Patos do Sul

Quando deparo com conceito de aprendizado, a memória me remete a 12 de maio de 2017. Naquela noite de sexta-feira fria, típica do inverno da serra gaúcha, ministrei meu primeiro workshop sobre a Curtlo BR na loja Patos do Sul. Foi um rito de passagem, um angustiante e prazeroso teste de maturidade.

Jovenzinha, semblante de moleca e extremamente tímida, enfrentei uma sala com cerca de 20 aventureiros. Creio que pelo menos 90% dos participantes eram mais velhos que eu. Todos, de certa forma, desconfiados da palestrante.

Patos do Sul

Na verdade, tinha acabado de entrar no time de Embaixadores/Atletas Curtlo BR. No entanto, já utilizava os produtos da marca a anos, participara de diversas provas e treinos de ciclismo e corrida sempre com algum item da Curtlo.

Aceitei o convite da Helen e do Darci, proprietários da loja Patos do Sul e meus apoiadores há anos, para ministrar o workshop. Tomavam-me naquela estreia precoce certa apreensão e ansiedade. Perguntava-me se seria capaz de transmitir meus conhecimentos aos participantes. Ao final daquela primeira lição, contudo, notei aliviada que os aventureiros haviam assimilado minhas dicas. Descobri em mim talentos latentes, habilidades de comunicação nunca imaginadas.

No caminho para a casa da Helen e do Darci, rememorava meu debute como palestrante, avaliava minha performance e a considerei satisfatória.

Percebi que ensinar era o atalho para aprender, fosse na preparação do Workshop ou no exercício mental para responder aos questionamentos do pessoal.

Enquanto Helen preparava o jantar, eu e Darci conversávamos sobre o meu Workshop. – Gostei muito de uma coisa que tu disseste lá na loja “Participo das provas para superar a mim mesma e não aos outros!”, tenha isso como regra!

Helen ao ouvir a frase acrescentou: – Insira isso não só no esporte, mas na tua vida!

Eu estava – como de costume – tímida e um pouco receosa em estar “invadindo” o lar do casal (mesmo o conhecendo há anos).

Assim que Helen serviu o jantar, resolvi fazer a pergunta que desenrolou uma sequência de histórias, lembranças, emoções, lições…

– Como surgiu a Patos do Sul?

– […] viajamos para o Atacama e gastamos horrores em telefonia celular para dar notícias aos parentes. Então quando resolvemos viajar para a Patagônia (seria um mês de viagem), o Darci teve a ideia de fazermos um blog, onde colocaríamos fotos e iríamos contando como estava indo a viagem. Na hora de escolher o nome do blog, veio à tona uma brincadeira que fazíamos entre nós, quando entravamos na Land Rover, na sexta à tardinha, o Darci me perguntava: “Pra onde os patos vão voar?”, numa referência aos Duck Tales – Caçadores de Aventuras. Era uma brincadeira boba entre nós. Aí o blog virou Patos do Sul!

Após algum tempo, já com a lojinha de aventura acabando de nascer, Helen e Darci foram num evento da Ekonova de Mountain Bike e caminhada na Linha Brasil, interior de Nova Petrópolis e levaram um gazebo e alguns produtos para vender. Como etiquetas, usaram uns cartões bem artesanais do blog.

Patos do Sul

– Depois quando chegávamos a outros eventos, o pessoal dizia: ‘Os Patos do Sul estão ali!’ ou ‘Tem lojinha dos Patos do Sul!’ e, por uma inercia ou simpatia pelo nome, acabou pegando! comentou o casal.

Os primeiros produtos comercializados na loja foram roupas de ciclismo e segundas pele da Curtlo e botas nômade. À cerca de oito anos no mercado, a Patos do Sul só trabalha com marcas conceituadas de esportes outdoors como: Curtlo BR, Solo, Salomon, entre outras; e possui uma equipe especializada no bom atendimento.

– Quando atendemos um cliente, ele é o foco! Esqueço qualquer “distração” ao redor e a concentração vai toda para entender o que ele precisa. Nem sempre o que ele precisa tem que ser a opção mais cara. No ramo da aventura os equipamentos devem ser escolhidos pela função e qualidade e só trabalhamos com marcas confiáveis, como a Curtlo.

– Aprendemos muito com os clientes e não escondemos isso deles! Adoro ouvir as histórias das andanças, superações e, se eu não souber como ajuda-los, vou atrás de respostas.

Após me contarem toda a história do surgimento da Patos do Sul, Helen e Darci conquistaram (ainda mais) a minha admiração e respeito, porque conseguiam manter-se cada dia mais unidos e apaixonados. Gostavam das mesmas coisas: simplicidade, mato, paz e desafios.

Patos do Sul

Conheceram juntos diversos locais do Rio Grande do Sul, mas adoravam a região de Ausentes e os Cânions. A praia deserta entre o Cassino e o Chuí era visitada quase que anualmente pelo casal. Fora do Brasil a Argentina era uma preferência.

Patos do Sul
Uma das fotos mais antigas do casal, Ausentes no ano de 1999.
Patos do Sul
Darci no Cânion Montenegro com os filhos Dolph e Daycce em 2007.
Patos do Sul
Praia Deserta entre o Cassino e o Chuí em 2011.
Patos do Sul
Aconcágua na Argentina em 2009.

Dentre todas as viagens a melhor aventura escolhida pelo casal, foi a Patagônia.

– […] por dois motivos: a paisagem e a superação em ter que consertar a Land quebrada em Puerto Natales, muito, muito longe de tudo! A união que criamos no foco em solucionar o problema, sem boicotar ou se irritar com o outro, essa sim, representou o grande saldo da viagem! – relembra o casal.

Patos do Sul
Torres Del Paine em 2010.

Era fascinante ouvi-los, relatando em detalhes todas as emoções e lições enfrentadas durante as aventuras.

– As viagens nos ensinaram tolerância, renuncia e que a “Felicidade só é real se for compartilhada”. Aproprio-me da frase do Cris McCandless, pois não acho palavras melhores para dizer isso. comentou Helen, emocionada.

Patos do Sul

As viagens eram tão importantes, que eles mediam o casamento em quilômetros rodados juntos ao invés dos anos. Foram quase 20 anos juntos, um tempo de aprendizado, paixão, fidelidade, amor. Um amor que hoje, transformou-se no mais lindo sentimento de carinho e respeito que Helen pode sentir.

Patos do Sul

Em novembro de 2017 o aventureiro Darci foi desbravar outros locais…

“Pra onde esse Pato foi voar? Seja onde for, foi levar muita alegria e, já deve estar comandando por lá! Ele deixa muita saudade e um aperto fundo no peito que, com o passar do tempo, esperamos que se transforme numa melancolia bonita. Foi cedo, muito cedo embora. Mas esse sempre foi o jeitão dele mesmo, sempre mandão e teimoso…

Nos deixou o conforto de salvar algumas vidas com sua doação de órgãos. É um alento saber que continua vivo nesse gesto. De nossa parte, seguiremos ainda mais unidos, inclusive com a amigona Nova, que tanta alegria lhe deu…Deve ser bom ser amado assim, né Darci?”

Patos do Sul
Darci e Nova no Passo do S em 2016

O Darci nos deixou com uma saudade que espreme o peito, mas também lembranças que vão nos consolar e fortalecer. Ele viveu intensamente, não acreditava em meias medidas, meias palavras, não amava mais ou menos…ele foi grande demais!

Liberfly – Mediando Soluções

A Liberfly tem como objetivo facilitar aos clientes de linhas aéreas que porventura tenham problemas em todo o processo de viagem, oferecendo uma forma simples e descomplicada para receber reembolsos e indenizações por serviços mal prestados, visando primeiramente a conciliação e mediação para a resolução do problema.

Através de um serviço novo, rápido e fácil, a empresa almeja ser a referência nacional em resolução de conflitos entre clientes e companhias aéreas.
No próprio site da empresa: www.liberfly.com.br o cliente poderá realizar a sua reclamação, tudo isso em menos de três minutos. Confira!

LiberFly – Mediando Soluções

Você conhece alguém que já teve problemas com companhias aéreas?Marque seu amigo nos comentários ou nos envie uma mensagem!Teremos o maior prazer em atendê-los!www.liberfly.com.br

Posted by LiberFly on Thursday, February 2, 2017

Liberfly - Mediando Soluções

 

E-mail: contato@liberfly.com.br

Redes sociais:

Instagram:@LiberFlyBR
Facebook: LiberFlyBR

Jumpers – Um Blog de Viagens

Jumpers

Antes de mais nada, somos sonhadores, viajantes itinerantes deste imenso mundo, temos o mesmo anseio instintivo que se encontra pulsante dentro de você naqueles momentos em que considera “insano”.

Acreditamos que viemos ao mundo para poder desfrutar dele o que há de melhor e não apenas servir as invenções humanas tidas como culturalmente únicas para uma vida feliz. Cada pedacinho de cada continente, de cada viela, cada cicadela, cada lugar inabitável vamos utilizar para despertar em você o mesmo desejo que nos contagia: VIVER!.

Somos desbravadores do universo, somos saltadores de obstáculos, somos JUMPERS.

Jumpers

Hey pessoal, eu sou Cibele Caroline, sou sonhadora no Universo, faço parte dos 10% da população que tem coragem de ser inconsequente.
Amo estudar filosofia, história antiga e psicologia por conta própria, sou apaixonada por animais , principalmente felinos. A natureza me fascina. A água , nosso bem maior, transparente, me hipnotiza. O barulho de chuva me acalma. Gosto de ouvir música alta, dançar no meio da rua ou no cinema, ver filmes antigos e me sentir neles. Tempo nublado me anima, ler e cheiro de livros antigos são meus vícios. Museus, pinturas e surrealismo são minhas preferencias artísticas.
Já trabalhei em 2 lugares que tinham pessoas muito queridas convivendo e por este motivo me mantive por muito tempo e criei elos de amizade que mantenho até hoje.
Depois deste episódio, tive uma experiencia com 4 trampos, daqueles que você recebe bem pra caramba, com metas altíssimas, rodeado de mentiras e táticas para se dar bem sozinho e tirar uma bolada. Porém que muitas vezes se vê prejudicando seus parceiros de trabalho ou as pessoas que você mal conhece roubando seus tempos, sua atenção, seu conhecimento, para induzi-las a fazer parte de determinado serviço ou adquirir um bem que não precisam ou que certamente encontrariam muito mais em conta em outro lugar e que as atenderiam tão bem quanto os que você é obrigado a oferecer por lealdade a seu cargo (e hipocritamente, não a seus valores).
Devido a eu ter tido um curso que me ensinava técnicas persuasivas , tinha o mérito de ganhar muito bem apesar de nunca ter me sentido confortável com o tipo de vida que eu idealizava e desejava prestar pra mim e pra outras pessoas.
Diante deste dilema resolvi me aventurar e ir em busca de inovar, quitei minhas contas e fiz minha primeira viagem pra um lugar totalmente diferente da minha realidade, Peru, Cusco, Machu Picchu, aí fui eu…. Resumindo: a experiencia foi incrível, inexplicável e eu senti na pele o que eu realmente queria: ser uma intrusa dos paraísos que existem no mundo e despertar esta mesma curiosidade nas pessoas, mostrar pra elas o que realmente vale a pena desfrutar, enquanto se há tempo!
Depois desta experiência eu estava decidida, quitei minhas contas… e larguei o meu emprego. Arranjei mais 3 trabalhos em que a filosofia de instrução de funcionários não condiziam com os valores que desde minha viagem coloquei como princípio e desejava preservar… Resultado: me demiti seguidamente dos 3 empregos que tinha entrado consecutivamente, não tive medo de inclusive destacar meus motivos e ser verdadeira com as justificativas e incompatibilidades, desonestidades e abusos…
Eu estava decidida: queria VIVER e provocar este mesmo DESEJO DE VIVER nas pessoas, nem que eu tivesse que ser o instrumento que vivesse os erros e acertos disto para poder recomendar os caminhos.

Nunca vi ninguém sem determinação chegar em lugar nenhum…
E é isso que que nós da Trip Jumper queremos despertar em você!
Nós podemos.

Atualmente, trabalho em casa, eu e o Lu fazemos freelances e estamos iniciando nosso projeto de ser nômades digitais e incentivar comportamentos como estes!
Passamos perrengues como qualquer um que começa a ir atrás do seu sonho, e ouvimos muito as famosas frases: “isto é impossível”, “é só um sonho”, “tentem isto quando estiverem estabilizados”, “como vocês vão conseguir?!”

E só tenho a dizer:
“Impossível pra mim é querer apenas existir, num mundo cheio de encantos para se viver”.

A maioria das pessoas que ainda se teve a possibilidade de ouvir seus arrependimentos no leito de morte, destacam que: “queriam ter tido mais tempo, e queriam ter vivido mais”…

Resta dúvida? …

Desejo profundamente que você seja um Jumper e não arranje desculpas, salte por cada pensamento negativo que te impossibilitar de fazer algo e que ainda conte sua história pra gente. Vai ser maior orgulho saber que nossa existência está fazendo A DIFERENÇA.

Jumpers

Meu nome é Lucas Rafael Feijó, apaixonado pela vida, sonhador do mundo, viajante  insaciável, que busca conhecer o novo, vivenciar o diferente, em busca de novidades diárias. Sou Designer Gráfico por paixão, por profissão, amante da Fotografia e das Artes, busco nelas inspiração para meu dia-a-dia. Inquieto, não gosto de estar em um lugar só, fixo, sem movimentação, sem novos planos. Hoje sou designer freelancer, em busca de qualidade de vida, em busca de tempo para realizar meus sonhos, sempre com uma bela trilha sonora para acompanhar. Amanhã…amanhã posso ser o que eu desejar ser, sem regras, sem medo. Quem sabe posso estar em algum lugar do qual nunca pensei que estaria, amanhã, quem sabe…

Site: tripjumpers.com.br

Facebook: Jumpers

Relatos escritos: 

Fui Acampar

Fui Acampar

Site referencial em Campismo no Brasil. Cadastro de campings, reviews de equipamentos e artigos com conteúdo sobre campismo.

Missão:

Nosso objetivo é estimular o movimento campista fornecendo informações confiáveis e incentivar a descoberta de novos destinos em contato sustentável com a natureza.

E-mail: contato@fuiacampar.com.br

Site: www.fuiacampar.com.br

Proprietária: Luiza Campello

320394_10151207561281096_1529792095_n

Trekking POA Aventura

Trekking POA Aventura

Um pouco de nossa história, iniciada em meados de 2013:

Somos um grupo de amigos e colegas do curso de geografia da PUCRS e da UFRGS, que desde sempre teve interesse em atividades junto a natureza, neste cenário um dia resolvemos trazer mais pessoas e mais amigos para viajar e fazer aventuras, com o estilo de nossas saídas de campo do curso, com muita reflexão, contemplação da natureza, brincadeiras, debates, troca de ideias e experiências, o grupo cresceu agregando a cada destino novas amizades e parcerias muito animadas em curtir a vida e conhecer novos destinos no pedal ou na pernada sempre com muita positividade e parceria.

Facebook: Trekking POA

Informações e reservas:
Marcelo Santos
51 – 8484 6244 (Oi)
marcelo.trekkingpoa@outlook.com

Proprietário: Marcelo Santos

1381593_10201653372689208_1285036323_n

Equipe Akatu – Sempre boa para um mundo melhor

Equipe AKATU

Buscamos a essência do nome “AKATU” que vem do tupi e significa, ao mesmo tempo, “semente boa” e “mundo melhor”. Juntamos os seus significados e  colocamos esse pensamento em todas as nossas atividade, com atitudes integras e verdadeira, buscando “semear” a idéia de que um mundo melhor vai nascer das sementes, boas que plantarmos o que identifica a nossa Missão: Semente boa Para um mundo melhor.

A corrida de aventura é uma das nossa paixões, assim como outras atividades esportivas e em meio a natureza, são nossos Objetivos: Participação de eventos esportivos e, corridas de aventuras, divulgação da equipe, apoiadores e patrocinadores, organização e promoção de eventos.

Contato: 

Site: www.equipeakatu.com

Membros da equipe:

Vicente Lima (Atleta)

gervasio-simionato-51

Facebook:Vicente Lima

(54) 9112 5851 (Claro)

(54 8155 9545 (TIM)

Gabriela Munaro Simionato (Atleta)

gervasio-simionato-50

 

Facebook: Gabriela Munaro Simionato

(54) 9174 2915 (Claro)

(54) 8155 9534 (TIM)

Luiz Antônio de Lima (Apoio)

luiz-2

Calendário de Aventura 2017 :

Fevereiro

19/02 – Caminhada Salto Escondido

Março

19/03 – Caminhada 8 Cachoeiras

Abril

09/04 – Caminhada Nova Pádua

27 a 30/04 – Rally Argentina

Maio

21/05 – Caminhada 3ª Légua

Junho

11/06 – Caminhada Fortaleza

16 a 18/06 Expedição Inverno

Julho

16/07 – Caminhada Criúva

Agosto

20/08 – Caminhada Cadeinha

Para maiores informações clique aqui.