fim do Mundo, Edson Maia fala o motivo de sua expedição e nos conta um pouco dos trajetos que irá percorrer até chegar ao extremo sul da América do Sul. Ouça o primeiro podcast dessa aventura e comente!

#1 Podcast – Ciclotrekking

A data já está marcada, o Ciclotrekking – Pra lá do fim do mundo começará oficialmente no dia 12 de Outubro de 2019.

Edson Maia de maneira solo e autossuficiente irá percorrer o cone Sul da América do Sul em uma viagem dividida em três etapas.

Começará pelo Rio Grande do Sul (cidade de Chuí ou Cassino, em Rio Grande), passa por toda a extensão do litoral uruguaio até chegar na cidade de Buenos Aires, onde seguirá de ônibus até Bariloche.

A segunda etapa da viagem intenta explorar alguns dos principais pontos de aventura na Patagônia Chilena e Argentina, tendo como ponto mais extremo da expedição a Isla Navarino, no Chile.

Após cruzar por lancha o Canal de Beagle e chegar em Ushuaia, inicia-se o terceiro trecho da viagem, que tem o Norte como rumo, percorrendo assim o desértico trecho da costa litorânea da Patagônia Argentina e posteriormente o retorno ao Brasil.

Além da cicloviagem em si, várias atividades de trekking e hiking nos principais parques nacionais  serão feitas durante a jornada, tanto no Chile como na Argentina.

Confira o projeto completo online Ciclotrekking, clicando aqui!

Perfil do aventureiro

online Ciclotrekking
Foto: Arquivo pessoal

Edson Maia tem 49 anos e é natural da cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Amante da natureza e entusiasta das práticas ao ar livre, é colunista deste portal e influencer da rede colaborativa AventureBox, onde periodicamente gera conteúdos de mídia relacionados com atividades outdoors tais como: Montanhismo, trekking, hiking, acampamentos e ciclismo. Respeita e acredita no poder transformador da natureza, atendendo sempre às regras do Mínimo Impacto em ambientes naturais, em qualquer que seja a atividade.

Agradecimentos

Não podemos deixar de agradecer as nossos patrocinadores e apoiadores: Filipe Flop, Poli Marcas e Patentes, Trekking RS, AventureBox, Solo Outdoor e Travel e Patos do Sul, sem eles não seria possível realizar esse sonho.

online Ciclotrekking

Acompanhe também o CicloTrekking nas mídias sociais via Instagram e Facebook.