Girardi Trail Run 3ª Etapa

Cada vez mais pessoas optam por correr fora da estrada, e trocam o asfalto pelas trilhas e montanhas. O famoso Trail Running, modalidade que atrai atletas de todas as categorias, incluindo de elite, teve aumento gigantesco de adesão, que pode ser explicado pelo componente “natureza” e até mesmo algo espiritual, ligado à experiência de correr em trilhas.

Prova disso foi a 3ª Etapa do Girardi Trail Run, que ocorreu no último sábado (dia 12/08/2017), na pequena cidade de Monte Belo do Sul/RS, propriamente dito Capela de Santa Bárbara. O evento contou com cerca de 120 corredores entre as cidades de Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Farroupilha, Porto Alegre, Veranópolis…entre outras. Foram percorridos três trajetos: 6 km, 13 km e 21 km, com aproximadamente 220 m+, 500 m+ e 880 m+, respectivamente, sem tempo limite de duração.

Trail
Girardi Running Store

Trail não implica obrigatoriamente apenas em correr. Trail implica em técnicas de corridas e caminhadas em pisos que podem variar entre a lama, água, pedras soltas, raízes… Implica sempre ser destemido perante os desafiantes desfiladeiros ou as lamacentas e escorregadias margens de cursos de água, onde normalmente se revela difícil manter o corpo na posição ereta.  Aqui, o segredo é deixar o corpo ir, tentando equilibra-lo sem cair, enquanto os pés se precipitam trilha abaixo, firmando o solo apenas por alguns segundos. E quando pensar que finalmente há uns quilômetros de corrida rápida, provavelmente é apenas um pequeno terreno de transição para outra trilha. Para que você entenda melhor o que é o Trail, quando olhar para uma montanha, imagina como seria fazer uma estradinha até o topo com a maior inclinação possível, porque será esse normalmente o trajeto que um “desenhador” de trilhas escolheria.

Sábado em Monte Belo teve de tudo um pouco, trilhas técnicas, trilhas de velocidade, estradões, barro, cachorros, raios, chuva – ou melhor umas gotinhas (risos), subidas fortes e paisagens de tirar o fôlego. No trail as lutas são constantes com tudo. O terreno, a trilha que teima em não nos facilitar a corrida, as cãibras, as dores musculares, os arranhões…e acredite em mim, não há prova ou treino que não termine sem trazer um pouco do percurso marcado no corpo.

O trail é acima de tudo, uma atividade de sofrimento. Quem não estiver preparado para sofrer não se dá bem com o Trail Running! Mas, em meio a esse “sofrimento bom” – se é que me entende. Existe muita camaradagem, pois todos se ajudam, todos se incentivam e todos apoiam todos. Porque todos sentem as mesmas dificuldades!

Trail
Foto: Tomaz Paniz

E depois o que fica são os bons momentos, os que nos fazem sentir grandes, enormes perante os desafios. Aqueles que nos fazem sentir altruístas porque ajudamos um atleta em dificuldades, ou os que nos fazem mais humildes porque nos deram a mão quando mais precisávamos. Os melhores momentos são mesmo os mais humanos, os de deslumbramento perante a força da natureza. E essa força, no trail, somos nós!

Não posso finalizar o texto sem deixar os parabéns à:

  • Girardi Running Store (Daniel Girardi), por acreditarem/incentivarem a galera do Trail;
  • BTR – Bento Trail Runners (Sirlesio Carboni Jr. e equipe), pela camaradagem, escolha dos percursos e acolhida aos corredores;
  • Comunidade de Santa Bárbara, pela acolhida, pelo café da manhã e almoço sensacional; e demais envolvidos na 3ª Etapa do Girardi Trail Run.

Vida longa ao Trail Running!

TrekkingRS:

Comentários

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *