Os picos mais altos do Brasil

Desde os primórdios os homens já escalavam as montanhas e buscavam muitas vezes os picos mais altos. E até os dias de hoje isso não é diferente! Muitos turistas viajam em busca de encontrar quais são as picos mais altos ou os mais bonitos do Brasil para visitar.

Se você gosta de escalar montanhas, ou então se você tem medo, mas gosta de apreciar essa verdadeira beleza da natureza, então se prepare e confira agora uma lista de picos mais altos do Brasil.

Veja nossa lista com mais de 30 picos espalhados pelo Brasil:

O Pico da Neblina, localizado no norte do Amazonas, na Serra do Imeri, é o ponto mais alto do Brasil com 2.994 metros de altitude (medição revista por satélite/GPS pelo IBGE em 2004). Dá nome ao Parque Nacional do Pico da Neblina, onde está situado. Localiza-se no município de Santa Isabel do Rio Negro, mas a cidade mais próxima é São Gabriel da Cachoeira.

Pico da Nblina – 2.994 metros

O segundo ponto mais alto situa-se a meros 687 metros da fronteira com a Venezuela no Pico 31 de Março (altitude de 2.972,66m), conforme determinado por uma comissão demarcadora de fronteiras em 1962.

Pico 31 de Março – 2.972,66 metros

O Pico da Bandeira é o ponto mais alto dos estados do Espírito Santo e de Minas Gerais, como também de toda a Região Sudeste do Brasil. É também o terceiro ponto mais alto do país, com 2.891,98 metros de altitude (medição revista por GPS pelo Projeto Pontos Culminantes do Brasil, do IBGE e do Instituto Militar de Engenharia, em 2004).

O pico possui esse nome porque, por volta de 1859, o imperador Pedro II determinou que fosse colocada uma bandeira do Império naquele que, na época, era tido como o ponto mais alto e imponente do Brasil.

Pico da Bandeira – 2.891,98 metros

O Pico do Calçado faz parte do Pico da Bandeira como um sub cume com 2.849 metros de altitude, de acordo com o Projeto Pontos Culminantes do Brasil. É também, a segunda montanha mais alta dos estados do Espírito Santo e de Minas Gerais.

Pico do Calçado – 2.849 metros

A Pedra da Mina ou Pico Pedra da Mina é a quarta montanha mais alta do Brasil e está situada na Serra da Mantiqueira, na divisa do estado de São Paulo com o estado de Minas Gerais. Com 2.798,39 m de altitude (medição revista por satélite/GPS pelo IBGE em 2004), é o ponto culminante da Serra da Mantiqueira e do estado de São Paulo, e a terceira montanha mais alta do estado de Minas Gerais.

Pedra da Mina – 2.798,39 metros

O Pico das Agulhas Negras, com 2 791,55 metros de altitude, é o ponto culminante do estado do Rio de Janeiro, o quarto ponto mais alto do estado de Minas Gerais, e o sexto mais alto do Brasil.

Está localizado na Serra da Mantiqueira, entre os municípios fluminenses de Itatiaia e Resende, e o município mineiro de Bocaina de Minas, na parte alta do Parque Nacional de Itatiaia.

Pico das Agulhas Negras – 2 791,55 metros

O Pico do Cristal é o sexto mais alto pico brasileiro, com 2.769,76 metros de altitude, segundo a medição revista pelo IBGE e pelo Instituto Militar de Engenharia, através do Projeto Pontos Culminantes do Brasil.

Localiza-se na Serra do Caparaó, dentro do Parque Nacional do Caparaó, no município de Alto Caparaó, Estado de Minas Gerais, a 20º 26′ 37″ de latitude sul e 41º 48′ 42″ de longitude oeste.

Pico do Cristal – 2.769,76 metros

O Monte Roraima é uma montanha localizada na América do Sul, na tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana. Constitui um tepui, um tipo de monte em formato de mesa bastante característico do planalto das Guianas. Possui 2.734 metros de altitude.

Monte Roraima – 2.734 metros

Criado em 1937, o Parque Nacional de Itatiaia possui duas portarias que separam a mesma área demarcada em dois ambientes distintos. Na parte baixa, árvores centenárias e vegetação típica de Mata Atlântica, compõem a reserva repleta de cachoeiras e poços ideais para banho, no entanto é na parte alta que se concentra a aventura, a paisagem muda, e as matas dão lugar aos campos rupestres compostos por rochedos de formas variadas e vegetação rasteira que espreitam as grandes montanhas dessa porção extremamente fria do país, que já esteve coberta de neve mais de uma vez.

O Morro do Couto possui 2.680 metros de altitude é a primeira montanha que se alcança a partir da portaria do parque, e pode ser vencido em duas horas de caminhada fácil. A montanha é frequentada por muitos escaladores em busca das diversas vias com variados graus de dificuldade. Outra rota para se atingir o cume, é saindo do Pico das Prateleiras e seguindo pela crista da montanha até o alto. Do topo tem-se uma vista incrível do Pico das Agulhas Negras e da Serra Fina.

Morro do Couto – 2.680 metros

A Pedra do Sino de Itatiaia é uma elevação montanhosa localizada na Serra da Mantiqueira, no Parque Nacional de Itatiaia, próxima ao Pico das Agulhas Negras. Possui 2.670 metros de altitude.

Localiza-se na divisa dos municípios de Itamonte e Bocaina de Minas, no estado de Minas Gerais e é a sexta montanha mais alta do estado (após os Picos da Bandeira e do Calçado, a Pedra da Mina e os picos das Agulhas Negras e do Cristal) e a segunda mais alta localizada inteiramente dentro do estado. É o terceiro pico mais alto do Parque Nacional de Itatiaia e o décimo do Brasil.

Pedra do Sino de Itatiaia – 2.670 metros

O Pico dos Três Estados é uma montanha em cujo topo está o ponto onde se encontram as divisas geográficas dos estados brasileiros de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo (respectivamente, municípios de Passa Quatro, Resende e Queluz). Suas coordenadas são: 22º 25′ 24″S e 44º 48′ 48″ W. Possui a altitude de 2.665 m e encontra-se localizado na extremidade oriental da Serra Fina, uma seção da Serra da Mantiqueira, próximo à Pedra da Mina e ao Pico das Agulhas Negras.

Pico dos Três Estados – 2.665 metros

A Pedra do Altar está a 2.665 m de altitude. Localização especial por estar na parte central do parque Itatiaia, podendo avistar os principais cumes do Planalto, seus vales ao redor e percorrer a trilha ao lado do imenso rochoso das Agulhas Negras.

Pedra do Altar – 2.665 m

O Morro da Cruz do Negro com 2.658 metros de altitude, localizado na Serra do Caparaó, na divisa dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, o Parque Nacional do Caparaó é um importante ícone do montanhismo no Brasil. Do lado mineiro sua entrada fica no Município Alto do Caparaó e sua entrada pelo lado capixaba deve seguir para o município de Dores do Rio Preto e rumar sentido ao distrito de Pedra Menina.

Morro da Cruz do Negro – 2.658 metros

O Pico do Tesouro com 2.620 metros de altitude faz parte do Parque Nacional do Caparaó, localizado na divisa entre os estados do Espírito Santo e Minas Gerais.

Pico do Tesouro – 2.620 metros

O Pico dos Marins fica situado na divisa dos municípios de Piquete e Cruzeiro, no estado de São Paulo, Brasil. Localizado na Serra da Mantiqueira, seu cume está 2.420 metros acima do nível do mar. Formado por um grande maciço rochoso com paredões íngremes, a montanha é um importante destino para quem pratica trekking.

Pico dos Marins – 2.420 metros

Pico do Garrafão é imponente devido a localização geográfica encontrada na região. O Garrafão é a montanha de maior altitude em toda a Serra do Papagaio com  2.359 metros, localizado no Município de Alagoa – MG.

Pico do Garrafão – 2.359 metros

O Pico Maior de Friburgo é uma formação montanhosa com altitude de 2.366 metros, situada no município de Nova Friburgo (RJ), sendo o ponto culminante de toda a Serra do Mar brasileira. É um dos “Três Picos de Salinas”, todos localizados no município de Nova Friburgo, e com altitude superior a 2.000 metros de altitude, tendo estes dado o nome ao Parque Estadual dos Três Picos. É muito procurado para a prática de montanhismo.

Pico Maior de Friburgo – 2.366 metros

A Pedra do Sino, com 2.275 metros de altitude, é o ponto culminante do Parque Nacional da Serra dos Órgãos e da cidade de Teresópolis, no estado brasileiro do Rio de Janeiro. É um local muito procurado por montanhistas e alpinistas para a prática de diversos esportes e atividades turísticas.

Seus vales e penhascos imensos e várias plataformas de observação oferecem uma visão panorâmica de toda região.

Atualmente, suas trilhas vem sendo usadas por muitos visitantes que buscam um lugar tranquilo para entrar em contato com a natureza, aproveitar um visual ímpar e respirar o ar puro da montanha.

Pedra do Sino – 2.275 metros

O Pico da Caledônia é uma das maiores elevações da Serra do Mar e que fica situado entre as cidades de Nova Friburgo e Cachoeiras de Macacu, na divisa entre os dois municípios, inserido no Parque Estadual dos Três Picos. Com 2.257 metros de altitude, possui uma das mais belas vistas de Nova Friburgo e de outras localidades próximas podendo-se até visualizar a Baía da Guanabara e uma parte da cidade do Rio de Janeiro.

Pico da Caledônia – 2.257 metros

O Pico do Selado é um dos picos da Serra da Mantiqueira, na porção limítrofe entre o distrito de Monte Verde no município de Camanducaia, Minas Gerais, Joanópolis, em São Paulo e o distrito São Francisco Xavier, na cidade de São José dos Campos, também em São Paulo. Tem altitude de 2.082 metros.

Pico do Selado – 2.082 metros

Pico do Sol o mais alto da Cadeia do Espinhaço, 2.072 metros. Para aqueles que ousam desafiar os limites do corpo, a Serra do Caraça possui sete picos.

É bom ressaltar que para vencer os obstáculos naturais destas trilhas, que minam a resistência de quem se arrisca, é preciso ter bom preparo físico, boa coordenação motora e estar acompanhado dos Guias Cadastrados no Caraça.

Segundo alguns, “o coração parece saltar pela boca”. No entanto, todo esse esforço é recompensado pelas paisagens indescritíveis e pelas belezas típicas de cada pico. Somente quem vence a montanha pode descrever, se houver palavras, a sensação própria de cada subida e da vista que se pode contemplar.

Pico do Sol – 2072 metros

O Pico do Inficionado 2.068 metros.

Todas as trilhas que levam ao Pico do Inficionado atravessam o mosaico natural característico das áreas de transição da Mata Atlântica para o Cerrado, entremeadas pelos Campos de Altitude e pelos Campos Rupestres.

São 5 km até a base do Pico. No início, a subida é forte e íngreme, exigindo grande esforço e o uso das mãos para vencer os obstáculos. O que só reforça a exigência de que este caminho seja sempre feito com o acompanhamento de Guias Cadastrados no Caraça. Após esta etapa, a subida é menos fatigante, passando por diversos platôs que permitem observar as belas paisagens e relaxar antes do ataque final.

A última fase também é uma subida acentuada, passando por uma laje de pedra bem inclinada. O esforço é grande, mas a chegada é um espetáculo à parte. Depois de pelo menos 9 km, chega-se ao cume do Inficionado. Uma escultura gigantesca!

O Inficionado é um pico incomum, recortado por fendas profundas, em quase todas as direções, formando uma paisagem única, de beleza indescritível. Além do mais, lá está o maior abismo de mundo em quartzito: a Gruta do Centenário.

Realmente, só uma palavra aproxima-se de sua definição: surreal

Pico do Inficionado – 2.068 metros

O Pico do Itambé com 2.052 metros de altitude, localizado na Serra do Espinhaço, no estado de Minas Gerais, entre os municípios de Serro e Santo Antônio do Itambé. Também chamado de “teto do sertão mineiro”, o Itambé é um dos pontos mais altos da Serra do Espinhaço e do interior mineiro. De cima, a vista domina mais de uma centena de quilômetros ao redor do pico.

Picos
Pico do Itambé – 2.052 metros

Pedra de São Domingos é uma elevação rochosa do estado de Minas Gerais localizada na Serra da Mantiqueira no extremo sul do estado. Possui 2.050 metros de altitude, localiza-se entre os municípios de Córrego do Bom Jesus, Paraisópolis e Camanducaia.

Picos
Pedra de São Domingos – 2.050 metros

O Pico da Carapuça 1.955 metros é o mais próximo e ao contrário do que se possa imaginar, nem por isso deixa de exigir muito esforço físico, suavizado, é claro, pelas belezas naturais da trilha. São em média 6 km de caminhada.

A parte mais fácil do caminho leva até a Gruta de Lourdes, passando pela Capelinha do Sagrado Coração de Jesus. As subidas deste trecho são para testar o fôlego e aquecer a musculatura. O trecho mais pesado e mais íngreme está logo depois da Gruta, na subida pela mata, por caminhos mais escondidos e de acesso difícil, por não estarem marcados e sinalizados. São exatamente essas dificuldades que exigem o acompanhamento de Guias. A vantagem desta complicada e difícil subida é ser feita toda ela sob a sombra das árvores, suavizando o calor e a incidência dos raios de sol, sem contar a beleza que enche os olhos dos visitantes, pela grande variedade de espécies naturais.

Todo cuidado é pouco. Há trechos escorregadios e outros que exigem o apoio das mãos. Saindo da mata, encontra-se um platô, quase no topo, de onde se tem uma vista maravilhosa, verdadeiro prenúncio do que virá pela frente. Daí começa-se a contornar o Pico. Rochas esculpidas pelo tempo dão asas à imaginação. Pouco depois o topo.

Picos
Pico da Carapuça – 1.955 metros

Pico da Canjerana 1.890 metros.

A partir do Campo de Fora, a trilha vai ziguezagueando morro acima e a bela paisagem se encarrega de disfarçar o cansaço. A vista, lá de cima, é um tanto quanto antagônica. De um lado, a visão desoladora de uma mineração limítrofe à área da Reserva do Caraça, de outro o empíreo caracense.

Na volta, a dica para aqueles que ainda têm um pouco de força nas pernas é conhecer também o Belvedere, um pouco mais baixo que a Canjerana, porém um lugar de rara beleza e vista estonteante

Picos
Pico da Canjerana – 1.890 metros

O Pico Paraná é a montanha mais alta da Região Sul do Brasil. É uma formação rochosa de granito e gnaisse, entre o município de Antonina e Campina Grande do Sul, no conjunto de serra chamado Ibitiraquire, que na língua tupi significa “Serra Verde”. Ele foi descoberto pelo pesquisador alemão Reinhard Maack através de suas incursões na Serra do Mar no estado do Paraná, vindo daí seu nome de batismo.

Sua altitude foi aferida em 1.877,392 m com uso do Sistema de Posicionamento Global por três equipes da Universidade Federal do Paraná.

Picos
Pico Paraná – 1.877 metros

O Observatório Pico dos Dias ou OPD é um observatório astronômico localizado entre os municípios de Brazópolis e Piranguçu, a 37 km de Itajubá, Minas Gerais. É operado e mantido pelo Laboratório Nacional de Astrofísica. Se localiza a 1.864 metros de altitude.

Picos
Observatório Pico dos Dias – 1.864 metros

O Pico Caratuva é a segunda montanha mais alta da Região Sul do Brasil, com estimativa de altitude de 1.860 metros. É uma formação rochosa de granito e gnaisse, entre o município de Antonina e Campina Grande do Sul, no conjunto de serra chamado Ibitiraquire. O nome Caratuva ou Caratuba se deve a uma planta típica de ambiente serrano arbustivo, de cerca de um metro de altura, da família do bambu (Chusquea pinifolia). Esta planta forma o campo rupestre de altitude em alguns dos mais elevados picos do Sul-Sudeste do Brasil e confere uma das características da beleza do pico.

Picos
Pico Caratuva – 1.860 metros

A Pedra da Macela está a 1.840 metros de altitude na divisa dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. No topo da Pedra tem-se uma vista de 360° da região de Cunha e em dias claros avistam-se a Ilha Grande e as baías de Angra dos Reis e Paraty.

Picos
Pedra da Macela – 1.840 metros

Pico culminante do Norte de Minas com 1.825 metros acima do nível do mar. O chamado Pico Formosa é uma das regiões de mais difícil acesso em toda a cadeia do espeinhaço em Minas. É uma região, até então muito preservada e que foi pouco estudada.

Picos
Pico Formosa – 1.825 metros

O Parque Estadual Pedra Azul foi criado em 1991 para proteger o patrimônio natural da região, em especial a famosa Pedra Azul, uma formação rochosa de granito com 1.822 m de altura, atração que pode ser vista de longe, localizado nos municípios de Domingos Martins e Vargem Alta. Abrange as localidades de Pedra Azul, São Sebastião do Aracê e São Paulo do Aracê, distrito de Aracê, em Domingos Martins; e o distrito de Castelinho, em Vargem Alta. Leia mais…

Picos
Pedra Azul – 1.822 metros

O Pico Itapiroca é a quinta montanha mais alta da Região Sul do Brasil, com 1805 metros de altitude. É uma formação rochosa de granito e gneisse, entre o município de Antonina e Campina Grande do Sul, no conjunto de serra chamado Ibitiraquire.

Pico Itapiroca
Pico Itapiroca – 1805 metros

A Serra da Piedade, um dos picos mais elevados da cordilheira do Espinhaço, com altitude de 1.783 metros, localiza-se no município de Caeté, divisa com Sabará. Sua história está estreitamente ligada a ocupação do território mineiro, como um dos mais significativos referenciais utilizados pelos primeiro aventureiros em busca de ouro.

Pico da Piedade
Pico da Piedade – 1.783 metros

Pico Agudo é uma elevação rochosa com 1.703 metros de altitude, e que faz parte da cadeia de montanhas da Serra da Mantiqueira paulista.

Seu cume é local de prática de voo livre. Neste local, há um miradouro com visão panorâmica da região. Está situado no município de Santo Antônio do Pinhal, São Paulo.

aventureiro
Pico Agudo – 1.703 metros

O Dedo de Deus é um pico com 1 692 metros de altitude e cujo contorno se assemelha a uma mão apontando o dedo indicador para o céu. É um dos vários monumentos geológicos da Serra dos Órgãos, que fica localizada na Serra do Mar, entre as cidades de Petrópolis, Guapimirim e Teresópolis, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil.

Picos
Pico Dedo de Deus – 1.692 metros

O Pico do Gavião é uma elevação montanhosa localizada em Andradas, sul de Minas Gerais e uma atração turística do estado.

Considerado como um dos melhores locais do mundo para a prática de voo livre. A vista a partir do alto dos seus 1.663 m de altitude contempla várias cidades da região. Já recebeu etapas de campeonatos nacionais e internacionais.

Picos
Pico do Gavião – 1.663 metros

Esta é uma lista das picos do Brasil por altitude acima do nível do mar. Fonte: IBGE

29 Comments

  • GLEISON,

    Acho que há um equívoco nessa lista. O pico da Piedade, em Caeté, região metropolitana de BH, tem 1.746m. Bem perto, na Serra do Caraça, temos o pico do Sol, com 2.072m. e o do Inficionado, com 2.068. Todos estes são mais altos que os últimos da lista.

    • Luis H. Fritsch,

      Obrigado por colaborar conosco!

  • Henrique,

    Boa tarde,

    A Pedra de Santa Rita- Itajubá-MG teria 1906m de altitude . O pico da Tuiúva em Maria da Fé teria 1991m.

  • Carlindo Alves Filho,

    Caros amigos, nesta lista falta uma linda e importante montanha no Rio de Janeiro, O Morro do Açú, na Serra dos Órgaãos, com seus 2.232m de altitude e campos de altitude. Se permitirem, mandarei fotos do local.

    • Barreto,

      Muito bem lembrado! Fiz essa Travessia no final de Outubro do ano passado. Petrô x Terê. Espetacular!

  • Benfica,

    Many thanks for sharing.

  • carolina,

    Hola ahi no se nombra Ninho das Águias donde fica Pedra do Silencio muito bonito! e una beleza de vista al valle de Nova Petrópolis en el Estado de Rio Grande do Sul!

    Obrigado

    Saludos desde Chile!!!

  • William Cleto,

    Olá, boa tarde ! Inicio de ano, mau cheguei ao litoral. Muito bom o texto. Lembro que ano passado visitei o Parque do Caparaó 2 vezes. Sendo que na segunda, fizemos a travessia do ES x MG. Nessas duas visitas subimos, claro, o Pico da Bandeira e fizemos o mesmo quanto ao Pico do Cristal e o Pico do Calçado. Ótimas aventuras. Sou do ES, moro em uma cidade bem ao Sul do estado, Cachoeiro de Itapemirim. Por aqui tem muitas montanhas, e fica próximo também ao Parque Estadual Pedra Azul . Fomos lá ano passado. Banho nas piscinas de água gelada são uma aventura a parte. Louco para voltar as trilhas, mas esse inicio de ano estou mais no caiaque que em terra rs. Valeu !

  • Barreto,

    Olá…

    Esqueceram da Pedra do Cume, em Extrema – MG, na Serra do Lopo, que tem 1700m de altitude.

  • Elen Tobias,

    O Pico Itapeva em Pindamonhanga, ao lado de Campos do Jordão, tem 2025 metros de altitude. Do alto dá para avistar as 15 cidades do Vale do Paraíba.

  • Marcelo,

    Procurem pelo pico do machadão, em Paraisópolis, Pedra do baú, em São Bento do Sapucaí. São também mais altos que os últimos da lista.

    • Antonio,

      Booa

      • Henrique Costa Moraes,

        Procurem por Pico do Papagaio que se localiza na cidade de Aiuruoca-MG

  • Thiago Batista,

    Olá,
    Gostaria de ressaltar que em São Fidélis -RJ
    temos a pedra do Desengano situada no Parque Estadual do Desengano com 1761m
    de altitude muito pouco explorado mas com acesso tranquilo ao cume!

    • Luis H. Fritsch,

      Legal, obrigado pela colaboração

  • Danilo Bomfim,

    Está completamente errada a lista

  • Luis,

    Faltou: o morro do chapéu e pico do tira chapeu (se os nomes estiverem corretos) um é o ponto culminante da chapada diamantina na Bahia e aparentemente ultrapassa 2000 metros (na ultima visualização em sites na internet) e o outro o ponto mais alto da serra da bocaina em Sáo Paulo com altitude entre 1800 metros ou passando 2000 metros, confirma por favor se as informações estão corretas ou equivocadas.

  • Goytá,

    MUITOS erros! Primeiro, vocês entenderam errado o texto da Wikipédia sobre o Pico da Neblina. É o Pico da Neblina e não o 31 de Março que está a 687 metros da fronteira venezuelana, porque essa é a distância horizontal entre os dois picos. O 31 de Março está EXATAMENTE na fronteira (ele tem o nome de Pico Phelps na Venezuela, e é o ponto mais alto da Venezuela fora dos Andes). Ou seja, o 31 de Março é dividido entre o Brasil e a Venezuela, enquanto o Pico da Neblina está inteiramente no Brasil (embora por menos de 1 km).

    Depois, a altitude que vocês deram para o Monte Roraima (2734 m) é apenas a maior altitude da parte brasileira da montanha; o cume do Monte Roraima está a 2810 m, mas esse ponto está na Venezuela. O lado guianense também tem vários pontos mais altos. E o resto é apenas uma relação de picos notáveis em suas regiões, mas ficaram muitos mais altos de fora. Quem lê o título espera uma lista ordenada dos 30 mais altos, e não foi isso que vocês puseram aqui. Tenho certeza que do meio para o fim, nenhum deles está entre os 30 mais altos do Brasil, que estão todos em apenas quatro áreas: Serra do Imeri (Neblina/31 de Março), Monte Roraima (que é isolado), Serra do Caparaó e Serra da Mantiqueira. Essas quatro áreas já esgotam a lista dos 30 picos mais altos muito antes de chegar ao mais alto de qualquer outra área (inclusive a Serra do Espinhaço, que domina a maioria dos últimos lugares).

    E por fim, parece que vocês não leram os CTRL+C/CTRL+V que vocês fizeram, porque alguns trechos do texto não fazem o menor sentido sem um contexto. Por exemplo, “o Pico da Carapuça 1.955 metros é o mais próximo” – mais próximo de ONDE? Onde exatamente fica ele? Fiquei sem saber… Pode ser na Bahia, em Minas, no Estado do Rio, como saber? E logo depois, ao falar do Pico da Canjerana, “a partir do Campo de Fora, a trilha vai…” Campo de Fora? Onde é isso? (Este pelo menos logo depois menciona o Caraça e dá para deduzir, mas mesmo assim, quem começa a ler o texto fica pensando: que diabo de Campo de Fora é esse que eles mencionam como se o leitor conhecesse?)

    Vocês fizeram um ótimo trabalho de localização das fotos, algumas delas muito difíceis (por exemplo, eu nunca tinha visto o 31 de Março desse ângulo, que desconfio ter sido fotografado do lado venezuelano). Mas os textos ficaram de amargar, e a escolha das montanhas também foi muito aleatória a partir de certo ponto.

    • Luis H. Fritsch,

      Obrigado pelas dicas, vamos ajeitar! 😉

    • Carlos,

      Faltam muitos como as Duas Irmãs com 2600 m, Pedra Menina com 2064 m, Tesourinho com 2584 m, Pedra Roxa (2649 metros todos na Serra do Caparaó, . Forno Grande com 2052 em Castelo, ES, todos com mais de 2000 metros e a Pedra das Flores em no Parque Est. Pedra Azul ES com 1909 m. Pico do Barbado é o pico mais alto do Nordeste brasileiro e da Bahia com cerca de 2.033 metros, Pico das Almas, com 1.958 metros na BA. Pico do Itobira com 1.970 mts na BA
      E com certeza deve ter mais na Mantiqueira como Pico das Prateleiras (2548m).

  • Lucas Pearson,

    Vocês esqueceram da pedra do baú (1965 metros) em São Bento do Sapucaí em São Paulo

  • Mauricio Puppin,

    Faltou o pico do Forno Grande em Castelo-ES com 2082m.

    • Luis H. Fritsch,

      Obrigado pela sua contribuição

  • Adriane,

    20° 31′ S 41° 06′ W O pico do Forno Grande é o segundo pico mais alto do Espírito Santo, com altitude de 2053 metros. É localizado no município de Castelo no Parque Estadual do Forno Grande.

  • Clélio de Sousa,

    A foto que está no comentário sobre o Pico 31 de Março é sem dúvida alguma uma foto do pico do Cristal- MG.

  • Ronaldo Paixão,

    Mais um erro. Na Serra Fina, o Morro ou Pico, como queiram, do Capim Amarelo é mais alto que muitos que estão nesta lista (2490 m de altitude). O mesmo acontece com o Maciço das Prateleiras, no Parque Nacional Itatiaia (2539 m de altitude).
    No Parque Nacional da serra dos Órgãos, o Morro do Açu (2180 m de altitude) também é bem mais alto que muitos que estão nessa lista, inclusive o Dedo de Deus, que também fica no PARNASO

  • Erica Rosa,

    Olá… estou lendo o texto do site… E reparei que há dois picos sendo o sexto mais alto do Brasil. Nesse parágrafo:
    O Pico das Agulhas Negras, com 2 791,55 metros de altitude, é o ponto culminante do estado do Rio de Janeiro, o quarto ponto mais alto do estado de Minas Gerais, e o sexto mais alto do Brasil.
    De acordo com IBGE o pico das Agulhas Negras seria o quinto mais alto e não o sexto. …

  • Luiz Aragão,

    Olá, apenas uma correção para vocês: a foto acima não é do Pico da Neblina. Acabei de retornar do Pico (de 1º a 22 outubro de 2019) e, como militar do Exército, fui apoiada pelo 5º Pelotão de Fronteira, em Maturacá, último apoio logístico antes de vc se enfiar na selva por 8 dias.
    Da pista de pouso de aeronaves do Pelotão, que fica na área de uma aldeia Yanonami e onde também fica a AYRCA, (Associação Yanonami do Rio Cauburis e Afluentes), esse relevo da foto é facilmente avistado. Ele fica na direção MATURACÁ(pista de pouso) —> SÃO GABRIEL DA CACHOEIRA; inclusive,quando vc decola de Maturacá, passa do lado esquerdo da Serra do Padre (olhando a foto de frente) como é conhecida pelos “napas” (os brancos) ou Pirapucu, pelos índios. Obs.: o Parque Nacional do Pico da Neblina já está aberto para visitação (fomos os últimos a entrar dentro de uma “expedição” oficial); a partir de agora, somente com operadoras credenciadas e com as autorizações da FUNAI, AYRCA e ICMBio.

  • Leila Ferreira,

    Pedra Branca em Pedralva-Mg com 1847 metros.

  • O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Previous reading
    Como lavar sua jaqueta de Gore-Tex®?
    Next reading
    Como viajar gastando pouco ou quase nada!