Vivência Outdoor – 3ª edição – Floripa.

No último feriadão do Dia das Crianças, 12, 13 e 14 de outubro, tive o privilégio de participar do Vivência Outdoor e vou contar aqui, tudo que aconteceu nessa terceira edição  que rolou em Florianópolis. Foi sem dúvidas um grande encontro dos amantes e entusiastas das práticas de atividades outdoor e esportes de aventura.

Vivência Outdoor
foto: @luangesteira

Ano após ano, o Vivência Outdoor vem crescendo e se consolidando no calendário nacional de eventos relacionados aos esportes de aventura e atividades outdoor. Sempre com uma programação rica e diversificada, atrai cada vez mais gente que pensa e transpira aventura, quer seja como atividades de trabalho, lazer e/ou esportiva. O evento em si, é uma oportunidade ímpar de adquirir e ampliar conhecimento sobre diversas práticas, escutar histórias de grandes aventuras, descobrir novos roteiros e o mais importante: fazer novas amizades e multiplicar a rede de contatos com pessoas que encaram com seriedade e entusiasmo o cenário outdoor nacional.

Vivência Outdoor
foto: @luangesteira

Nesta terceira edição, a programação cheia e diversificada foi realmente muito interessante e divertida. Foram mais de uma dezena de atividades entre palestras, relatos, oficinas e uma sessão exclusiva de cinema outdoor sensacional. Entre uma coisa e outra, aquela pausa estratégica para um café e um bate papo com os participantes, sempre num clima descontraído. Em outras palavras, foi uma overdose, no bom sentido, de informação, conhecimento e diversão para aqueles que amam o universo das atividades outdoor.

Vivência Outdoor
foto: @luangesteira

Entre todas as atividades, que sem exceção foram muito boas, gostaria de destacar aquelas que eu mais gostei:

 – Caminho a Dois, mais de 4.000 km trilhados pela Pacific Crest Trail – Por: Bia Carvalho e Edinho Ramo.

– Caminho da Mata Atlântica, trilha de longo curso no Brasil – Por: Ivo Leonardo Schmitz

– Navegação Outdoor com GPS: Do Básico ao Avançado – Por: Renan Cavichi e Mario Nery

– Higiene Outdoor de Mínimo Impacto – Por: Ana Vivian e André Costa (Pedarilhos)

– Sete Cumes: Denali, o desafio no Alasca – Por: Hélio Fenrich

E não parou por aí, não. Toda a logística destes três dias de imersão foi muito boa. Para repor as energias e as calorias da galera, um excelente bufê com todas as refeições foi preparado com todo cuidado e muito bem organizado, com direito a uma noite de rodízio de pizzas e uma noite das massas. Chopp e cerveja artesanal também não faltaram para os paladares mais exigentes.

Vivência Outdoor
foto: @luangesteira

E como não poderia deixar de ser, para garantir o descanso da tribo outdoor reunida, uma aldeia de barracas NTK foi organizada no campo de futebol da Fazenda Três Meninas com o apoio logístico da Nautika.

Vivência Outdoor
foto: @luangesteira

Para fechar essa publicação, o Trekking RS teve um rápido bate papo com Luiza Campello, que é a mãe da criança, para saber mais sobre o passado, presente e o futuro do Vivência Outdoor.

Confira aqui, nosso bate papo com a Luiza:

O que é o VO?

O Vivência Outdoor é, sobretudo um encontro de pessoas que tem uma mesma paixão, a vida ao ar livre! É um evento onde essas pessoas podem se encontrar e trocar experiências, conhecimentos e fazer novas amizades. Essa é a essência do Vivência Outdoor.

Como surgiu a ideia, qual a motivação para criar o VO?

A ideia do Vivência Outdoor surgiu da necessidade de encontrar as pessoas ao vivo, para trocar informações e conhecimento. Como blogueira do FuiAcampar muitas vezes eu me sentia distante do público que lia os conhecimentos. Eu queria conhecer e falar com as pessoas ao vivo, não só no mundo virtual. E conversando com outros blogueiros da RBO (Rede de Blogs Outdoor) percebi que eles também tinham essa vontade, de estarmos todos ao vivo, juntos e compartilhando experiências olho-no-olho. Foi assim que surgiu a primeira edição do vivência, em 2016, em socorro. O evento foi mais amador, mas a mágica que aconteceu desses encontros foi tão incrível que tivemos que repetir para proporcionar isso para mais pessoas!

Qual o principal propósito do VO?

Acho que respondi essa pergunta na primeira! O propósito é permitir a troca de conhecimentos de experiências, mas, além disso, queremos fomentar o segmento outdoor no Brasil, inspirar as pessoas, dar conhecimento, criar aventureiros mais conscientes e responsáveis pelo seu planejamento e pelas suas ações.

Desde o primeiro VO, o que mudou?

A ideia central é a mesma, não mudou em nada! O que mudou foi uma evolução na execução de cada detalhe! Aprendemos sempre com os erros e procuramos melhorar em cada detalhe, alimentação, horários, crachá, sorteios…tudo foi surgindo e evoluindo baseado nas avaliações dos participantes. Levamos tudo em consideração, porque um evento com uma organização melhor facilita a harmonia e a energia positiva do evento. Outra coisa que vai mudar para a próxima edição é o propósito de ser itinerante, cada ano em um estado diferente.Queríamos fazer itinerante para proporcionar pessoas de outros estados mais distantes terem acesso mais fácil ao evento, mas percebemos que não houve mobilização que justificasse essa mudança de local, atingimos um público local muito restrito, acreditamos que no próximo ano voltaremos para o estado de São Paulo onde o evento é mais valorizado.

Infelizmente o evento não deve mais ir até as pessoas mais distantes, quem estiver mais longe, vai ter que se mobilizar para ir até o evento. Não queríamos que fosse assim, mas foi mais um aprendizado que tivemos e precisamos tomar essa decisão para facilitar a logística para a organização e para a maioria do público interessado. Até cogitamos sair da região sudeste no futuro (talvez), mas o evento precisa estar bem mais maduro daí.

E quanto ao futuro, quais são os sonhos e projeções para os próximos VO?

A ideia do evento a princípio é se manter nessa mesma linha, promovendo encontros entre pessoas, inspirações para a vida, para as aventuras e conhecimento técnico.

Queremos evoluir sempre nos mínimos detalhes para a energia do evento fluir naturalmente e conectar as pessoas. É só isso…

Se todos que saírem do Vivência Outdoor estiverem se sentindo melhores, mais felizes, mais inspirados e conscientes de suas ações, cumprimos nossa missão! 🙂

Patrocinadores:

Vivência Outdoor

Apoiadores:

Vivência Outdoor

Se você leu tudo até aqui e quer saber mais sobre o Vivência Outdoor, a programação completa desde ano, anos anteriores e se inscrever para saber quando será o próximo, não perca tempo e clique aqui!

6ª Etapa Campeonato Trilhas e Montanhas

A cidade de Igrejinha foi sede da 6 ª Etapa do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas – Trilhas Serra Grande, que ocorreu no último sábado (dia 20). A prova teve percursos de 6,5, 14 e 34 quilômetros de corrida em trilhas e montanhas. E contou com a participação de 700 atletas das mais variadas cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e até um grupo vindo do Uruguai.

6 ª Etapa do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas
Créditos: ClicRun / Sérgio Gutheil

Igrejinha já foi palco de diversos eventos esportivos de ciclismo, mountain bike…corrida de aventura e pela primeira vez recebeu um evento do Circuito Trilhas & Montanhas, entrando assim no cenário do trail running gaúcho.

Segundo Cristiano Saurin – um dos responsáveis pelos percursos, todas as distâncias foram planejadas com muito empenho e carinho para os atletas. A distância longa passou pelo principal ponto turístico da cidade Morro Alto da Pedra, o local já recebeu o Campeonato Gaúcho de Parapente e em dezembro sediará o Campeonato Brasileiro de Parapente.

“O Morro é o ponto mais alto da cidade com 745 metros de altimetria e tem uma belíssima visão do Vale do Paranhana e do Vale dos Sinos.” destaca Saurin. O CGCTM tem sido repleto de muitas aventuras, superação e belíssimas histórias ao final de cada etapa. Algumas delas o amigo Nédson Ferreto Meira contano seu canal 100Fôlego no Youtube, outras o Andre Silva divulga no canal CorrendocomAndre. E algumas eu conto aqui no site do Trekking RS.

Hoje conto um pouquinho da história da Fernanda Flinker, que foi campeã geral feminina na distância longa das duas últimas etapas do Campeonato (Nova Roma do Sul e Igrejinha).

Conheci a Fê lá no início de 2016 no Campeonato Gaúcho de Corrida de Aventura e desde então sempre fiquei admirada com seu super, hiper, mega auto astral – de sempre – e pela sua força/resistência nas provas. Ela compete nas Corridas de Aventura à anos, e por causa delas que participa de algumas provas afins, como corridas de rua, mountain bike e o trail running. Lá em 2013 no comecinho do Circuito Trilhas & Montanhas, ela correu a etapa de Três Coroas, prova de 22 quilômetros e conquistou o 3º Lugar Geral Feminino.

6 ª Etapa do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas
Foto: acervo pessoal – Circuito Trilhas & Montanhas 2013

“Na época o Trilhas & Montanhas estava nascendo como circuito. Desde lá não participei mais de provas de trail run e outras, em função de um acidente em uma corrida de aventura no Rio de Janeiro, em 2014. Mesmo assim, acompanhei a evolução do Trilhas & Montanhas que atualmente é um sucesso na forma de Campeonato!” relembra Fernanda.

6 ª Etapa do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas
Foto: acervo pessoal – Circuito Trilhas & Montanhas 2013

“Então, a etapa de Nova Roma do Sul foi minha segunda participação no Trilhas & Montanhas, 5 anos após a primeira.” brinca a atleta.

Mesmo com cinco anos longe das competições de trail running, se dedicando à concluir a faculdade, ela conta que retornou aos treinos esse ano, com o objetivo de estar preparada para participar das corridas de aventura.

“Essa ‘preparação’ era simples, apenas me mantendo na ativa, correndo um pouco, pedalando, musculação uma vez por semana, e era isso. Foi então que comecei a participar mais das corridas em trilhas do pessoal dos Brutus do Gaúcho, acho que fui umas cinco vezes correr com eles este ano, e no mais corri em trilhas nas provas de corrida de aventura que participei esse ano (foram 5 CAs) até a 5ª Etapa do CGCTM em Nova Roma do Sul.”

6 ª Etapa do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas
Foto: acervo pessoal – treino com o pessoal do Brutus do Gaúcho

Segundo Fernanda foi por causa dessa amizade com os Brutus, que ela acabou se inscrevendo nas duas últimas etapas do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas.

“Tive a parceria de um amigo que correu junto comigo a etapa de Nova Roma do Sul, o que me fez realmente entrar na prova. De qualquer forma, meu objetivo na prova era conseguir completar com um tempo legal, por isso o resultado foi uma grande surpresa para mim. Tive vários aprendizados nesta prova, principalmente sobre mim! O que levei para a etapa de Igrejinha, onde novamente não imaginava que poderia ficar campeã –  ainda achando que tinha sido sorte o resultado anterior (risos). Então essa nova surpresa na etapa de Igrejinha está me fazendo acreditar muito mais em mim, que eu realmente sou capaz e posso ir longe!”

6 ª Etapa do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas
Foto: acervo pessoal – Pódio Geral Feminino na etapa de Igrejinha

“Esse ano está realmente uma caixinha de surpresas para mim!” define a atleta, que tinha planos singelos, e na parte esportiva só queria conseguir completar a segunda etapa do Campeonato Brasileiro STOP de corrida de aventura a 13ª Papacorrida, que ocorreu em maio e teve 150 quilômetros.

Segundo Fernanda, alguns planos pessoais foram adiados e então foi participando de mais uma prova aqui e outra ali…e agora olhando para trás percebe que já participou de todo o Campeonato Gaúcho de Corrida de Aventura, de uma prova fora do estado, e de duas etapas do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas. E lembra que ainda tem previsão de outras três provas até o fim do ano.

“Poxa! É bastante coisa pra quem só queria completar a Papacorrida (risos).” conclui ela, que recentemente foi convidada para ser atleta Trilhas & Montanhas/Baú do Esporte, após anos e anos dedicados ao esporte.

“Essa parceria me caiu do céu, fiquei chocada, pois não imaginava, não tinha planejado tanta coisa que está acontecendo agora! Enfim, fiquei muito honrada com o convite do Alex, agora é treinar e continuar a fazer o que eu já fazia, espalhar a alegria desse esporte lindo e recompensador!” resume emocionada, Fernanda.

6 ª Etapa do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas
Foto: acervo pessoal

O Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas 2018, está (quase) se encerrando, no próximo mês, dia 24 ocorre a VII Etapa – Cascatas e Montanhas e Final do CGCTM, na cidade de Rolante. Foram meses e meses de muito trabalho e dedicação da empresa L&E Eventos Marketing Esportivo e equipe do CTM, para proporcionar aos atletas um campeonato de alto nível.

Hoje, com mais de seis anos à frente da L&E Eventos, Luís Leandro Grassel destaca a importância de terem sido pioneiros na realização de eventos esportivos de corridas em trilhas e montanhas no Estado e verem nos dias atuais que os vários eventos, grupos de corrida e principalmente o grande número de pessoas que correm Trail Running, vieram de seu fomento e difusão da modalidade esportiva.

“Em 2012 iniciamos o Circuito Trilhas & Montanhas, e agora a primeira edição do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas. Em 2018 passamos por muitos desafios, mas graças à sinergia positiva de todos em prol das etapas, os desafios foram superados facilmente.” resume Luís.

Quando questionado sobre a “fórmula mágica” do sucesso do CGCTM 2018, Luís responde feliz, “A fórmula, deve ser a ação coletiva de todos da organização, dos apoiadores…que estão trabalhando com muita seriedade, respeito e profissionalismo em prol da promoção, realização e divulgação do Campeonato!”

Trip Montanha – Sul do Brasil

O Trip Montanha nasceu em 2011, quando o fundador, Cristian Stassun, iniciou uma rede de contatos no Facebook com o objetivo de desbravar Santa Catarina. Segundo ele, o grupo cresceu e muitos interessados em trilhar Santa Catarina eram de fora do estado. Criou-se uma rede muito forte, maior do que as associações e federações do estado, agregando pessoas e destinos do Rio Grande do Sul e do Paraná.

Trip Montanha - Sul do Brasil
Foto: Cristian Stassun
Trip Montanha - Sul do Brasil
Foto: Cristian Stassun

Esse grande grupo chamado Trip Montanha reúne os melhores homens e mulheres das atividades de trekking, hiking, bike, corrida, escalada, canoagem, espeleologia, canionismo e guias de turismo de aventura,  juntos descobrem técnicas, segredos de lugares, promoções de produtos, convites de eventos, novidades em tecnologia de fotografia e montanhismo e, principalmente, fortalecem a amizade entre essa galera toda.

Tenho a honra e o privilégio de fazer parte desse grupo de mais de 700 membros, com grandes feras, alguns engajados inclusive na diretoria das principais entidades de montanhismo do Sul do Brasil: FEMESC, ACEM, AJM, ASGEM e CPM.

Trip Montanha - Sul do Brasil
2° Encontrão Trip Montanha – Alfredo Wagner/SC – Foto: Luís H. Fritsch

O Encontrão Trip Montanha acontece todos os anos e reúne os membros do maior grupo de montanhistas do Sul do Brasil para trocar experiências, compartilhar o amor pela montanha, pelos trekkings e pelos esportes de aventura. São dois dias com atividades, palestras, cursos, acampamento, música ao vivo, boa comida e muita amizade.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Trip Montanha – Sul Brasil (@tripmontanha) em

Realizado esse ano no Cânion Espraiado – Urubici/SC, contou com atividades de rapel com Carlos Eduardo Madona, o Kadu, grande fera do canionismo, da empresa EcoXperiences na incrível Cachoeira do Adão com 90 metros de altura, trilhas pelos cânions, cavalgada, pêndulo com a Natural Extremo  e quadriciclos do Rancho Montanha Urubici. Esse ano o Trekking RS esteve presente no evento, comigo, com o Luis H. Fritsch e o Marcio Masso. Foi simplesmente sensacional!

Os quadriciclos garantiram ainda mais diversão no Encontrão 2018

Trip Montanha - Sul do Brasil

O salto no pêndulo de maior altitude do Brasil, foi realizado pela primeira vez pela empresa Natural Extremo durante o Terceiro Encontrão Trip Montanha realizado nos dias 7 e 8 de julho desse ano.

Veja o vídeo do rapel na Cachoeira do Adão 

O Encontrão Trip Montanha já tem inclusive local e data para a sua 4.ª edição. Será nos dias 6 e 7 de julho de 2019, nos cânions Boa Vista e Amola Faca em São José dos Ausentes, no Rio Grande do Sul.

Trip Montanha - Sul do Brasil
Cânion Boa Vista/RS – Foto: Luís H. Fritsch

Maior pêndulo do Brasil

O maior pêndulo do Brasil em altitude está localizado junto a um dos mais belos cartões postais do estado de Santa Catarina, mais precisamente no Cânion Espraiado, localizado a cerca de 30 quilômetros do centro do município de Urubici em meio a Serra Catarinense.

Sou apaixonada pelo Cânion Espraiado, foi amor a primeira subida… Hehe… e já se vão 11 anos desde então. Lugar de extrema paz e extrema adrenalina ao mesmo tempo! Não me canso de contemplar esse desenho vivo de Deus, no qual ele parece ter esculpido cada borda, cada contorno de montanha e cada leito de rio.

Imagem do Cânion Espraiado durante o Encontrão TRIP MONTANHA 2018

Maior pêndulo do Brasil

Maior pêndulo do Brasil

Entenda como é montado o maior pêndulo do Brasil

Montado de maneira inovadora, o  maior pêndulo do Brasil em altitude é montado com fitas dinâmicas de slackline. O sistema principal e de backup ficam presos em sólidas ancoragens instaladas nas rochas.

O participante salta com duas cordas dinâmicas presas a ele. Estas, por sua vez, ficam presas em uma placa entre os slacklines. As duas cordas ancoradas na cadeirinha do participante são dinâmicas também, isto é, são as mesmas usadas em escaladas. Isso garante maior elasticidade, sendo imperceptível o tranco gerado ao esticar a corda, fazendo com que os corajosos que se desafiam a saltar tenham uma experiência extremamente radical e “suave” ao mesmo tempo! Adrenalina da queda livre sem o tranco das fitas.

Usando equipamentos específicos e com total segurança, a @naturalextremobrasil conseguiu montar esse pêndulo inédito no Brasil, com 80 metros de queda a uma altura de 350 metros do fundo do cânion.

Durante a preparação, vestindo os equipamentos de segurança, até a hora de saltar não senti medo em nenhum momento! Os meninos da @naturalextremobrasil são muito feras! Foi extraordinário ver o Cânion Espraiado de outros ângulos, estar dentro dele, vendo os paredões imponentes de frente.

Veja o vídeo do meu salto

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

De outros ângulos… 🙃❤🏞⛰🤘😜 . E esse foi o maior pêndulo já realizado no Brasil … dentro do Canion Espraiado, esse desenho de Deus que eu amo de paixão!!! . A @naturalextremobrasil montou toda estrutura com highline com toda segurança. Não senti medo em nenhum momento! Vocês são muito feras!!! SENSACIONAL!!! 🙌 . Valeu @rafa.bridi @angelomaragno . @jake_gules @canionespraiado @tripmontanha @naturalextremobrasil @ecoxperiences . #energiavital #amorsempre #tudonoplaneta #canion #vivaintensamente #adrenalinadas #semlimitesaventura #penduradanoplaneta #highline #pendulo #canionespraiado #urubici #santacatarina #brasil #trekkingrs #trilhando #gratidao #naturalextremobrasil

Uma publicação compartilhada por Di Schaldach (@dianneschaldach) em

GRATIDÃO por poder participar!

GRATIDÃO à equipe do NATURAL EXTREMO: Rafael Bridi, Angelo Maragno, Fylipe Weickert, Chico Amorin e André Nabuco.

Caso você tenha interesse em viver essa experiência única, então acesse o site Natural Extremo. Lá você encontra todas as informações sobre a prática dessa atividade radical extrema e extraordinária!

VIVA com a intensidade que a vida merece… PLENA!

Expedição Guaraní 2018

A Expedição Guaraní é uma corrida criada por e para corredores de aventura. Portanto, o objetivo principal da organização do evento foi realizar uma prova técnica e exigente para as equipes líderes, mas também dinâmica e acessível para os mais lentos.

As rotas foram cheias de contrastes, pois percorreram terrenos muito variados, como montanhas, matas, rios sinuosos…na região de Itapúa no Paraguai.

Expedição Guaraní 2018
Créditos: Wladimir Togumi / Adventuremag

“A Expedição Guaraní nasceu em 2014, da ideia de Gustavo Borgognon de fazer uma prova de nível mundial em seu país. Me “associei” a ele e em 2015 foi realizada a primeira edição.” comenta Urtzi Iglesias Mota, diretor técnico da prova.

A Expedição Guaraní é uma corrida de aventura em que diferentes modalidades esportivas são combinadas. Mountain bike, trekking, caiaque e orientação foram as principais na EG 2018.

Expedição Guaraní 2018
Créditos: Wladimir Togumi / Adventuremag

Os participantes percorreram cerca de 450 quilômetros em alguns dos locais mais bonitos do Paraguai durante os dias 9 e 15 de abril. Navegaram por rios sinuosos; embora o país não tenha montanhas altas, eles chegaram a alguns dos picos mais altos do Paraguai. Pedalaram e correram centenas de quilômetros por trilhas e estradas de areia e lama; e escalaram locais de uma beleza surreal.

Expedição Guaraní 2018
Créditos: Agatha Bodeva Aguirre

A competição se iniciou na segunda-feira pela manhã e as equipes tiveram até a sexta à noite para cruzar a linha de chegada. Não houve parada obrigatória durante o percurso, as próprias equipes que gerenciaram os momentos de descanso.

Expedição Guaraní 2018
Créditos: Agatha Bodeva Aguirre

Após cerca de 81 horas a equipe Columbia Montrail cruzou a linha de chegada se sagrando campeões na categoria Expedição. A mesma foi composta pelo casal brasileiro Camila Nicolau (32) e Guilherme Pahl (37), pelo inglês Nick Gracie e pelo espanhol Jon Ander Arambalza (40).

Expedição Guaraní 2018
Créditos: Wladimir Togumi / Adeventuremag

Há 15 anos participando de corridas de aventura a diretora da Oficina Multisport Assesoria Esportiva, Camila Nicolau comenta “Sempre pratiquei esportes ao ar livre e a corrida de aventura me cativou, pois é um esporte que vai muito além do preparo físico, exige trabalho em equipe e estratégias muito complexas.”

O dia a dia do casal Camila e Guilherme é bastante corrido, mas como não possuem horários e rotinas fixas, trabalham online na maior parte do tempo e treinam de acordo com a rotina do bebê Kilian.

Mamãe recentemente do pequeno Kilian de apenas 8 meses, Camila define a maternidade como uma verdadeira corrida de aventura. “Tem privação de sono, convívio intenso, alimentação, hidratação…são novos aprendizados a cada dia. É uma relação que com o passar do tempo fica mais gostosa e cheia de amor. Por um tempo me questionei quando conseguiria emocionalmente voltar às corridas de aventura e para essa prova achei que não estaria preparada.”

Expedição Guaraní 2018
Créditos: Wladimir Togumi / Adeventuremag

Antes da largada Camila estava bem triste e pensando em como seriam os próximos dias longe do Kilian, mas após a largada a atleta focou em ser o mais veloz possível para chegar logos nos pontos em que iria revê-lo. “Aqueles 10 minutos com ele nas áreas de transição eram como um pratão de comida, me enchia de energia novamente para continuar!” relembra emocionada a mamãe.

Camila e Guilerme são parceiros em tudo: no amor, nos sonhos, no trabalho, no lazer. “Me sinto afortunado por não precisar tentar traduzir em palavras minhas experiências para a Cami; apenas vivemos juntos e compartilhamos a mesma visão do mundo. Ainda assim me emocionei ao vê-la de volta ao jogo depois da maternidade. Kilian chegou para cuidar da mamãe e do papai, colocou a competitividade sob nova perspectiva e nos motivou a chegar mais rápido na linha de chegada para encontra-lo!” comenta Guilherme emocionado.

Expedição Guaraní 2018
Créditos: Agatha Bodeva Aguirre

Correndo pela primeira vez com essa formação de atletas, a sintonia da equipe Columbia Montreal foi incrível, o trabalho de equipe foi impecável e essencial para que Camila pudesse ficar um pouco mais com o Kilian. “A prova fluiu muito bem com o Gui e o Nick dividindo a navegação, eles foram impecáveis transmitindo segurança o tempo todo e muita precisão. Os trechos também foram bem equilibrados e dinâmicos então curtimos a prova do início ao fim.” relembra Camila.

Expedição Guaraní 2018
Créditos: Agatha Bodeva Aguirre

“A Expedição Guaraní 2018 se destacou por sua rota técnica, belas paisagens e seu povo amigável/feliz – os corredores também destacaram a qualidade dos mapas. Como nos anos anteriores, os melhores serviços foram oferecidos em uma das corridas mais econômicas do calendário do Circuito Mundial de Corridas de Aventura.” Finaliza Urtzi Iglesias Mota, diretor técnico da prova.

Trilhas & Montanhas 2018

No dia 17 de março (sábado), ocorre a abertura do Campeonato Gaúcho de Corrida em Trilhas & Montanhas na Comunidade de Linha Müller no interior de Farroupilha.

Desde 2015 Linha Müller, apoia as corridas de trilhas e montanhas. “Tanto que existe no Ginásio da Comunidade uma exposição das camisas de todas as edições do evento que lá aconteceram, bem como das respectivas medalhas, mapas dos percursos e reportagens de jornais da cidade sobre as corridas.” relembra Samuel Polli, morador da Comunidade e um dos responsáveis pelos percursos.

Para o Trilhas do Salto Ventoso 2018, Samuel destaca que serão novos caminhos, com poucas repetições de trechos das edições anteriores.

O evento contará com percursos de:

  • 6 km com 200m de altimetria
  • 12 Km com 410m de altimetria e
  • 26 Km com 1070m de altimetria.

Premiação por faixa etária de 5 em 5 anos e geral até o quinto colocado. Mais informações em Youmovin

Trilhas & Montanhas

A prova terá nos seus três percursos variação de terrenos. Nos percursos médio e longo haverá passagem por rios – inevitavelmente os atletas vão molhar os pés e dependendo do nível de água da Cascata do Salto Ventoso, também existe a possibilidade do atleta se molhar com a nuvem d’água que evapora com a força da queda.

“O ponto máximo da prova é a passagem pela Cascata do Salto Ventoso! É um momento único para o atleta que pode conciliar o prazer de correr junto a natureza e toda a sua grandiosidade e beleza.” acrescenta Vanessa Borsoi, também moradora da Comunidade de Linha Müller e responsável pelos percursos.

Segundo Samuel e Vanessa, o percurso curto é tranquilo. A maior dificuldade será a largada, subindo morro, sendo o primeiro quilômetro o mais difícil. Já nos percursos médio e longo os atletas farão o mesmo trecho até o sexto quilômetro, aonde ocorre à divisão de categorias.

“O pessoal da prova longa vai passar por trechos bem desafiadores, bastante inclinados.” ressalta o casal.

Trilhas & Montanhas

Linha Müller juntamente com a L&E Eventos Esportivos, está preparando um grandioso evento e cuidando de cada detalhe para que seja uma experiência incrível à todos os atletas e seus familiares. Na sede do evento terá toda estrutura para melhor acolher os atletas: delicioso almoço a partir das 10 h 30 min, lanches durante todo dia, estacionamento junto ao campo de futebol, vestiários com chuveiros quentes (tanto no ginásio, quanto no campo de futebol), parquinho infantil para as crianças.

Desafio dos Rochas

O Desafio dos Rochas é um evento de mountain bike que alia o prazer de competir, de vivenciar a cultura e as tradições alemãs, unir a família ao esporte e apreciar a gastronomia típica local.

O Desafio surgiu em 2013, quando a família Rocha teve a ideia de realizar um passeio ciclístico um pouco mais “aventureiro” na data de aniversário da loja Twins Bike Shop. “Ao colocarmos no facebook umas fotos e uma enquete do que o pessoal achava em realizar esse pedal, começamos a nos surpreender com as diversas perguntas de onde seria esta prova, quando seria e assim por diante.” relembra José Carlos, gerente da Twins Bike Shop.

A partir daquele momento tiveram a certeza que poderiam criar algo maior, se reuniram para ter a opinião dos 6 membros da família Rocha e dali decidiram realizar uma tentativa que acabou dando certo. Em 2018 partem para sexta edição do Desafio dos Rochas.

Desafio dos Rochas

O evento é planejado com muita atenção e carinho por toda família Rocha e comunidade de Pomerode. “Muitos amigos adotaram o evento como seu, algo incrível. Todos se uniram em prol de fazer um grande evento que já não é mais só da família Rocha, mas sim feito por uma comunidade apaixonada em receber a todos em sua grande casa chamada Pomerode.” destaca José Carlos.

Ao longo desses 5 anos de desafio a família Rocha, encarou alguns problemas. Entre eles a busca de parceiros para idealizar o evento, autorizações de passagem em propriedades particulares, entre outros.

O processo de organizar e planejar um evento esportivo requer cuidado e atenção em vários aspectos, desde a ideia inicial, o projeto real, evento e pós- evento. E é natural ao longo desse processo surgirem alguns problemas.

Mas, em contrapartida ao longo desses anos de desafio muitas foram as alegrias para a família Rocha. “É recompensador ver a quantidade de novos amigos que criamos nesta jornada, ver como a cidade e comunidade tem aceitado o evento e os ciclistas, ver as famílias unidas no evento. Levar um pouco da nossa tradição alemã para os vários cantos do Brasil e poder mostrar as belezas escondidas da nossa cidade para o Brasil e o mundo.” Porém, José ressalta que tudo isso só é possível graças a ajuda de parceiros que acreditam no evento, a família e amigos que se unirão para fazer deste um grande evento.

Desafio dos Rochas

Para 2018 a família Rocha está preparando um evento ainda mais festivo, novos circuitos, novas trilhas, novos visuais da cidade, um final de semana repleto de atrações para ciclistas, familiares e amigos e uma estrutura mais aprimorada para atender a todos com o máximo de conforto e segurança.

Desafio dos Rochas

Trilhas & Montanhas

A integração com a natureza, as belas paisagens encontradas durante os trajetos e a solidariedade entre os participantes, seduzem os atletas e os levam a buscar a imprevisibilidade das Trilhas & Montanhas.

Segundo Luis Leandro Grassel, organizador do Circuito Trilhas & Montanhas no RS, “a procura de novos adeptos as corridas em trilhas é a vontade de variar seus locais. Saírem das corridas urbanas, do asfalto…e entraram em contato com a natureza e obstáculos naturais.”

Luis e sua equipe organizavam o Campeonato Gaúcho de Corrida de Aventura – CGCA, com o passar do tempo a quantidade de participantes reduziu bastante. Levando-os a inovar com eventos de corridas em trilhas.

Assim em 2012 surgiu o Circuito Trilhas & Montanhas, com a realização de três etapas no município de Sertão Santana.

1ª Etapa Trilhas 30 K – 31/03/2012

2ª Etapa Trilhas da Emboaba 30 K – 28/07/2012

3ª Etapa Trilhas do Labirinto 30 K – 24/11/2012

Hoje, com mais de cinco anos à frente da L&E Eventos Marketing Esportivo, Luis destaca a importância de terem sido pioneiros na realização de eventos esportivos de corridas em trilhas e montanhas no Estado e verem nos dias atuais que os vários eventos, grupos de corrida e principalmente o grande número de pessoas que correm Trail Run, vieram de seu fomento e difusão da modalidade esportiva.

Quando questionado sobre as metas a serem alcançadas através da organização do Circuito Trilhas & Montanhas, Luis afirma entusiasmado “a de 2017 já foi alcançada através do evento Trilhas do Morro Gaúcho, com a distância/categoria de 50 Km Brutus e com a pontuação ITRA. Já para 2018, a meta é tornar o Circuito Trilhas & Montanhas – CTM, também em Campeonato Gaúcho de Corrida em Trilhas & Montanhas – CGCTM.”

Trilhas & Montanhas 2018

Vale lembrar, que Trail Run não é obrigatoriamente corrida! Trail é técnica de corrida e caminhada em pisos que podem variar entre a lama, água, pedras soltas, raízes…É necessário sempre ser destemido perante os desafiantes desfiladeiros ou as lamacentas e escorregadias margens de cursos de água, onde normalmente se revela difícil manter o corpo na posição ereta.

Foi seduzido pelos atrativos do trail e pretende se aventurar nas montanhas e trilhas em breve? Tenho boas notícias!

Duas provas com a realização da L&E Eventos, ainda esse ano aqui no Rio Grande do Sul.

28/10 – I Trilhas de Nova Roma do Sul/RS

Trilhas & Montanhas 2018
Clique na imagem para saber mais informações

02/12 – Night Run – Salto Ventoso – Farroupilha/RS

Trilhas & Montanhas 2018
Clique na imagem para saber mais informações

(Informações e inscrições em www.youmovin.com.br)

Expedición Trekking Cordon del Plata 2018

Expedición Trekking Cordon del Plata 2018

Uma experiencia em Alta Montanha que mais vai mexer com o seu emocional. Serão14 dias de aventura na cordilheira dos Andes!
Data: 14/01 a 27/01/2018

Expedición Cordon del Plata 2018
Expedición Trekking

 

O que: Travessia
Data: 14/01 a 27/01/2018
Local: Argentina
Local de Saída: Casa do Clunc
Horário de Saída: 10h00 horas do dia 14/01/18
Data 
de Retorno: dia 27/01/18
14 dias
Apenas 15 lugares

A experiência em Alta Montanha que mais vai mexer com o seu emocional.

Sol de Indiada divide esta aventura de explorá-lo com seus amigos viajantes, que com muita humanidade e responsabilidade sempre buscam como resultado a saga uma verdadeira aventura.

IMPORTANTE: é uma aventura ecológica no meio da natureza para pessoas acima de 16 anos, a caminhada é de média dificuldade, por ter vários dias e mas com boa oscilação de terreno e frio comparado ao nosso inverno na serra gaúcha.

Expedición Trekking

“Estaremos en pleno Corredor Andino. Es  majestuoso el marco entre las montañas, el ambiente, el ruido del agua, el aire puro y el clima. Su temperatura en verano es ideal ya que durante el día es caluroso pero a la noche refresca y el silencio la convierte en sueño reparador.”

Expedición Trekking

O roteiro pode ser alterado de acordo com as condições climáticas ou por motivos alheios a nossa vontade, o guia decide todas as mudanças que serão necessárias, para uma expedição saudável.
– Para entrar no país vizinho e imprescindível o RG original com menos de 10 anos da expedição ou Passaporte.

14/01/18
– Saída às 10 horas
– Embaque às 14horas / Chegada às 14h45 – Buenos Aires
– Embaque às 16h20 / Chegada às 18h15 – Mendoza
– Traslado (cerca de 15km)
– Pernoite em Hostel (localização Central)
– Jantar (não incluso)

15/01/18
– Saída para visitar 3 lojas de Aventura onde é possível locar roupas e equipamentos. Locação válida por 7 dias. (cerca de 140US$)

16/01/18
– Dia 1 montanha:
Trekking Cerro Arenales
Pensão completa

17/01/18
– Dia 2 montanha:
Trekking Las Veguitas
Pensão completa

18/01/18
– Dia 3 montanha:
Trekking Lomas Blancas
Pensão completa

 

19/01/18
– Dia 4 montanha:
Trekking La Cadenita
Pensão completa
Expedición Trekking

20/01/18
– Dia 5 montanha:
Trekking Piedra Grande
Pensão completa

21/01/18
– Dia 6 montanha:
Dia Livre
– Opção de ir de Van até o Cerro San Antônio (divisa com Chile)
– Base Parque Aconcágua
– Pensão completa
Expedición Trekking

22/01/18
– Dia 7 montanha:
Trekking La Cadenita
Pensão completa

23/01/18
– Dia 8 montanha:
– Trekking Com Acampamento Selvagem (opcional)
– Porteio de Bagagem com Mulas (não incluso) ( 120US$ – 60kg )
– Trekking Salto ( Ponto Alto da Travessia ) 4200m
– Pensão completa
Expedición Trekking

24/01/18
– Dia 9 montanha:
– Trekking de Ataque ao Portozuelo 5000m
– Trekking de retorno ao Refugio Ski
Pensão completa

25/01/18
– Dia 10 montanha:
Dia Livre
Pensão completa

26/01/18
– Dia 11 montanha:
– Traslado Mendoza
– Devolução equipamentos nas lojas
– Desayuno Incluso

27/01/18
– Desayuno Hostel
– Saída às 5h30
– Embaque às 7h25 / Chegada às 9 horas – Buenos Aires
– Embaque às 10h35 / Chegada às 13h10 – Porto Alegre
– Traslado Caxias do Sul

– Identidade (em ótimo estado) ou passaporte
– Lanches de trilha (para passar os 10 dias) (janta e café da manhã)
– Material de camping (saco de dormir para -5 graus e isolante )
– Roupas leves (um kit de caminhar e um de ficar no acampamento)
– Utensílios de higiene pessoal
– Muda extra de roupa(essa pode ficar no carro de apoio)
– Calçado adequado para trilha (bota de trekking ou tênis)
– Mochila Cargueira para carregar seus pertences (entre 60 e 90 litros) e ou de ataque (até 20 litros)
– Repelente e protetor solar.

 Opção A vista:

Opção sem traslado: ⇒ R$ 2300,00 Até o dia 10/11/17 ,após será cobrado R$ 2500,00.
Opção com traslado: ⇒ R$ 5000,00 Até o dia 10/11/17 ,após será cobrado R$ 5250,00.

 Opção A prazo:
Opção sem traslado aéreo:
 ⇒ R$ 2500,00 – entrada até o dia 10/11/17, em 5x de R$500,00. Após será cobrado R$3000,00.
Opção com traslado: ⇒ R$  5400,00 – entrada até o dia 10/11/17, em 10x de R$540,00. Após será cobrado R$6000,00.

Se você tem interesse em participar dessa aventura, entre em contato.


Inclui
:
– Guias durante toda a caminhada,
– Entrada no parque
– Guias durante toda a caminhada,
– Traslado Aéreo POA / Mendonça / POA
– Traslado Mendonça / Estação / Mendonça
– 09 Pernoite em Estação de Ski
– 02 Pernoite em Mendonça
– 01 Pernoite em Barraca (Altitude 4250m)
– 11 Jantas
– 11 Cafés da Manhã
– 11 Almoços

Se você tem interesse em participar dessa aventura, entre em contato por:
1- soldeindiada@gmail.com
2- telefone e/ou WhatsApp: (54)99117-9771.
O nosso colunista Jonatar Evaristo escreveu um relato sobre essa maravilhosa experiência, clique aqui!

Curso de Rapel e Montanhismo

Treinamento teórico e prático em rapel, montanhismo e técnicas de ascensão por corda.

Próxima Data (público em geral): 

11 junho 2017 – DOMINGO, das 09:00 às 13:00 (turma 1) ou das 14:00 às 18:00 (turma 2).

Parte Teórica (apostila será enviada por e-mail para estudo prévio):

– Equipamentos usados em rapel;

– Conceitos de rapel tático;

– Equipamentos para montanhismo e canyonismo;

– Ascensões verticais;

– Nós importantes;

– Segurança Pessoal;

– Como adquirir seu próprio kit de rapel e onde praticar.

Parte Prática:

– Será realizado um rapel de 35 metros e “escalaminhada” até o topo de um morro, com uma vista espetacular de Porto Alegre.

Materiais Necessários: roupas leves e tênis (ou bota) confortável para a parte prática; caneta; capacete e cadeirinha pessoal (quem possuir).

O que inclui: Clipe com filmagens do treinamento, fotos, apostila, certificado de participação.

Para saber mais informações e valores, clique aqui! – Vagas Limitadas

​Instrutor: Marcelo Nava

Formado pela Escola de Oficiais da Marinha, no Rio de Janeiro, é grande pesquisador e estudioso das operações especiais militares e tropas de elite. Desenvolveu treinamentos em módulos para aqueles que buscam ir além dos simples passeios na natureza.

Possui mais de 15 anos em atividades técnicas e esportivas ao ar livre, tendo concluído com êxito diversos treinamentos e cursos militares e civis.

Antes de ingressar na Marinha, formou-se como engenheiro e concluiu seu mestrado em engenharia na PUCRS, tendo trabalhado com pesquisa científica e docência. Atualmente, também trabalha em projetos de pesquisa avançada em sistemas eletrônicos para aumentar a consciência situacional em situações de combate.

É praticante de KAPAP, com Mestre Yuri Turchetto. Poderosa ferramenta de defesa pessoal, foi criada pelas forças especiais do Exército de Israel. Visitou o Museu Histórico dos SEALs, a elite militar naval americana, tendo entrado em contato com operadores de guerra da ativa e presenciado diversas operações de treinamento tático, sob elevado rigorismo físico e mental.

Criou os treinamentos modulares com a missão de transmitir ao público interessado os ensinamentos teórico e práticos aprendidos ao longo da carreira, adaptados para a vida do cidadão, bem como proporcionar aos praticantes de esportes de aventura uma experiência diferenciada e gratificante.