Dicas para fazer seu dinheiro render em Cusco e Machu Picchu

Como em todo lugar que visitamos, é sempre bom estar atento aos valores das coisas que vamos comprar, e Cusco não é diferente. Segue abaixo algumas dicas bem bacanas que vai te fazer economizar uma boa grana para investir em muito mais coisas bacanas não só em Cusco, mas em todas as cidades lindas do Peru! Quer fazer sua grana render nessa cidade encantadora e cheia dos produtos maravilhosos?! Então veja algumas dicas para se dar bem!

Dicas para fazer seu dinheiro render
Loja em Cusco com milhões de Souvenires

1º Se você gostou de um produto, não compre de primeira – Anote o endereço, ou pegue a referencia da loja que tem o produto, só por precaução de caso você não achar o produto depois de uma boa caminhada, o que é praticamente impossível. Larga de preguiça, coloque essas pernas pra andar (pra já ir treinando para Machu Picchu), memorize ou anote os preços que encontrar, pois é praticamente inevitável não achar algo idêntico na próxima loja! Os  peruanos tem um feeling danado pra turistas e são espertos quanto a concorrência, então certamente você vai encontrar o que gostou em vários lugares, e por preços variados.

Dicas para fazer seu dinheiro render
Há várias opções de presente na cidade

2º Pechinche, Pechinche e Pechinche – Se tem uma dica que é garantida funcionar pra ter aquele descontinho é pechinchar, em quase todos os lugares que fomos tivemos a impressão de que os valores iniciais não eram de fato os valores dos produtos… Mas é claro que se colasse de primeiro, eles não ofereciam o desconto! Rsrs … Muitas vezes nós diziamos: –“No, no , muy caro” ( Não, não, muito caro), e virávamos as costas, e rapidamente eles faziam uma contra proposta e mudavam de ideia do valor inicial… haha, era bem assim… O segredo lá é pechinchar pelo menos umas 3 vezes no mínimo, e ter argumentos que encontrou mais em conta com a mesma qualidade tal produto ou serviço. Chore mesmo, põem esse talento brasileiro pra negociar, que você vai economizar uma boa grana.

Dicas para fazer seu dinheiro render
É comum ver artesãos criando ao ar livre. Mas não pense que seus artesanatos custam pouco. Vale a tentativa de pechinchar.

3º Se tiver que comer fora, saiba escolher o restaurante – Cusco é uma cidade de culinária muito rica, você encontra uma variedade de alimentos maravilhosos e saborosos, mas nem por isto precisa gastar muito para comer bem! Claro que se você quer passar um dia comendo num restaurante finíssimo vale muito a pena. Mas não vá gastar toda grana! Você pode economizar pra ter experiências em lugares magníficos e comer bem mesmo assim. Existe lugares no centro de Cusco (sim, não é preciso se acabar de andar pra encontrar estes lugares) que você come muito bem com muito pouco! Com direito em muitas vezes a Prato de entrada que geralmente é  sopa,  petiscos peruanos (nachos) ou batatas fritas + Prato principal que pode ser salada, arroz, frango ou carne, batata, molhinho temperado ou ainda macarronada, e pra completar você ganha a bebida  que também é a escolha,  podendo ser refrigerante ou o famoso pisco! E isto tudo por em média 8 a 12 reais. Dependendo do lugar e da quantidade de comida que vem e que você come, você ainda consegue até dividir o prato com alguém, caso não esteja fazendo a viagem sozinho. Já pensou?! Ahh e pizza lá você encontra muito barato também! É uma das opções que você come bem e é deliciosamente gratificante!

Dicas para fazer seu dinheiro render
Jantar maravilhoso pagando pouco na Rua Procuradores em Cusco.

4º Acampe, Fique em quartos compartilhados, Couchsurfing ou Wwoofs  – Neste tópico disponibilizamos quatro opções que você poderá escolher conforme seu objetivo e vibe! Tá afim de curtir o país e ficar confortáveleconomizar? Então que tal ficar num hostel?! Você pode ficar em quarto privado o que será bem mais em conta que um hotel no centro de Cusco, ou se quer economizar mais ainda e não se importa, pode dividir um quarto com uma galera e ainda fazer amizades, quartos compartilhados são ótimos por isto, você conhece gente bacana e ainda segura uma graninha! Se você já tem equipamentos para acampar, vale a pena dar uma busca em lugares na internet pra isto, afinal, você só vai precisar gastar praticamente com comida, ou se optar por um camping o custo será certamente bem mais em conta que um hostel. Couchsurfing é um site onde você encontra várias pessoas que oferecem lugar pra você ficar gratuitamente, as vezes é um quarto, ou um quarto compartilhado, dependendo das condições, lá você pode combinar diretamente com a pessoa, o dia certinho que pretende ir e quanto tempo quer ficar. No próprio site você pode conhecer um pouquinho sobre a pessoa: quem ela já recebeu e a reputação dela. O que não quer dizer que todo mundo lá tem boas intenções. Por isso é preciso pesquisar muito bem! Quando for dar uma olhada dê preferência pelas pessoas que tem muitas indicações positivas e que fazem sempre isto pra não cair numa furada. E como toda casa tem leis, é preciso respeitar algumas regras, leia atentamente as condições que a pessoa exige e não vá fazer feio, afinal você é um convidado, e não vai precisar pagar nada por isto. As estadias nas casas dessas pessoas não incluem alimentação, mas geralmente algumas fazem um “almocinho” ou uma social para te conhecer melhor, afinal você ta vindo de fora, e assim como quer conhecer o país dela, ela quer conhecer o seu e o que te levou a essa aventura. Este é um meio de fazer uma bela amizade na sua viagem e ainda receber dicas bacanas de lugares que você pode visitar! Wwoof é um outro site, que conecta pessoas que querem viajar, mas ao invés de pessoas, são organizações nacionais com o objetivo bacanérrimo de ter sua ajuda com trabalhos voluntários. Neste programa você oferece seu trabalho em troca de estadia, é como se pagasse sua estadia ali, mas assim como o Couchsurfing, você precisa ler tudo direitinho e se informar sobre o tipo de trabalho, carga horária, lugares que tem essas organizações e se estão disponíveis a recebê-lo. Assim antes de ir você combina as condições e já vai ciente das suas obrigações. É uma ótima oportunidade de conhecer mais sobre as pessoas, trabalho, condições econômicas, e ainda aprender a valorizar a cultura do país!

dsc00141
Dicas para fazer seu dinheiro render

5º Faça cambio consciente – Este é um dos tópicos que você mais deve ficar atento! Nós aconselhamos trocar o dinheiro sempre com antecedência da época de alta temporada de viajar (aquela famosa pesquisa diária no jornal pra ver quando o dólar está baixo e valendo a pena), então se você está planejando viajar, faça isso! Caso por algum motivo, não foi possível você fazer um planejamento, já está em Cusco e precisa trocar seu dinheiro (seja ele em dólar pra soles, ou real pra soles), é preciso tomar cuidado pra não cair no velho truque do dinheiro falso. Vá em casas de câmbio e pesquise o preço! E quando digo: pesquise, é pra não parar na terceira casa de câmbio. Lá as coisas são muito negociáveis e até na hora de trocar seu dinheiro é possível pechinchar. Portanto pesquise em várias casas de câmbio e use o mesmo método dos produtos, anote a referência do endereço e preço que conseguiu negociando, para somente depois selecionar o lugar que vai trocar o seu dinheiro. NUNCA, JAMAIS, troque seu dinheiro com pessoas que não conhece, mesmo que a oferta seja tentadora (nunca sabemos quem tem boas ou más intenções, você não vai querer pegar um bolo de dinheiro falso e passar perrengue por alguns centavos a menos)… Previna-se sempre, utilize lugares legalizados!

Dicas para fazer seu dinheiro render
Moeda peruana: soles

6º Opte por táxi – Não imaginou que ia ter um tópico deste? Pois é! Precisa dar um pulo rápido em algum lugar e além de grana quer poupar tempo, então aproveite, os táxis. No Peru não há taxímetro e o valor da corrida é acertado com o motorista antes de entrar no carro, portanto fique esperto , como em qualquer lugar do mundo, aproveite seu dom de negociante, uma choradinha aqui e outra ali, o famosos arredondamento de soles (moeda local). As tarifas são bem mais em conta do que a do nosso país, portanto pra quem está acostumado a pagar 20 a 25 reais de uma quadra a outra, em Cusco é possível pagar bem menos que a metade, em torno de 5,00 a 10,00 reais para lugares próximos. Além de agilizar alguns momentos da sua viagem, é bem divertido até pra ver como o hábito deles dirigirem nas vielas estreitas da cidade. Mas não os subestimem! Os taxistas são muito ágeis e habilidosos e não desperdiçam o tempo da profissão.

Dicas para fazer seu dinheiro render
Um dos graciosos modelos de Táxis que se pode encontrar no Peru

7º Escolha o Boleto Turístico de Cusco – Você vai comprar um. Não importa se quer economizar ou não. Este é um dos valores que vai valer a pena você investir. O boleto te da direito a 16 atrações turísticas na cidade de Cusco, e nas proximidades. Cada vez que você visita um dos lugares, eles fazem um furinho indicando que você esteve no local. Na parte da frente, ele indica os lugares cuja entrada já está paga. No verso, possui indicações dos horários de abertura e fechamento de cada lugar. No mapa é possível ver indicado onde estão os museus da cidade aos quais o boleto dá direito de entrada gratuita. É um dos valores que você vai pagar que vale muito apena, afinal é cerca de R$130 reais o boleto por 16 passeio. Ou seja, menos de 10 reais por passeio!

Dicas para fazer seu dinheiro render
Boleto Turístico de Cusco. Uma ótima aquisição para ver as inúmeras atrações da cidade.

8º Você não precisa dormir em Machu Picchu para conhecer Machu Picchu! – É isso aí! Se você tem que economizar sua grana para o próximo país, mas não quer deixar passar nenhum detalhe da cidade Inca mais exuberante, pode ficar despreocupado que não é necessário se sujeitar as luxuosidades muitas vezes exorbitantes que Águas Calientes possui para hospedagem. Nossa sugestão é: pernoite em Ollantaytambo! E agende sua passagem de trem para o horário mais cedo que tiver que vai sair da cidade. Nós por exemplo: pegamos o trem as 05:30 (cá entre nós, vale a pena se dedicar um dia pelo menos da sua viagem para ver a neblina em outro país e principalmente muito agradável para se viajar de trem). Pegou o trem cedinho?!… Ahhh então ótimo! Agora é só relaxar com a vista maravilhosa que se tem até chegar a Águas Calientes (2 horas +/- de viagem)… Ao chegar em Águas Calientes você vai reparar que a cidade é totalmente voltada pro comércio (óbvio né, afinal fica a 45 minutinhos para Machu Picchu), então se quer comprar souvenirs, não vá gastar toda grana lá, há muitos lugares em Cusco que você encontra os mesmos agrados de viagens por menos da metade do preço até… Aproveite mais pra conhecer a cidade, as belezas naturais, até porque sua bagagem deve ser a menor possível pra quando for subir pra Machu Picchu. Você vai ter em média cerca de 9h pra conhecer Machu Picchu até a hora de regresso do próximo trem, e acredite apesar de estonteantemente enorme é possível ir até Huayna Picchu e voltar com essas horas! Então se o lema é economizar para  a próxima viagem, você vai conseguir fazer uma economia e tanto partindo de Ollantaytambo para Águas Calientes, até então subir pra Machu Picchu!

Dicas para fazer seu dinheiro render
Vista do maravilhoso vilarejo de Ollantaytambo. É como estar submerso em montanhas.

9º É estudante?! Se deu bem! – A carteirinha de estudante internacional ISIC dá desconto em muitos passeios, como no caso do Vale Sagrado de Cusco, no Peru. Aconselhamos a sempre andar com a carteirinha, uma cópia do histórico escolar e uma foto 3×4, pois para uso de certos descontos é preciso preencher formulários e comprovar sua atividade. Se você não quer andar com os papéis, pode deixar anexado no seu e-mail, assim quando precisar é só acessar e gastar alguns centavos para imprimir. Para quem não tem privilégios de estudante, vale recorrer ao fato de ser sul-americano. Sim, ser brasileiro, por si só, pode reduzir o preço do passeio. Pergunte sempre.

Dicas para fazer seu dinheiro render
Carteira Internacional do Estudante (ISIC – Exemplo)

10º Pesquise a melhor opção de trem para ir a Machu Picchu – Sua passagem de trem pode ter variantes conforme horários e dias de semana. Se o intuito é economizar ir a Machu Picchu nos dias de semana podem valer mais a pena do que nos finais de semana, sem contar que há menos contingente de pessoas que optam por estes dias, tornando o passeio as vezes mais agradável. Há também variações de preços com as duas empresas responsáveis pelo transporte: Peru Rail e Inca Rail. Pesquise a melhor opção de horário, diaspreços, prepare a mochila e manda vê no seu passeio!

Dicas para fazer seu dinheiro render
Trem esperando pelos passageiros. E nós ansiosos para embarcar nessa viagem.
Dicas para fazer seu dinheiro render
Nós, cedo da matina, no trem partindo para Águas Calientes.
Texto e fotos: Jumpers

1 Comment

  • Juvenal - Viagens Machu Picchu,

    Para as pessoas que estão percorrendo a Trilha Inca e Trilha Salkantay levem um cantil ou até mesmo garrafa pet, pois é de extrema importância estar hidratado durante toda a viagem, seja na trilha Inca ou na Salkantay. Em alguns trechos há pequenos riachos onde você pode encher seu recipiente; portanto leve também um purificador de água (líquido ou em pastilhas – do tipo Hidrosteril). Isso não faz volume, não custa caro, não pesa e pode evitar uma diarréia!
    Durante a noite geralmente é frio, ainda mais na época das geadas, que é muito frio próximo aos nevados, registrando temperaturas abaixo de 0, sendo assim é importante ter um saco de dormir. Se você não quiser levá-lo (por causa do peso e volume), pode contratar com a sua agência ou operadora por que normalmente já costumam alugá-los, dá pra pechinchar pedindo para incluir no que você vai pagar. Eu levaria o meu, acho uma coisa meio pessoal – risos. Dificilmente você vai conseguir alugar um de “primeira mão”. Boa Viagem!!

  • O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Previous reading
    Isolante térmico
    Next reading
    Calça Viedma Feminina – Conquista