Torres del Paine

Em nossa viagem a Argentina, conhecemos Ushuaia e El Calafate, aproveitamos para comprar um passeio de El Calafate até o Chile, para conhecer um pouco da patagônia chilena, mais precisamente um lugar que sempre fez parte dos meus sonhos, Torres del Paine.

Da cidade de El Calafate até Torres del Paine são cerca de 260 km, ou seja, mais de 3 horas de viagem, por isso a condução saiu bem cedinho. O veículo utilizado foi um caminhão/ônibus 4×4 da empresa South Road, que é o mais indicado para estrada que utilizamos, de menor distância, pela Ruta 40.

Ao sair da Argentina rumo ao Chile foi necessário passar pela aduana argentina e posteriormente na aduana chilena, onde as mochilas passaram por scanner, ressaltando-se que não se pode ingressar no Chile com alimentos perecíveis, sob pena de multa.

O Parque Nacional Torres del Paine está localizado na Região de Magalhães ao sul da patagônia chilena e possui 227.298 hectares. Foi criado em 1959 e declarado Reserva da Biosfera pela Unesco em 1978, sendo famoso pelas formações rochosas dos picos do conjunto de montanhas, principalmente as torres de granito e os cuernos, ou “chifres”, que podem ser vistos de quase todas as áreas do parque, e em conjunto com os belos lagos, rios, a fauna e flora, criam uma paisagem deslumbrante.

No dia 27-12-2011 o Parque Nacional Torres del Paine sofreu as consequências de um incêndio que durou cerca de 10 dias e atingiu aproximadamente 7% de sua área, destruindo vegetações e matando animais. O vento existente na região contribuiu para o alastramento do fogo. Como a catástrofe foi de grandes proporções o parque ficou fechado por alguns dias.

Os troncos queimados, ainda presentes no local, são testemunhas  silenciosas dessa tragédia que destruiu milhares de hectares verdes. Mas, mesmo assim, a visão é linda e os caules secos passaram a integrar o cenário.

Torres del Paine

Torres del Paine

A preservação do parque é visível em todos os aspectos, havendo constante vigilância por parte dos guardas-florestais. Os visitantes devem respeitar as regras para evitar desastres ambientais. Por exemplo, em alguns locais é proibido o uso de fogareiro por haver alta probabilidade de incêndio. Descarte em locais inadequados, de produtos que possam poluir o ambiente, também são vedados.

Para ingressar no parque o visitante paga o valor de U$35,00 e pode lá permanecer por prazo indeterminado, só pagando novamente a taxa quando sair e quiser retornar. Nas palavras de nosso guia “pode ficar lá por quanto tempo quiser, pode até ficar para sempre”.

Entre setembro e abril é a melhor época para visitação ao parque, pois no inverno as temperaturas são abaixo de zero e com muitas nevascas, o que impede as atividades ao ar livre. Vale dizer, que mesmo indo nas épocas de temperaturas mais amenas, o corta-vento, o fleece, as roupas impermeáveis, o gorro, a luva, são itens indispensáveis.

O parque impressiona a todos pela sua beleza singular e é considerado um dos lugares prediletos dos aventureiros que adoram acampar e fazer trilhas.

Em alguns pontos do percurso víamos guanacos, que são camelídeos nativos das regiões áridas e montanhosas, mamíferos da família das lhamas e encontrados em grande número na região da patagônia chilena.

Torres del Paine

O lugar escolhido para o almoço não poderia ter sido melhor, próximo a uma queda de água que contracenava com as montanhas geladas ao fundo. Na verdade, nosso almoço era um lanche fornecido pela agência de viagem, mas muito saboroso. Fazer uma refeição em meio a natureza, no estilo piquenique, tem seu valor.

Torres del Paine

Durante o trajeto, ao nos aproximarmos do destino, da janela do ônibus, já era possível ver ao longe as famosas torres. Fizemos nossa primeira parada para apreciar as belas paisagens da patagônia chilena. Dentro de um contexto de montanhas geladas, tínhamos a primeira imagem das torres, embora ainda distantes.

Seguindo adiante fizemos uma parada na Laguna Amarga, aqui sim tínhamos uma visão perfeita das torres que são um dos cartões-postais do Chile. A Laguna Amarga completa a paisagem com todo o seu esplendor.

Torres del Paine

Torres del Paine

Torres del Paine

Essa lagoa de cor verde azulado, localizada nas encostas de Cerro Toro, recebeu esse nome devido ao alto pH. Presentes nessa lagoa estromatólitos de carbonato de cálcio, que são formações rochosas de carbonato de cálcio, encontradas em poucos lugares do mundo, como nos solares de lama e em algumas lagoas australianas.

Ver os picos de Torres del Paine bem de frente para a Laguna Amarga, proporcionou uma sensação de paz, alegria, satisfação, e a certeza de que um passeio maravilhoso estava só começando.

Uma breve parada no Mirador del Nordenskjold para admirarmos os Cuernos del Paine e o lago de cor verde azulado. O Lago Nordenskjold possui uma profundidade de 200 metros, o que permite a navegação e a prática de outras práticas esportivas.

A fauna e a flora são diversificadas, destacando-se vegetações coloridas que parecem flores e são características do local devido ao clima, consistindo numa espécie de arbusto bem rígido.

Torres del Paine

Torres del Paine

Torres del Paine

Nosso próximo ponto foi nas margens do belo Lago Pehoé, de águas cristalinas, localizado próximo à Villa Cerro Castillo. O lago de cor verde-esmeralda e a flora exuberante, com uma bela vista para os Cuernos del Paine, formam uma imagem paisagística espetacular.

Torres del Paine

Torres del Paine

Iniciamos uma caminhada próxima ao Mirador Cuernos. Nessa hora estava garoando e tinha um pouco de vento, mas nada que nos desanimasse ou tornasse a vista panorâmica menos bela. O guia explicou inúmeras coisas sobre tudo existente no local, porém, nessa hora ficou um tanto complicado para quem não entende espanhol.

Um caminho simples, mas de beleza paradisíaca, sempre com visibilidade para as montanhas geladas. As fotos mostram a beleza, mas a emoção de estar nesse lugar encantador é algo eletrizante. Os “Cuernos del Paine” são formações rochosas que parecem ter sido esculpidas.

Torres del Paine

A chuva deu uma trégua e seguimos nossa caminhada em direção a uma cachoeira: o Salto Grande, que tem 10 metros de altura. O vento frio continuava, motivo pelo qual o casaco e o gorro foram fundamentais.

A água originária do Lado Nordenskjöld flui com grande força em direção ao Lago Pehoé formando o Salto Grande. Suas águas são de um verde turquesa, que impressionam pela linda coloração. A queda de água em tons verde e branco deixa a imagem da foto fascinante.

Torres del Paine

Torres del Paine

Torres del Paine

O parque Torres del Paine tem belezas inexplicáveis, não só as torres de granito e os cuernos, mas sim toda a geografia com suas florestas virgens, os lagos de águas limpas e cores intensas, os animais silvestres, a gostosa sensação de sentir os ventos, dentre inúmeras outras coisas que tornam o lugar simplesmente deslumbrante.

Torres del Paine foi matéria recente das reportagens especiais do  Fantástico 360 graus. Confira:

Como podem verificar no mapa abaixo conhecemos apenas uma pequena parte desse lindo parque, pois nosso passeio foi somente de um dia, mas valeu a pena, ficando a vontade de retornar e explorar o que não foi possível conhecer.

Os aventureiros adoram esse lugar por ser possível fazer caminhadas de longa duração por mais de 250 quilômetros de trilhas, passando por planícies, margens de lagos, montanhas e geleiras. As duas caminhadas mais famosas são os circuitos W e O, que permitem chegar à base das torres.

Uma de nossas próximas aventuras será fazer os circuitos W e O, que consiste em trekking de 7 a 10 dias, exigindo preparo físico e disposição, mas certamente passar esse tempo num lugar tão espetacular será recompensador. Mas isso será matéria de uma próxima postagem.

Travessias de longa distância em 2017

Selecionamos uma lista com mais de 20 travessias de longa distância para você aventureiro(a) realizar em 2017.

As aventuras ocorrerão em diferentes regiões do Brasil, Argentina e Chile.

Firmamos uma interessante parceria com a empresa Clube Trekking, onde obtivemos desconto de 10% para os interessados em participar das travessias e trekking do ano de 2017.

Regra para obtenção do desconto:

Esses 10% de desconto não são cumulativos, as inscrições devem ocorrer até a véspera de desconto. Para ser validado o desconto, deve-se enviar para a empresa Clube trekking a imagem a seguir:

trekkingrs-clubetrekking
Imagem para validação do desconto.

Estatísticas sobre as travessias do ano de 2017:

Mais de 20 eventos de trekking de longa distância.
2.218,223 Km a pé.
91,682 Km pro céu (aclive acumulado).
96,343 Km pro inferno (declive acumulado).
97 dias de camping selvagem.
430.200 Kcal consumidas (57,3 Kg a menos).

Lista com os Trekking e travessias de 2017 realizadas pela empresa Clube Trekking

10325730_766783676675717_1111095411217559456_n

1 – Expedição ao Cerro Plata na Argentina

travessias-cerro-plata-trekking

Informações básicas:
Quando: de 11/01 a 18/01/2017.
Distância total: 36,784 Km a pé, distância aferida por GPS.
Saída do Brasil: no dia 09/01 e com retorno ao país no dia 20/01/2017.
Nível do trekking: avançado com necessidade de equipamentos e vestuário para alta montanha.

Clique aqui para saber mais.

2 – Travessia Cruce de los Andes

travessias-cruce-de-los-andes

Informações básicas:
Quando: de 19/01 a 24/01/2017.
Distância total: 105,714 Km a pé, distância aferida por GPS.
Encontro na Argentina: no dia 19/01 e com chegada em Santiago no Chile no dia 24/01/2017.
Nível do trekking: avançado com necessidade de alguns equipamentos e vestuários para alta montanha.

Clique aqui para saber mais.

3 – Travessia das 25 cachoeiras em São Martinho da Serra RS

Informações básicas:
Horários: saída de Santa Maria RS às 06:40 do dia 11/02 e retorno à Santa Maria até às 20:40 do dia 12/02/2017.
Local da saída: esquina da avenida Borges de Medeiros com Silva Jardim em Santa Maria RS.
Distância: 32,434 Km a pé, distância aferida por GPS.
Nível da trilha: Intermediário 8, para participantes experientes e com bom preparo físico.
Índice UV: 13 (Extremo), use filtro solar.
Exposição ao sol: entre 50% e 75% do percurso.

Clique aqui para saber mais.

4 – Expedição ao Cerro Mercedário na Argentina

 

Informações básicas:
Quando: de 04/03 a 13/03/2017.
Distância total: 37,580 Km a pé, distância aferida por GPS.
Saída do Brasil: no dia 01/03 e com retorno ao país no dia 16/03/2017. Há duas vagas no carro 4×4 que sairá de SC e passará no RS.
Nível do trekking: avançado com necessidade de equipamentos e vestuários para alta montanha.

Clique aqui para saber mais.

5 – Travessia da Ferrovia do Trigo RS

Informações básicas:
Quando: de 01 a 02/04/2017.
Distância total: 53,285 Km a pé, distância aferida por GPS.
Vagas: 10 vagas para clientes.
Locais de saídas no dia 01/04: em Muçum RS às 07:30 ou em Guaporé RS às 08:30.
Horários das chegadas no dia 02/04: em Muçum RS até às 17:00 ou em Guaporé RS até às 21:30.
Nível do trekking: Intermediário 8.
Exposição ao sol: entre 75% e 90% do percurso.

Clique aqui para saber mais.

6 – Travessia Cânion Laranjeiras x Serra do Rio do Rastro SC

travessias-morro-da-igreja-x-serra-do-rio-do-rastro-bom-jardim-da-serra-sc

Informações básicas:
Quando: de 14 a 16/04/2017 (feriadão de Páscoa).
Horários: encontro às 14:30 do dia 14/04 e o final do trekking será até às 15:00 do dia 16/04/2017.
Distância total: 37,420 Km a pé, distância aferida por GPS.
Vagas: máximo de 13 vagas para clientes.
Encontro: Mirante da Serra do Rio do Rastro em Bom Jardim da Serra SC

Clique aqui para saber mais.

7 – Travessia no Campo dos Padres SC

trilha-travessias-campo-dos-padres-sc

Informações básicas:
Quando: de 21 a 23/04/2017 (feriadão de Tiradentes).
Distância total: 82,778 Km a pé, distância aferida por GPS.
Vagas: até 10 vagas para clientes.
Encontro: Graxaim EcoHostel em Urubici SC.
Nível do trekking: avançado.

Clique aqui para saber mais.

8 – Travessia dos 9 cumes na Serra do Ibitiraquire PR

travessias-na-serra-do-ibitiraquire-pr_94

Informações básicas:
Quando: de 29/04 a 01/05/2017.
Distância total: 31,328 Km a pé, distância aferida por GPS.
Vagas: 6 vagas para clientes.
Encontro: em Curitiba PR no dia 29/04 às 06:30.
Nível do trekking: avançado.

Clique aqui para saber mais.

9 – Trekking no Caminho do Itupava e Conjunto Marumbi PR

Informações básicas:
Horários: saída às 07:00 do dia 02/05 e a chegada até às 19:30 do dia 03/05/2017.
Local da saída e retorno: Rodoferroviária de Curitiba PR.
Distâncias: Caminho do Itupava (13,629 Km), e Marumbi (10,346 Km). Distâncias aferidas por GPS.
Nível da trilha: Intermediário 9, para participantes experientes e com bom preparo físico.
Índice UV: 9 (Moderado), use filtro solar.
Exposição ao sol: entre 75% e 90% do percurso.

Clique aqui para saber mais.

10 – Travessia da Ferrovia TPS em Bento Gonçalves RS

travessias-da-ferrovia-tps-rs

Informações básicas:
Quando: de 06 a 07/05/2017.
Distância total: 47,270 Km a pé, distância aferida por GPS.
Vagas: 10 vagas para clientes.
Local de saída no dia 06/05: saída às 07:00 no Restaurante e Lancheria Kibon (goo.gl/maps/txDee8S6jyM2), ao lado da Ponte Ernesto Dornelles em Bento Gonçalves RS.
Horário da chegada no dia 07/05: retorno ao mesmo local da saída até às 17:00.
Nível do trekking: Intermediário 7.
Exposição ao sol: entre 75% e 90% do percurso.

Clique aqui para saber mais.

11 – Travessia 360º na Serra do Cipó MG

travessias-lapinha-x-tabuleiro-mg

Informações básicas:
Quando: de 17/05 a 21/05/2017.
Distância total: 117,649 Km a pé, distância aferida por GPS.
Encontro e término do trekking: em Conceição do Mato Dentro MG.

Clique aqui para saber mais.

12 – Travessia Transmantiqueira Clássica

Informações básicas:
Quando: de 01 a 08/06/2017.
Distância total: 154,192 Km a pé, distância aferida por GPS.
Vagas: mínimo de 3 e máximo de 5 clientes.
Encontro: em Lorena SP.
Término do trekking: em Maromba, distrito de Visconde de Mauá RJ.
Pontos de captação de água: ao menos dois pontos por dia.
Pontos para compra da alimentação: a cada dois ou três dias teremos vendas para compra da alimentação durante a travessia.

Clique aqui para saber mais.

13 – Travessia Araçatuba PR x Monte Crista SC

Informações:
Horários: saída às 07:00 do dia 15/06 e a chegada até às 18:30 do dia 18/06/2017.
Local da saída e retorno: Jardim Botânico de Curitiba PR.
Distância total: 61,566 Km a pé, distância aferida por GPS.
Exposição ao sol: entre 75% e 90% do percurso.

Clique aqui para saber mais.

14 – Travessia Transmantiqueira 300 Km

travessias-transmantiqueira-300-km

Informações básicas:
Quando: de 20/06 a 02/07/2017.
Distância total: 299,978 Km a pé, distância aferida por GPS.
Vagas: 5 vagas.
Encontro: em Lorena SP.
Término do trekking: Aiuruoca MG.
Nível do trekking: avançado.
Pontos de captação de água: ao menos dois pontos por dia.
Pontos para compra da alimentação: a cada dois ou três dias teremos vendas para compra da alimentação durante a travessia.

Clique aqui para saber mais.

15 – Travessia da Serra Fina em quatro dias

trilha-travessias-da-serra-fina

Informações básicas:
Quando: de 04 a 07/07/2017.
Distância total: 30,226 Km a pé, distância aferida por GPS.
Vagas: 7 vagas para clientes.
Encontro: em Passa Quatro MG às 17:00 do dia 03/07.
Nível do trekking: avançado.
Pontos de captação de água: ao menos um ponto por dia.

Clique aqui para saber mais.

16 – Travessia da Serra Fina em dois dias

trilha-travessias-transmantiqueira

Informações básicas:
Quando: de 08 a 09/07/2017.
Distância total: 30,226 Km a pé, distância aferida por GPS.
Vagas: 7 vagas para clientes.
Encontro: em Passa Quatro MG às 17:00 do dia 07/07.
Pontos de captação de água: ao menos um ponto por dia.

Clique aqui para saber mais.

17 – Travessia dos 14 cumes no PR

trilha-travessias-bairro-alto-x-marco-22-pr

Informações básicas:
Quando: de 19 a 23/07/2017.
Distância total: 55,554 Km a pé, distância aferida por GPS.
Encontro: em Curitiba PR no dia 19/06 às 06:00.

Clique aqui para saber mais.

18 – Travessia Transmantiqueira 630 Km

travessias-transmantiqueira

Informações básicas:
Quando: de 01/08 a 18/08/2017.
Distância total: 630,436 Km a pé, distância aferida pelo software TrackMaker.

Clique aqui para saber mais.

19 – Travessia na Chapada Diamantina BA

travessias-chapada-diamantina-trekking

Informações básicas:
Quando: de 24 a 28/08/2017.
Distância total: 91,058 Km a pé, distância aferida por GPS.
Encontro para o trekking: em Lençóis BA.
Final do trekking em: Andaraí BA.

Clique aqui para saber mais.

20 – Travessia Cânion Laranjeiras x Serra do Rio do Rastro SC

travessias-morro-da-igreja-x-serra-do-rio-do-rastro-bom-jardim-da-serra-sc2

Informações básicas:
Quando: de 05 a 06/09/2017.
Distância total: 36,199 Km a pé, distância aferida por GPS.
Encontro: Mirante da Serra do Rio do Rastro em Bom Jardim da Serra SC.

Clique aqui para saber mais.

21 – Travessia 10 Cânions do Sul

travessias-10-canions

Informações básicas:
Quando: de 05 a 10/09/2017.
Distância total: 131,053 Km a pé, distância aferida por GPS.
Encontro: Mirante da Serra do Rio do Rastro em Bom Jardim da Serra SC.

Clique aqui para saber mais.

22 – Travessia Serra do Rio do Rastro SC x Serra da Rocinha RS

travessias-serra-do-rio-do-rastro-sc-x-serra-da-rocinha-rs_0

Informações básicas:
Quando: de 07 a 10/09/2017.
Distância total: 92,854 Km a pé, distância aferida por GPS.
Encontro: Pousada Capão Bonito próximo da Serra do Rio do Rastro em Bom Jardim da Serra SC.

Clique aqui para saber mais.

23 – Trekking 360º em Torres del Paine

travessias-trekking-360o-em-torres-del-paine

Informações básicas:
Quando: de 01/11 a 15/11/2017.
Distância total: 133,414 Km a pé, distância aferida por GPS.
Saída do Brasil: no dia 01/11 e com retorno ao país no dia 15/11.

Clique aqui para saber mais.

24 – Travessia dos cânions Piruva e Queda Livre em Ivorá RS

Informações:
Horários: saída às 06:15 do dia 09/12 e retorno à Santa Maria até às 19:30 do dia 10/12/2017.
Local da saída: Estação Rodoviária de Santa Maria RS.
Distância: 31,723 Km a pé, distância aferida por GPS.
Exposição ao sol: entre 50% e 75% do percurso.

Clique aqui para saber mais.

 

Lutz Eichholz o aventureiro monociclista

Você já deve ter ouvido falar de Lutz Eichholz, nascido na cidade de Kaiserslautern na Alemanha, este aventureiro é conhecido por ser campeão mundial por quatro vezes, usando um monociclo.

Lutz gosta de praticar o seu esporte em terreno alpino, sempre à procura de novos obstáculos e desafios. Já percorreu inúmeros lugares ao redor do mundo, dentre todos estes lugares, destaca-se principalmente as montanhas da Malásia, Suíça, Itália, Marrocos, Alemanha, Nova Zelândia, Islândia e Irã onde aqui, realizou um feito inédito. Bateu o recorde mundial descendo a montanha Monte Damavand de 5.671 metros.

Apesar dos enormes problemas com a atitude, lesões e a instabilidade da equipe e do tempo entre 40° e -7° célsius, Lutz Eichholz foi incrível, batendo o recorde de descida da montanha. Nunca antes alguém com um monociclo tentou descer uma montanha tão alta.

“Em alguns pontos eu me senti tão ruim que eu pensei que teria que desistir. No entanto, este projeto é tão importante para mim que eu consegui superar meus limites ainda mais do que o esperado “. Lutz Eichholz

Lutz Eichholz

Sua última aventura aconteceu no deserto mais seco do mundo, o Atacama, no Chile. Juntamente com o montanhista Tobias Kleckl e sua namorada Giulia Tessari o objetivo era escalar uma montanha de 6000 metros em Passo San Fransisco e depois descer usando seu monociclo.

Eles tentaram 4 vezes, mas cada vez falhava algum de seus equipamentos, devido à natureza áspera da região. Depois de tantas tentativas Lutz e seus amigos entenderam que não era o momento certo.

Enquanto estava ali a mais de 4000 metros, Lutz encontrou a inspiração para um novo objetivo: encontrar a linha perfeita no deserto de Atacama. subiu então no seu monociclo e começou a decida, enquanto ele descia, Giulia capturava as belas imagens e vídeos com sua câmera e o resultado é um filme impressionante chamado de”La Linea Perfecta”(A linha Perfeita).

Para saber mais sobre as aventuras de Lutz Eichholz, acesse sua pagina na internet, através deste link.

Trem das Nuvens, uma nova viagem!

Trem das Nuvens, uma nova viagem!

Uma das coisas mais pitorescas e fascinantes que o viajante encontra na província de Salta, no limite com Chile sobre a Cordilheira dos Andes, é o ramal C-14 do Ferrocarril General Belgrano, mais conhecido como Trem das Nuvens ou Trem às Nuvens por ter partes por onde se circula por cima dos 4.000 metros sobre o nível do mar. Pela sua grande altura, muitas vezes podem ser apreciadas nuvens debaixo dos pontes ou nas ladeiras.

É um dos três trens mais altos do mundo, que atravessa vertiginosas montanhas da Cordilheira dos Andes entre paisagens espetaculares. Parte desde a cidade de Salta, atravessa o vale de Lerma, para se introduzir na Quebrada del Toro e chegar até a Puna. Atravessa 19 túneis, 29 pontes, 13 viadutos, 9 alpendres, dois rolos que formam a via, e vários esgotos, algum deles, verdadeiros e colossais obras de arte que emergiram da imaginação do seu criador: o engenheiro Richard Fontaine Maury, quem concretizou a façanha de atravessar a Cordilheira dos Andes com as possibilidades da engenharia.

Conta com um percurso de 217 quilômetros, com uma duração de quase quinze horas ida e volta. Nas diferentes estações os habitantes dos povos apresentam pitorescos postos com artesanato, vestuário e produtos regionais para adquirir como lembrança da interessante viagem. O trem conta com serviços tais como vagão restaurante, vagão panorâmico, espetáculos folclóricos, consultório médico, áudio, vídeo e guias bilíngues.

Durante a viagem, e no comboio, o viajante superará os acidentes geográficos da zona, mediante um ziguezague obviará o engavetamento da Quebrada del Toro, observará à esquerda de El Condado o cemitério onde se encontram os corpos de muito obreiros de construção que morreram em uma trágica jornada, admirará a vegetação exuberante, e os cumes crescerão perante seus olhos, lentas mas majestosamente.

O ponto final do trajeto é o quilômetro 1,350, onde se encontra o viaduto La Polvorilla, de 224 metros de longitude por 63 de altura. É o mais elevado de toda a linha do comboio, a 4,200 metros de altitude, e um dos mais importantes do mundo pelas suas características.

Aqui, o Trem das Nuvens realmente justifica seu nome. O impressionante de seu passo pelo viaduto é que jaze sobre o abismo, sem varandas e descansando sobre fabulosos pilares.

Esta é uma das grandes obras da engenharia que todo o viajante merece e deve conhecer.
Calcula-se que 30.000 turistas fazem o passeio por ano, que à sua vez é a única conexão de várias localidades ao seu passo. O trem funciona desde abril até novembro, sai às 7:00 voltando para Salta às 22:40. No verão, de dezembro a março, o Trem do Sol vai desde Salta até a estação Diego de Almagro, a 3.500 metros acima do mar.

Valor da Passagem: 1.540 pesos argentinos (R$ 554, aproximadamente)
Site: www.trenalasnubes.com.ar

Veja algumas fotos dessa incrível viagem:

Trem das Nuvens

Trem das Nuvens

Trem das Nuvens

Trem das Nuvens

Trem das Nuvens

Trem das Nuvens

Trem das Nuvens

Trem das Nuvens

Trem das Nuvens

 

Trem das Nuvens

Trem das Nuvens

Assista o vídeo:

Edição: Luís H. Fritsch