Explore as estradas da Serra Catarinense

Entre as cidades de Bom Jardim da Serra e Lauro Müller, a rodovia SC-390 passa pela Serra do Rio do Rastro, que é um dos cartões-postais de Santa Catarina.

Essa bela estrada está dentro de uma área de preservação ambiental, tem 256 curvas e mais de 8km de extensão, a uma altitude de 1421 metros acima do nível do mar. No ponto de cima da serra há um mirante que proporciona ao visitante uma visão panorâmica, possibilitando vislumbrar a dimensão e as curvas da rodovia. Entre o mirante e o pé da serra são 705 metros de altura.

O mirante do topo da serra é parada obrigatória para quem quer se encantar com a vista dessa serra maravilhosa. No local há placas indicando que não se deve ultrapassar o muro para evitar acidentes como quedas do penhasco. Embora algumas pessoas subam no muro para ter uma vista melhor e efetuar registros fotográficos, isso não é indicado, pois uma vertigem pode ter consequências  desastrosas.

Serra Catarinense

Ao descer pela rodovia há vários outros mirantes que também proporcionam uma visão espetacular da bela paisagem; Tanto as paradas, como o próprio percurso devem ser feitos com cautela, devido ao fluxo dos veículos e curvas bem fechadas.

Serra Catarinense

No trajeto, além da vista deslumbrante, pode-se apreciar a cascata da Serra do Rio do Rastro, bem como uma fauna diversificada, sendo possível ver macacos, quatis, tamanduás, vacas e tatus. Vale destacar que no mirante do topo encontramos dois tamanduás bem sociáveis, porém não se deve alimentá-los pois são animais silvestres.

Serra Catarinense

Caso você queira conhecer outra estrada incrivelmente, recomendamos visitar a cidade de Urubici/SC, percorra a rodovia localizada há cerca de 85 quilômetros da Serra do Rio do Rastro/SC. Vá pela rodovia SC-390 por 68,2 quilômetros, passando pela cidade de Bom Jardim da Serra, no trevo onde indica para Urubici/SC dobre a direita e siga por mais 45,1 quilômetros até Urubici.

Na cidade de Urubici, há cerca de 30 quilômetros do centro da cidade, encontra-se a Serra do Corvo Branco. Pela Serra do Corvo Branco passa a SC-370 que liga os municípios de Urubici e Grão-Pará. A altitude é de 805 metros.

Como chegar:

Saindo do centro de Urubici percorre-se por estrada asfaltada, porém em determinado ponto segue por estrada de terra bastante esburacada e com pedras pontiagudas, fazendo com que se ande a uma velocidade reduzida e com cuidado.

Já no início da serra a vista recompensa os desafios enfrentados para chegar até ali. A rodovia foi construída com um corte na rocha arenítica. Logo na primeira descida já foi possível visualizar um deslizamento de pedra.

Serra Catarinense

Todo o trajeto da rodovia está em precárias condições, com inúmeros buracos, devido a desgastes ocorridos pelo tempo e uso. As curvas são bem fechadas e sinuosas, e em determinados pontos a estrada é bem estreita e as barras de proteção já estão danificadas, o que requer muita atenção e cautela por parte dos motoristas. Não é aconselhável transitar pela rodovia à noite ou em dias de chuva, fatores que podem tornar o percurso mais perigoso.

Há locais em que é possível estacionar o carro para apreciar a paisagem que impressiona  pela beleza e altura dessa serra. Os paredões encantam e dão um detalhe diferenciado à rodovia.

Serra Catarinense

Serra Catarinense

Percorremos a rodovia até determinado ponto onde foi possível fazer o retorno e subir pela mesma serra para seguir ao próximo destino da nossa viagem.

Tanto a Serra do Rio do Rastro como a Serra do Corvo Branco são de tirar o fôlego pela sua magnitude e valem uma visita de quem estiver em suas proximidades.

Momento contemplação

Além dessas serras maravilhosas, na cidade de Urubici/SC você encontra diversos outros atrativos naturais incríveis para aventurar-se! Trilhe os caminhos da Cachoeira da Neve e das Araucárias, combata seu medo de altura na tirolesa de mais de 100 metros de altura na Cascata do Avencal, encantar-se com o pôr do sol no Morro do Campestre.

Explore, viva e aventure-se pela região sul do Brasil.

TrekkingRS:

Comentários

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *