Créditos: Clic Run

8ª Etapa e Final do Circuito Trilhas & Montanhas 2019.

No último sábado (dia 09) pelo sexto ano consecutivo, a cidade de Sério recebeu uma etapa do Circuito Trilhas & Montanhas. A 8ª Etapa do CTM – Trilhas Serra dos Vales teve percursos de 5, 10 e 23 quilômetros de corrida em trilhas e montanhas; e contou com a participação de mais de 600 atletas de diversas cidades do Rio Grande do Sul.

CAMPEÕES DA 8ª ETAPA DO CTM, FORAM:

DISTÂNCIA LONGA

Daiane Dias – Equipe Born Gym – 02h27min

Gabriel Kretschmer – Equipe TeM – 02h07min

DISTÂNCIA MÉDIA

Daiane Deolinda – Equipe Teutorunners – 01h03min

Rogério Andretta – Equipe Danivist – 47min22seg

DISTÂNCIA CURTA

Manuela Onzi – Equipe Hermelu Runners – 27min33seg

Italo da Silva Sanhudo – Equipe Team Mignot – 22min07seg

*Classificação completa, disponível em: https://www.3ctiming.com.br/28/resultado

Sério é um pequeno e simpático município pertencente ao Vale do Taquari, intitulado como a “Serra do Vale” por situar-se na parte alta do vale. Emancipado da cidade de Lajeado em 1992 e distante cerca de 160 quilômetros de Porto Alegre; o pequeno município é o lugar ideal para quem procura contato mais próximo com a natureza.

Créditos: Prefeitura Municipal de Sério

A pouco mais de 650 metros do nível do mar, o município possui uma geografia montanhosa, diversos arroios, cachoeiras e muitas trilhas; elementos importantes para a prática do Ecoturismo.

TRILHAS SERRA DOS VALES…

Ano passado no final de maio Sério recebeu a 3ª Etapa do CTM, em um final de semana atípico, onde a greve nacional dos caminhoneiros e a consequente falta de combustível em diversos municípios, fez com que diversos atletas não comparecessem ao evento.

Lembro que eu e o Jullyander, “arriscamos” ir na etapa mesmo tendo mais de 300 quilômetros de viagem (ida e volta). Porém…nos perdemos no caminho, fizemos quilômetros à mais, chegamos em Sério faltando poucos minutos para a largada, passamos mal durante a corrida…mas no final “sobrevivemos” e deu tudo certo! rs

Créditos: Clic Run

Esse ano Jullyander, meu parceiro de treinos e algumas provas não fez o Circuito Trilhas & Montanhas e em razão de compromissos profissionais não quis viver novamente todas as emoções de Sério! – risos.

Mas…tem uma pessoa super especial e importante em minha vida, que desde meados de 2016 (meu início no trail running) me acompanha em praticamente todas as competições e tem que me “aturar” pós prova, contando fascinada todos os “melhores momentos” da corrida. E olhem, que sempre tem muitos!

Momentos antes do primeiro treino do Eduardo, aqui nas trilhas e montanhas de Veranópolis!

Com o passar do tempo notei que o Eduardo começou a demonstrar mais interesse pelos meus relatos e consequentemente pelo trail. Então…resolvi convidá-lo (à alguns meses atrás) para correr a distância curta em Sério. E adivinhem? Ele aceitou! Acho que foi por medo de me perder – brincadeira!

Resolvi abrir mão de ser a Campeã do CTM Distância Longa (Categoria 23 – 27 anos) para correr com ele os cinco quilômetros. É muito amor, né?!

A PROVA…

Eu estava mais ansiosa pela estreia do Eduardo no CTM do que ele mesmo. Como alguns amigos falaram, eu não sabia se ia dar “briga ou casamento”! – risos.

No primeiro quilômetro impusemos um ritmo forte e quem puxava era eu. Mas, logo após a primeira longa subida notei que essa ideia não iria dar certo…Resolvi deixar ele ditar o ritmo, e foi a melhor escolha que poderia ter feito.

Créditos: Anelise Leite / Clic Run

Ele foi cauteloso nas descidas, apreciou e curtiu as trilhas e para a minha surpresa AMOU as subidas. Foi emocionante vê-lo escalando os metros finais da prova, com postura e ritmo constante. Alguns corredores que estavam perto de nós diziam “Tá bonito de ver esse ritmo […]”. Ahhh…que orgulho!

Ao cruzar a linha de chegada, toda a emoção e euforia que ele vê em mim desde 2016 ao final de cada prova (trail), eu vi nele! O olho marejado de emoção pela estreia, o sorriso largo pelo desafio cumprido…e a frase “Que máximo! Foi fantástico […]”. Tudo indica que temos um novo corredor adentrando no Circuito Trilhas & Montanhas 2020, né?!

PÓS PROVA…

O Ginásio Municipal de Sério e arredores estavam lotados de corredores(as) e familiares que festejavam suas conquistas em mais um grandioso ano de Circuito Trilhas & Montanhas.

Conquistas essas, muitas vezes sem sentido para alguns, mas que nos enchem de alegria, satisfação e orgulho de nós mesmos, afinal, só quem calçou os nossos tênis sabe os trechos que passamos, as subidas que enfrentamos, apenas quem vestiu nossa camisa, sabe o suor que derramamos e chegar ao final de mais um ano de CTM é algo indescrítivel, por isso muitas vezes me emociono fazendo os relatos das etapas.

Imagino que as vezes os relatos pareçam fantasiados demais, principalmente para quem não corre e assim não entende tais sentimentos, mas se duvida de tudo isso, se desafie a cruzar uma linha de chegada do Circuito Trilhas & Montanhas 2020, superando desafios pessoais e alcançando coisas jamais imaginadas e então me diga qual foi a sensação no final.

CIRCUITO TRILHAS & MONTANHAS 2019…

Após 8 etapas, 8 grandes desafios, que ocorreram (respectivamente) nas cidades de: Maquiné, Farroupilha, Arroio do Meio, Igrejinha, Carlos Barbosa, Nova Roma do Sul, Tupandi e Sério. Chegou ao fim o Circuito Trilhas & Montanhas 2019.

O evento contou com uma média de 750 inscritos em cada etapa, certamente o maior evento de corrida em trilhas e montanhas do Rio Grande do Sul. Um Campeonato que é focado no fomento e na promoção da modalidade esportiva de corrida em trilhas e montanhas no Rio Grande do Sul.

“Tivemos juntamente com o Circuito Trilhas & Montanhas, o ranking CTM com a soma de pontos através das classificações nas 8 etapas. Foi algo muito importante, que deu estrutura as corridas em trilhas do RS em nível de competição/performance. Foram 275 premiados no ranking CTM 2019, que foram classificados até o 10º na Geral (Distâncias: curta, média e longa) e até o 5º nas faixas etárias (Distâncias: curta, média e longa).” destaca Luis Leandro Grassel, Diretor Geral do Circuito Trilhas & Montanhas.

OS GRANDES CAMPEÕES DO RANKING CTM 2019, FORAM:

DISTÂNCIA LONGA

Daiane Dias – Equipe Born Run – 217 pontos

Sidimar Pimentel Saraiva – Equipe TeM – 207 pontos

DISTÂNCIA MÉDIA

Caciane Lucia Zonatto – Equipe Night Runners Gravatái – 217 pontos

Cleito Maraga – Equipe BTR Trail Runners – 203 pontos

DISTÂNCIA CURTA

Camila Backes – Equipe Teutorunners – 218 pontos

Anderson Boll – Equipe Body e Mind – 211 pontos

AGRADECIMENTOS…

Nesta 8ª edição do CTM, foram diversas as prefeituras, entidades, empresas e pessoas que trabalharam para a promoção e realização das etapas. A todas elas nosso muito obrigada!

Mas não podemos deixar de fazer um agradecimento especial aos nosso “invisíveis e incansáveis trabalhadores” do CTM 2019. São eles:

Créditos: Sérgio Gutheil / Clic Run

Equipe L&E Eventos Marketing Esportivo: Luis Leandro Grassel, Graziela Olszewski, Cristiano Saurin, Dieferson Umbelina, Duda Pires, João Paulo Wildner Medina, Leonardo Berger, Leonardo Wink, Luis Felipe Soder, Patrícia Molz, Sara Dias, Victória Rocha. Grandioso time! Responsável pelos percursos e sinalização; organização e entrega dos kits e premiações; staffs…e muito mais!

Enfermagem: Magda Chagas e equipe. Eles que cuidaram de dezenas de atletas durante todas as etapas, com as suas “poções mágicas” e todo seu conhecimento.

Créditos: Sérgio Gutheil / Clic Run

Youmovin: Ivano Vargas e Luciana Coimbra. Foram responsáveis por todo o processo de inscrições do Circuito!

3cTiming Cronometragem Eletronica: Clávison Zapelini e Clésia Mendes Zapelini. Eles vieram lá de Santa Catarina e ficaram responsáveis pela classificação e ranking do CTM.

RP Sonorizações: Raphael e Patrícia. Responsáveis pelas fantásticas trilhas sonoras de cada etapa, que agitaram a galera.

ClicRun: Anelise Leite, Sérgo Gutheil, Alex Viana, Catiucha Rehbein, Daniela Souza, João Pedro Pedroso, Jon Hesse, Jonas Nunes, Lilian Martins, Muriel Plautz e Taís Zanotieli.  Essa galera é o máximo, eles ficaram durante horas e horas no sol, calor, chuva, barro…para registrar os nossos melhores momentos.

Créditos: Sérgio Gutheil / Clic Run

Baú do Esporte: Alex Sousa Vaz, Patrícia Zurchimitten Vaz (Casal Baú), Jaqueline Ribeiro e Daiana Nunes. Equipe querida por todos, sempre com os melhores produtos de vestuário, calçados…para os atletas.

100Fôlego: Nédson Ferretto Meira. Quem não conhece ele?! Cara gente finíssima com vídeos cheios de histórias e curiosidades de cada etapa.

Correndo com Andre Assessoria Esportiva: Andre Silva. Sempre filmando as etapas, motivando a galera, voltando pra dar força pros amigos!

Créditos: Sérgio Gutheil / Clic Run

Trekking RS: Jasmine Benato. Essa sou eu (risos) convocada pelo Luis para ser a Editora do CTM lá em 2017. Ao final de cada etapa contei um pouquinho do que passamos pelos percursos. Das superações, conquistas, amizades…

Hoje, com mais de oito anos à frente da L&E Eventos – Esporte e Natureza, Luís Leandro Grassel (Diretor Geral do Circuito Trilhas & Montanhas) destaca a importância de terem sido pioneiro na realização de eventos esportivos de corridas em trilhas e montanhas no Estado e verem nos dias atuais que os vários eventos, grupos de corrida e principalmente o grande número de pessoas que correm Trail Run, vieram de seu fomento e difusão da modalidade esportiva.

Créditos: Clic Run / Taís Zanotieli

“O Circuito 2019, nasceu como Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas & Montanhas – CGCTM 2019 (2ª Edição) e a partir da terceira etapa, modificamos e voltamos ao nome Circuito Trilhas & Montanhas que já era marca e o nome de origem desde 2012.” destaca Luis Leandro Grassel.

Vale ressaltar que essa modificação ocorreu em função do surgimento de um novo Campeonato Gaúcho de trail running , esse homologado pela Federação de Atletismo do Estado do Rio Grande do Sul – FAERGS. Em respeito a formalidade deste novo Campeonato, Luis resolveu fazer a modificação do nome para não ter conflito de nomes e marcas, perante os corredores do RS.

6ª etapa circuito trilhas e montanhas.

6ª Etapa do Circuito Trilhas & Montanhas

Nova Roma do Sul é um pequeno e aconchegante munícipio da Serra Gaúcha, localizado a cerca de 160Km de Porto Alegre. Cercado por paisagens cênicas é o destino ideal para estar em harmonia com a natureza, conhecer o estilo de vida serrano e curtir a gastronomia típica dos imigrantes Italianos, Poloneses e Suecos.

A cidade recebeu pelo terceiro ano consecutivo o Circuito Trilhas & Montanhas. No último sábado (dia 7) ocorreu a 6ª Etapa do CTM – Trilhas de Nova Roma, a prova teve percursos de 7,12 e 22 quilômetros de corrida em trilhas e montanhas; e reuniu mais de 700 atletas de diversas cidades do Rio Grande do Sul.

Os grandes campeões foram:

DISTÂNCIA LONGA:

Fabrícia Barnart Magalhães – Equipe: Time T & M – Tempo: 02h47min

Sidimar Pimentel Saraiva – Equipe: Time T & M – Tempo: 02h12min

DISTÂNCIA MÉDIA:

Caciane Lucia Zonatto – Equipe: Night Runners Gravataí – Tempo: 01h28min

Evandro Audibert – Equipe: Km Livre – Tempo: 01h07min

DISTÂNCIA CURTA:

Camila Backes – Equipe: Teutorunners – Tempo: 41min

Lucio Alencar – Equipe: Vidativa – Tempo: 35min

Classificação completa disponível no site da 3c Timing Cronometragem.

Tenho um carinho especial por Nova Roma do Sul, minha cidade vizinha e desde meados de 2010 meu “quintal” para treinos, passeios e, é claro muita diversão.

E falando em diversão…foi no início de 2012 que resolvi me aventurar no rafting do Eco Parque Cia Aventura e como guia do meu bote tive o Odair Paravisi, também conhecido por Grilo. Desde então nos tornamos grandes amigos e no final de 2017 no I Trilhas de Nova Roma, tive a honra de vê-lo estrear no CTM e se sagrar o grande campeão da prova na distância longa. Detalhe, era sua estreia no trail running também!

Créditos: Fabiana Borella – I Trilhas de Nova Roma (28/10/2017)

Tenho uma admiração, carinho e respeito, enormes pelo Odair. Ele se doou demais nesta 6ª Etapa do CTM, juntamente com os amigos Evandro Maciak, Samir Piola, Fabiano Borella e demais integrantes da equipe Respire.

“Esse ano está sendo o mais difícil da minha vida no esporte, fora das provas e treinos por lesão desde a 1ª Etapa do Circuito Trilhas & Montanhas em Maquiné. Tá sendo bem difícil…essa prova me salvou, não entrei em depressão pois concentrei meu pensamento no firme objetivo de dar a todos um grande percurso, de ver todos felizes na nossa cidade, […]” relata emocionado Odair.

O percurso desta prova começou a ser planejado pelo Odair, Evandro, Samir, Fabiano e cia ainda no final da etapa de Nova Roma do Sul do ano passado. Foi uma ano intenso para eles, afinal um evento deste padrão não se constrói da noite para o dia.

São trilhas para serem abertas (muitas vezes à facão) e mantidas, autorização dos proprietários das terras, segurança nos pontos mais perigosos do percurso, aprovação do Luís (Coordenador Geral do Circuito Trilhas & Montanhas) e mais diversos requisitos!

A prova (em minha opinião) foi a melhor do Circuito Trilhas & Montanhas 2019, até o momento. Um percurso extremamente técnico; rico em trilhas, montanhas, riachos, cascatas…paisagens exuberantes e pouquíssimas estradas. Uma prova que me conquistou do início ao final, e já explico o por que…

Clima ameno e chuva fraca na largada, poucos metros de corrida e já estavamos adentrando em trilhas. Ultrapassei e fui ultrapassada por alguns atletas logo após a primeira trilha e em seguida formei um trio com a Salete Parise e Márcio Reis. Seguimos juntos “escalando” as montanhas, “esquiando” as trilhas, “comprando” alguns terrenos e principalmente nos divertindo!

Créditos: Mário Reis

Chegando nos paredões de acesso à Cascata Filtro dos Sonhos (trecho mais técnico do percurso), fiquei maravilhada com a beleza do local e pensei comigo mesma ‘Vou guardar esse lugar com muito carinho em minha memória, pois fotográfo não terá aqui’! Engano meu…descendo mais alguns metros de trilha em meio à pedras, galhos e água me deparo com a Ane sentada em uma encosta em meio aos paredões, registrando e eternizando aquele momento de tamanha beleza e superação.

Créditos: Anelise Leite / Clic Run

Alguns metros mais abaixo visualizo um enfermeiro da Equipe Magda Chagas atento a possíveis acidentes e o Odair Paravisi. Que emoção encontra-lo por lá…registramos o momento e segui a trilha dizendo diversas vezes “Que percurso espetacular, Grilo (Odair Paravisi)! Que prova sensacional! Parabéns!”

Créditos: Anelise Leite / Clic Run

Concluimos a trilha da Cascata e iniciamos a temida subida do vale do Rio da Prata, dessa fez o Márcio Reis que puxava o trio. Chegando ao topo da montanha fomos presenteados com mais um lindo visual e o Sérgio Gutheil registrando aquele momento.

Créditos: Sérgio Gutheil / Clic Run

Mais alguns quilômetros de trilhas e montanhas, e estávamos no Eco Parque Cia Aventura. Passando por lá, o Júlio (proprietário do Parque) me reconheceu e gritou “Boraaaa Mine…que os teus pedais eram mais difíceis do que isso!”, confesso que na hora até senti saudades dos pedais! (risos)

Mais trilhas, mais riachos, mais “compras” de terreno, mais puladas de cerca e mata-burros e finalmente….cruzei a linha de chegada de uma das melhores corridas que já participei!

Aguardando a premiação eu só ouvia atletas e amigos elogiando o percurso e o evento no geral. Aquele clima gostoso, sabe? De amizade, camaradagem, união e alegria que só o CTM proporciona ao final de cada etapa!

Chegado o momento da minha premiação, o Luis teve a brilhante ideia de chamar o Eduardo (meu namorado) para me entregar o trofeú e já o intimou para um “futuro pedido”! – risos. Impossível finalizar melhor essa corrida!

Parabéns à todos os atletas que se desafiaram na 6ª Etapa do Circuito Trilhas & Montanhas, independentemente da distância!

Parabéns também às equipes: L & E Eventos, Magda Chagas Enfermagem, 3C Timing Cronometragem, RP Sonorização, Youmovin, Clic Run, Loja Baú do Esporte; que fazem o CTM acontecer!

Agora é se preparar para as duas últimas etapas que ocorrem no dia 12 de outubro em Tupandi e 09 de novembro em Sério.

3 maneiras de amarrar a sua bota

Neste post vou ensinar alguns nós úteis para amarrar suas botas, para que não solte durante suas caminhadas na natureza.

Este texto é uma continuação da postagem “dicas para evitar torção no tornozelo”, caso você ainda não tenha lido, veja em primeira mão!

Os nós que irei mostrar a seguir, podem servir para uma infinidade de usos, desde uma simples amarração até diminuir os inchaços referentes as caminhadas de longo curso.

Tipos de nós para amarrar sua bota

  • Nó do Cirurgião – Simples e versátil, pode evitar que o seu calcanhar escorregue.
  • Nó da Janela – Alivia os pontos de pressão no meio/topo do seu pé.
  • Volta de Alívio – Alivia a pressão na caixa do dedo do pé, podendo ser muito útil para você voltar para a trilha

O Nó do cirurgião é muito usado por quase todos os praticantes de atividades outdoor no mundo, pois é muito fácil de fazer e eficaz no que diz respeito a afirmar o seu pé dentro do calçado.

amarrar a bota de trekking
  1. Puxe qualquer folga nos cadarços, apertando a bota por cima do seu pé.
  2. Localize os dois pares de passadores mais próximos do ponto em que a parte superior do pé começa a flexionar-se para a frente; você estará amarrando o nó do cirurgião em cada um desses pares.
  3. Enrole os laços ao redor um do outro duas vezes, depois puxe-os com força; certifique-se de passar o laço diretamente até o próximo passador para “travar” a tensão do nó.
  4. Repita o passo “3” no próximo conjunto nos restantes dos passadores.
  5. Termine de amarrar o resto da sua bota como de costume ou de uma volta a mais na hora do aperto final.

O Nó da Janela é muito usado quando suas botas bem amarradas começarem a criar um ponto de pressão no topo do seu pé, o nó da janela (também conhecido como “laço de caixa”) pode ajudar a aliviar o problema.

amarrar a bota
  1. Retire o cadarço até os passadores que estão logo abaixo do ponto de pressão.
  2. Repasse indo direto até o próximo passador e depois cruzando os cadarços.
  3. Termine de amarrar o resto da sua bota como de costume ou de uma volta a mais na hora do aperto final.

A Volta de Alívio é usada quando os dedos dos pés estiverem muito doloridos/machucados, essa medida temporária poderá ajudá-lo a voltar ao início da trilha. Esse truque funciona aliviando a pressão na caixa do dedo do pé.

amarrar a bota
  1. Retire todo o cadarço da sua bota.
  2. Amarre-o de volta – mas pule o primeiro conjunto de passadores; isso abre a caixa do dedo do pé e tira alguma pressão da parte frontal da bota.
  3. Termine de amarrar o resto da sua bota como de costume ou de uma volta a mais na hora do aperto final.

Abaixo o vídeo completo, mostrando como se faz cada nó descrito acima:

Considerações finais

  • A maioria das botas vem com cadarços longos para permitir diferentes técnicas, então você deve ser capaz de fazer qualquer um desses truques de amarração usando seus cadarços atuais.
  • Se os seus cadarços estiverem desgastados, certifique-se de substituí-los por outros que correspondam tanto à forma (redonda, oval ou plana) quanto ao comprimento do par anterior, neste caso opte pelos cordeletes Paracord

A Paracord (também conhecida como cordame de paraquedas) ganhou este nome por ter sido desenvolvida para o uso em paraquedas, como linhas de suspensão (para = paraquedas / cord = corda). De forma simples, é um cordame feito de Nylon, extremamente resistente e com bom potencial elástico. Em termos de comparação entre peso, volume  e resistência, é um equipamento fantástico.

amarrar a bota com paracord

Vale ressaltar que as técnicas de amarração de cadarço descritas aqui não são um substituto para obter o encaixe certo, ao comprar botas novas. Para isso, você precisa consultar um especialista em calçados ou o vendedor da loja.

Se você gostou deste post, deixe um comentário aqui embaixo, compartilhe com seus amigos e não esqueça de nos seguir nas mídias sociais: Instagram e Facebook, nos vemos no próximo post!

Speedcross 5

Salomon Speedcross 5

Salomon lança a nova geração do Speedcross 5, o lendário tênis de Trail Running (corrida em trilhas).

Nesta quinta geração podemos notar uma grande inovação em design. O tênis Speedcross 5 está mais bonito, mais confortável, muito mais estável e com maior proteção para os pés do usuário.

Principais mudanças em design estre os tênis Speedcross 4 e 5:

Na parte do design, notamos que o tênis Speedcross 5 está muito mais clean do que a sua versão anterior.

O solado mudou consideravelmente em relação ao seu antecessor, agora o novo solado possui garras maiores e mais bem distribuídas, fazendo com que tenhamos maior estabilidade e aderência em terrenos macios e lamacentos.

Características

  • Usos: Treinos e competições de corrida
  • Terrenos: Macio e lamacento
  • Solado: Borracha Contagrip
  • Palmilha: Ortholite
  • Cadarço: Quicklace
  • Abraço do pé: Sensefit
  • Peso: 320 gramas

No site Francês da marca Salomon conseguimos um gráfico que mostra as principais diferenças de estabilidade, leveza, amortecimento, respirabilidade e proteção ao usuário para essa nova geração do Speedcross 5, aproveitamos também para mostrar aqui a diferença entre essa versão atualizada e a anterior.

O novo tênis Speedcross 5 – Salomon será vendido nas versões masculina e feminina, abaixo as cores disponíveis:

Tênis Speedcross 5


Tênis Speedcross 5 W

Ainda não há uma previsão exata de quando esse modelo desembarcará aqui no Brasil, também não sabemos quanto essa versão irá custar, mas já estamos empolgados para ver de perto e fazer uma avaliação completa desse modelo.

Caso você queira adquirir qualquer produto Salomon, entre em contato com a nossa loja parceira Patos do Sul, localizada na cidade de Caxias do Sul/RS – Brasil. Nosso querido público leitor tem descontos especiais na loja, para ganhar este desconto, você só precisa nos encaminhar um e-mail, que enviamos nosso cupom de descontos!

Curtlo BR
Bota X Chase

Bota X Chase MID GTX Salomon

Hoje viemos através deste post falar um pouco sobre as primeiras impressão da Bota X Chase MID GTX da marca francesa Salomon.

A Bota X Chase MID GTX é destinada para travessias de trekking, hiking, corridas em trilhas e para usos no dia a dia, o modelo que estamos avaliando é masculino, é um calçado leve, com tecidos que garantem impermeabilidade e respirabilidade. É indicada para qualquer tipo de tereno ou condição climática.

Bota X Chase

Essa bota foi fabricada para garantir melhor conforto ao usuário, sua modelagem evita a entrada de folhas e barro em diversos tipos de terrenos.

Bota X Chase

Tecnologias

Quicklace : é um sistema de cadarço, construído inteiramente em kevlar de alta resistência. Ao puxar o sistema de fixação do cadarço, o ajuste acontece de forma uniforme e segura.

Bota X Chase

Ortholite:  Essa palmilha está presente na maioria dos calçados da marca Salamon, essa palmilha além de proporcionar conforto incrível, é composta de uma espuma específica e também EVA.

Contagrip: O solado é antiderrapante produzido pela Michelin (uma das maiores empresas de pneus do mundo), está presente na maioria dos calçados da Salamon.

Esse mesmo solado foi projetado com muitos compostos de borracha, pensando sempre na dureza, aderência e durabilidade, desenvolvido para os esportistas mais exigentes.

Bota X Chase

Chassi ACS Skeleton:  Essa tecnologia tem como principal função maximizar o controle de movimento, fazer a gestão de energia e impulso, tendo como resposta a segurança e estabilidade em todo seu percurso da atividade. O chassi esta localizado na parte interna da bota entre a sola e a entre sola.

Membrana Goretex: A Bota X Chase MID GTX conta com uma membrana impermeável e respirável na sua fabricação, trazendo um conforto ainda maior ao seu pé, possibilitando a circulação do ar, e mantendo seus pés secos ao fazer uma travessia de rio ou qualquer lugar que precise ser usada. Vale ressaltar que existe uma margem de impermeabilidade em centímetros medida da Sola da bota até a parte presa da língua.

Detalhes

Biqueira:  A Bota X Chase MID GTX contém uma biqueira com construção reforçada, pensada em proteger seus dedos. Caso aconteça algum acidente de você vir a chutar uma pedra ou até mesmo bater a ponta da bota sem querer, a biqueira possui uma boa estrutura que impede que seus dedos venham a se machucar.

Bota X Chase

Língua: A língua dessa bota é construída de maneira diferente do que geralmente conhecemos isto é, ela é costurada internamente, dessa forma protege seus pés contra impactos gerados em caminhadas em mata fechada, também impede a entrada de barro, areia ou alguma sujeira que venha por ventura entrar durante suas caminhadas ou corridas.

Vale mencionar também que na parte superior da língua, há um pequeno bolso para acomodar a sobra do cadarço.

Curiosidades

Um cuidado muito importante que você deve tomar na hora de comprar o seu primeiro Salomon, é adquirir um número maior que o seu habitual.

Pois quando estamos caminhando na natureza por inúmeros quilômetros, subindo e descendo morros, os pés tendem a inchar, caso você tenha comprado um tênis/bota do mesmo tamanho do seu usual você poderá ter problemas com bolhas e em casos mais graves vir a perder as unhas dos pés.

A Bota X Chase MID GTX masculina na numeração 45 pesa aproximadamente 860 gramas o par, isso a torna uma das botas mais leves do mundo.

Valor: R$1.100,00 – Este valor pode variar de acordo com a variação do Dólar.

Onde Comprar

Esse modelo de bota pode ser encontrada na loja parceira Patos do Sul, localizada na cidade de Caxias do Sul/RS – Brasil. Por você ser nosso leitor, você tem descontos especial falando diretamente com a proprietária Helen pelo contato (54) 9 9976-2073.

Curtlo BR

Conclusão

Ainda estamos realizando alguns testes com a Bota X Chase MID GTX, mas já nos primeiros dias usando o modelo já nos agradou imensamente.

Dentro de alguns meses iremos finalizar a avaliação colocando em foco todos pontos positivos e negativos, para maior confiabilidade nos testes, realizaremos uma travessia de trekking pelas bordas dos Cânions Laranjeiras e Funil em Santa Catarina.

Se você gostou das nossas primeiras impressões da Bota X Chase MID GTX, deixe um comentário logo abaixo.

Caso você queira ver qualquer outro produto já avaliado por nossa equipe, clique aqui!

Equipamentos Outdoor

Bota Salomon X Ultra Trek GTX W

Hoje venho apresentar a vocês um dos calçados mais robustos da marca francesa Salomon, a Bota X Ultra Trek GTX W é um calçado destinado para atividades de hiking (caminhas leves), Trekking (caminhas longas por vários dias na natureza), podendo ser usada na neve ou não.

O modelo avaliado aqui é feminino, pois a aqui no Brasil os representantes da marca, não estão mais fornecendo a numeração 38 para o público masculino.

A bota X Ultra Trek GTX W  é composta por 45,9 % em couro, 38,4% em couro sintético e 15,7 de tecido isso garante a ela ser uma das botas mais leves do mercado outdoor com 1060 gramas o par aproximadamente.

Tecnologias empregadas

Goretex é uma das melhores membranas impermeáveis e respiráveis do mundo, ela faz o trabalho mais difícil dentro do calçado impedindo a água de entrar no interior da bota e retira o suor gerado pelo aquecimento dos seus pés.

Entenda melhor:

Imagine a membrana Goretex como uma peneira, com inúmeros orifícios, estes são menores que uma gotícula de água, dessa maneira a água não entra para o interior do calçado e possibilita a retirada do suor.

Ortholite está presente nas palmilhas, esta é fabricada em espuma específica com EVA, tem a função de proporcionar um ambiente seco e saudável para seus pés. Além disso a palmilha se mantem resistente com o passar dos anos, sem ao menos se deformar.

Advanced Chassis está presente entre a sola e a palmilha da bota X Ultra Trek GTX W, tem como principal função de maximizar o controle de movimentos e ajudar na tomada de impulsos durante as trilhas, além disso ainda aumenta a estabilidade e eficiência em cada pisada. Em outras palavras este chassis faz com que seu pé se comporte de maneira correta e evita que você pise de maneira errada, aumentando a vida útil do solado e fazendo com que o desgaste seja de forma padrão.

O Solado Contagrip, produzido pela Michelin, é um dos mais duráveis disponíveis hoje no mercado. Com no mínimo 800km de vida útil, o Contagrip foi projetado à partir de várias combinações diferentes de dureza, oferecendo a perfeita aderência e durabilidade para cobrir terrenos mistos. Projetado especificamente para terrenos desnivelados estes solados são testados em campo e os resultados satisfazem até o mais exigente dos aventureiros.

Essa bota possui o cano mais alto do que a maioria dos modelos da Salomon.

Avaliação completa:

Já se foram seis meses aproximadamente de testes com a bota X Ultra Trek GTX W Salomon, testamos ela na areia, praias e por muitas trilhas na grande Florianópolis/SC, usamos também em inúmeras trilhas aqui na serra gaúcha e algumas travessias de trekking pelo Cânion Espraiado. Já percorremos desde então uns 300 km aproximadamente.

Geralmente caminhar em regiões de cânions é um misto de aventuras, pois na grande maioria dos cânions do sul do brasil possui uma vegetação rasteira conhecida como “turfeiras” estas são sempre encharcadas. Durante a nossa travessia de 4 dias no Campo dos Padres e Cânion Espraiado a bota se manteve seca na parte interna, atravessamos mais de 20 km sobre turfeiras, poças de lama e riachos, e nenhuma gota de água entrou.

O que geralmente acontece quando usamos botas com membrana impermeável/respirável Goretex, conforme for a temperatura no local, somando a quantidade de horas de caminhada, os pés incham e suam um pouco, mas nada em exagero.

Quando for adquirir um calçado para trilhas, lembre-se de sempre usar um número maior que o habitual, dessa maneira você sentirá mais conforto nas trilhas, principalmente nas subidas e descidas íngremes.

Um dos inúmeros pontos positivos dessa bota, é o amortecimento de impactos, quando estamos usando mochilas cargueira, ela distribui muito bem o peso do corpo, os passadores dos cadarços são de metal, o que garantem melhor amarração, evitando assim que se soltem ou quebrem com o passar dos anos.

A bota X Ultra Trek GTX W Salomon é muito leve, confortável e robusta, possui boa estrutura no calcanhar, nas laterais e na biqueira que impedem que você venha torcer o calcanhar durante alguma atividade esportiva.

O único ponto negativo que encontramos nesse modelo, é o seu alto valor de mercado, cerca de R$ 1.399,00 isso conforme for a variação do dólar, pois sabemos que o modelo é importado da França.

Caso você queira adquirir este modelo de bota, entre em contato com a nossa loja parceira Patos do Sul, localizada na cidade de Caxias do Sul/RS – Brasil. Nosso querido público leitor tem descontos especiais na loja, para ganhar este desconto, você só precisa nos encaminhar um e-mail para luis@trekkingrs.com.

Curtlo BR

Salomon S-LAB SENSE 6 SG

Dentro da vasta linha de calçados da marca utilizo o SpeedCross 3, SpeedCross 4 e atualmente o Salomon S-Lab Sense 6 SG nos meus treinos e provas de trail running pelo Rio Grande do Sul.

Adquiri todos eles com a Helen Hertzog proprietária da loja Patos do Sul em Caxias do Sul.

A Salomon tem sido uma marca dominante no mundo do trail running há anos. Da próxima vez que você estiver em uma trilha ou corrida de montanha, olhe para baixo – é muito provável que você veja a maioria das pessoas usando Salomons como seu calçado favorito.

Segundo a Salomon o calçado é “Desenhado por atletas e para atletas. Calçado profissional de alta performance. Confie nos seus sentidos e corra livremente com o S-LAB SENSE 6! Versão softground para terrenos mais macios.”

Meu S-LAB SENSE 6 SG, já percorreu diversos quilômetros de trilhas, desde os terrenos úmidos e lamacentos da região de Veranópolis, até os declives e aclives acentuados das provas do Campeonato Gaúcho Corrida Trilhas e Montanhas.

Ele foi criado para estar assim…

Salomon S-LAB SENSE 6 SG

Trajado de marcas de batalha! Lama, folhas, riscos…cobrindo o preto e vermelho distintivo.

O S-LAB SENSE 6 SG é:

  • leve, pesa apenas 225 gramas;
  • altamente respirável; e
  • drena a água de forma eficaz – em terenos molhados.

Possui malha superior anti-detritos que se estende dos lados da língua e se fixa à sola do calçado. A malha funciona muito bem, impedindo a entrada de detritos e lama; e evita que a sujeira fique presa entre o pé e a palmilha.

Salomon S-LAB SENSE 6 SG

Enquanto a combinação das tecnologias EndoFit ™ (construção parecida com uma meia, encontrada na parte superior do calçado) e SensiFit ™ (camadas finas de tecido encontradas nas laterais do calçado); envolvem seus pés com segurança e conforto para uma melhor estabilidade e ajuste geral.

A parte superior também possui a tecnologia Quicklace System, que fornece um laço rápido e preciso.

Salomon S-LAB SENSE 6 SG

Já a sola do calçado é fabricada com a tecnologia tração úmida premium Contagrip para uma excelente aderência. A designação soft-ground (SG) no nome do calçado significa que ele é mais adequado para trilhas enlameadas.

Salomon S-LAB SENSE 6 SG

Sua entressola é composta de:

  • Enchimento EnergyCell+, esse tipo de amortecimento proporciona excelente retorno energético e é super durável;
  • Espuma EVA Compacta de dupla densidade. EVA é frequentemente usada em tênis de corrida em função das suas propriedades úteis: flexibilidade, durabilidade e amortecimento; e
  • Filme Profeel que aumenta a estabilidade. E permite que os corredores sintam o movimento do calçado ao mesmo tempo em que proporciona proteção, contra os obstáculos das técnicas trilhas.

Daniel Gohl é empresário, founder da Raiz Trail e corredor. Ele também utiliza o S-LAB em diversos treinos e provas de trail running, e comenta:

“Além de leve e transpirável o S-LAB tem ótima vasão de água em treinos molhados. O sistema Endofit utilizado no modelo é perfeito para manter o tênis leve mesmo em dias com muita chuva ou treinos com muita travessia de córregos e rios.”

Salomon S-LAB SENSE 6 SG
Créditos: Arquivo Pessoal

“A malha anti-detritos é muito funcional! Mantém o pé sempre sem a presença de pedrinhas e não atrapalha em nada o conforto para calçá-lo.

Além disso, possui uma biqueira resistente, o contagrip (solado) é seguro em qualquer tipo de terreno e o calcanhar reforçado na medida certa.

Para quem tem velocidade, consciência corporal e gosta de tênis que respeita a sua pisada, o S-LAB é o modelo ideal para encarar as trilhas e montanhas em todos os locais.” completa Gohl.

Resumindo…o S-LAB SENSE 6 SG é ultra leve, ágil e surpreendentemente confortável. É um tênis que garante velocidade, um calçado que reage melhor quando sua cabeça está baixa e sua frequência cardíaca é alta!

Salomon Speedcross 4

Para correr em trilhas e montanhas é necessário treino, dedicação e coragem, mas estar preparado com roupas e principalmente calçados certos faz toda a diferença, pensando nisso, a marca Salomon desenvolveu o tênis Speedcross. Ele é o parceiro ideal para você encarar os seus desafios com maior conforto e segurança.

Sobre a marca:

A Salomon nasceu em 1947 na pequena cidade de Annecy, fruto do trabalho de Francois Salomon e seu filho George. Durante seus mais de 60 anos de existência, o empenho da Salomon em criar design’s inovadores e sua paixão pelos esportes de montanha criaram uma vasta gama de novos e revolucionários conceitos em calçados, vestuário, equipamentos para snowboard, corridas de aventura, alpinismo…Atualmente os produtos da Salomon são vendidos em mais de 160 países e a marca se tornou ícone mundial em esportes de montanha.

Avaliação:

Já faz alguns anos que utilizo os modelos Speedcross 3 e 4 em diversos treinos e provas, além de conforto e segurança os modelos tem uma qualidade que todo corredor procura: durabilidade!

Speedcross

Diversos amigos me perguntam: “Mine, qual a melhor versão do Speedcross?”

Difícil responder essa pergunta – risos. Os dois possuem diversas qualidades e – ao meu ver – algumas pequenas falhas. Visualmente são muito parecidos, mas após diversos quilômetros rodados com os mesmos, escolho a versão 4 como a melhor!

Speedcross 3/4
Comparativo tênis Salomon Speedcross 3 x Speedcross 4

O Speedcross 4 é leve, altamente amortecido e com uma aderência totalmente agressiva. Composto de diversas tecnologias e algumas mudanças em relação ao seu antecessor, são elas:

Contagrip (solado): na última versão do modelo as travas são mais grossas. Uma combinação de borrachas que resultam na adaptação do solado às irregularidades que as diferentes superfícies de uma única trilha podem apresentar. Eu diria que o solado do Speedcross 4 beira a perfeição, pois oferece, segurança, tração e fantástica aderência nas trilhas;

Speedcross

– Endofit: membrana em neoprene que abraça o pé separando-o do cabedal interno. Essa tecnologia aumenta a sensibilidade ao terreno e melhora o ajuste do calçado juntamente com o sistema Sensifit que envolve o pé e proporciona um ajuste preciso e seguro.

Speedcross

– Quicklace: cadarço em kvelar altamente resistente. Ao puxar o sistema de fixação do cadarço, o ajuste acontece de forma uniforme e segura.

Ortholite: a palminha combina uma espuma Ortholite específica com um contraforte de EVA criando um entorno mais fresco, seco e acolchoado debaixo dos pés;

– Reforços: os desafios de uma trilha resultam em um desgaste acelerado do calçado. Mas pensando nisso, a fabricante incluiu reforços quase imperceptíveis que, além de compor o design do modelo, protege as extremidades do tênis: na biqueira e no contraforte do calcanhar podemos notar uma porção extra de borracha que protege e reforça estas peças.

Speedcross

Speedcross

Speedcross

Após muitas tecnologias e qualidades – ao meu ver – o uso de uma trama de malhas muito fechadas no modelo 4, traz pouca ventilação ao calçado e dificulta a eliminação do suor nos pés durante a trilha. Correr com os pés encharcados morro acima ou morro abaixo, pode dificultar o desempenho, gerar insegurança e no meu caso as temidas bolhas.

Caso você queira encomendar o seu Salomon, só entrar em contato com a loja Patos do Sul ou fale diretamente com a Helen Hertog, proprietária da loja pelo telefone (54)3228.1100 e/ou whatsapp (54)99976.2073

Avaliação Tênis XA PRO 3D Salomon

O tênis Xa Pro 3D sem dúvida é o melhor tênis para a prática de atividades ao ar livre que já tivemos a oportunidade de avaliar, seu design traz uma beleza inconfundível sem deixar a desejar na resistência de seus materiais, leveza, funcionalidade e robustez.

Desenvolvido e construído pela marca francesa Salomon, que por anos fabrica calçados específicos para atividades ao ar livre com o mais alto padrão de qualidade.

Já avaliamos alguns modelos de calçados aqui no site, analisando e testando todas suas funcionalidades, conforto e resistência.

Este modelo que mostraremos aqui nesta avaliação, nada mais é que um dos tênis mais vendidos e usados no mundo outdoor por praticantes de inúmeras modalidades, como: hiking (caminhas leves), Trekking (caminhas longas por vários dias na natureza), corridas em trilha, corridas em montanhas e mountain bike.

O Tênis Xa Pro 3D foi fabricado para melhorar o seu desempenho em quais forem suas aventuras, mantendo seus pés totalmente confortáveis, as tecnologias presentes neste modelo de calçado fazem o usuário sentir-se seguro a cada passo, dentre elas estão: Quicklace, Sensifit, Advanced Chassis 3D, Contagrip e Ortholite, vamos explicar cada uma delas para que você entenda de maneira simples o porque este calçado é um ícone de vendas da marca francesa.

Conheça as tecnologias Salomon

  • Sensifit  é um laço assimétrico similar a um cadarço, que permite um ajuste personalizado do usuário de maneira rápida e eficiente, este sistema funciona da seguinte forma: o cadarço é unido pelo Quicklace (um pequeno puxador plástico com trava), ao puxar este laço é preciso apenas empurrar o puxador até que tenhamos o pé bem firme, para soltar apenas é necessário soltar a trava do puxador e arrastar o mesmo para cima até que o calçado fique solto no pé. Além disso na parte superior da língua temos um pequeno bolso, este tem a função de acomodar o restante do cadarço que sobrar depois do aperto, mantendo seu pé sempre firme, sem desamarrar, evitando assim que por algum descuido você pise no cadarço sobressalente.

Tênis XA PRO 3D Salomon

Tênis XA PRO 3D Salomon

  • Advanced Chassis 3D, essa tecnologia está presente entre a sola e a palmilha do Xa Pro 3D, tem como principal função de maximizar o controle de movimentos e ajudar na tomada de impulsos durante as trilhas, além disso ainda aumenta a estabilidade e eficiência em cada pisada. Em outras palavras este chassis faz com que seu pé se comporte de maneira correta e evita que você pise de maneira errada, aumentando a vida útil do solado e fazendo com que o desgaste seja de forma padrão.

Tênis XA PRO 3D Salomon

  • Contagrip é a tecnologia presente em todos os calçados da Salomon, construído de diferentes formas para cada calçado, no modelo Xa Pro 3D possui uma combinação de garras multifuncionais e emborrachadas, que garantem uma ótima tração para todos os tipos de terrenos.

Tênis XA PRO 3D Salomon

  • Ortholite esta presente nas palmilhas, esta é fabricada em espuma específica com EVA, tem a função de proporcionar um ambiente seco e saudável para seus pés. Além disso a palmilha se mantem resistente com o passar dos anos, sem ao menos se deformar.

Além de todas estas tecnologias descritas acima, o tênis possui ainda uma biqueira robusta, fabricada toda em borracha, tornando este calçado um dos melhores modelos para as aventuras.

Tênis XA PRO 3D Salomon

Tênis XA PRO 3D Salomon

Tênis XA PRO 3D Salomon

A língua deste modelo de tênis é construída para não deixar entrar barro ou pequenos objetos indesejáveis durante a prática de atividades de aventura.

Tênis XA PRO 3D Salomon

Tênis XA PRO 3D Salomon

Costumamos falar que este tênis é um “pau para toda obra” nas modalidades de aventuras.

Já estamos a mais de 6 meses avaliando o modelo, e até o presente momento este se saiu bem em todas as trilhas, trekkings que fizemos, o que chamou muita atenção foi em relação ao solado, é um dos tênis com uma aderência incrível, fizemos trilhas em leito de rios, atravessamos cânions por cerca de quatro dias seguidos com mochila nas costas, descidas de rapel. Em todas as nossas viagens e aventuras não levamos um escorregão se quer, isto chamou bastante nossa atenção, pois os calçados da marca geralmente possui baixa aderência em locais úmidos e escorregadios, como pedras molhadas, raízes e limos.

Tênis XA PRO 3D Salomon

Um outro detalhe que vale a pena ressaltar aqui é que o tênis seca muito rápido, o que faz com que a sensação de conforto aumente ainda mais, além disso faz ele ser uma boa opção para locais úmidos ou mesmo barrentos. A vez que pudemos testar esse quesito foi em uma trilha de aproximadamente 24 km na Pedra Branca na cidade de Alfredo Wagner/SC, a trilha estava completamente encharcada e embarrada, se estivesse com qualquer outro calçado chegaria no final do percurso certamente com alguma bolha no pé e completamente molhado, mas ali o tênis Xa Pro 3D mostrou toda sua tecnologia, voltei da trilha com o tênis muito embarrado, com meio pé molhado sem cair um tombo se quer.

Tênis XA PRO 3D Salomon

Recomendamos muito o uso do tênis Xa Pro 3d para qual for sua aventura, quando for adquirir um calçado para trilhas, analise sempre suas características construtivas, materiais, conforto, suas tecnologias e não apenas o seu preço, isso fará uma diferença tremenda na sua aventura. Lembrando que um calçado mal ajustado, apertado ou impróprio para certas aventuras fazem com que você passe maus bocados em suas viagens, para não ter imprevistos durante suas trilhas invista em calçados apropriados.

Na Guenoa Apetrechos para Aventuras você encontra este tênis e muitos outros modelos da Salomon, os vendedores são aventureiros natos, corredores em trilhas e praticante de uma infinidade de aventuras, eles são as pessoas certas para tirar todas suas dúvidas sobre qual o melhor calçado para você escolher na sua aventura.

 

Tênis Techamphibian 3 Salomon Avaliação

Apresento o Tênis Techamphibian 3 é um dos tênis mais leves fabricado pela marca francesa Salomon. Este calçado é destinado para fazer travessias de cânions, rios ou qualquer outro caminho que seja acidentado.

Este modelo de tênis é um modelo muito versátil, construído para acomodar seu pé de maneira segura e estável, nesta avaliação iremos mostrar todos os detalhes, características técnicas e algumas curiosidades, para que você conheça o produto sem ter que ir na loja.

Características construtivas:

O Tênis Techamphibian 3 apresenta uma construção diferenciada da maioria dos calçados que conhecemos, pode ser usado como uma sandália em dias de calor ou como um tênis técnico em situações onde é exigido o máximo desempenho.

Entre seus detalhes o que mais chama a atenção é o seu ajuste do torso do pé, este mantém o pé completamente firme, tornando-o fácil de calçar e descalçar, este sistema de ajuste oferece maior segurança na pisada.

A Salomon é diferente, além da venda, constrói seus calçados de maneira que tenha o melhor ajuste possível para seus pés.

Tênis Techamphibian 3

Tênis Techamphibian 3

O sistema de ajuste do cadarço é chamado de Quicklace, este tipo de amarração permite que você ajuste o cadarço de maneira rápida e segura evitando assim que o tênis se desamarre. Este tipo de amarração já é muito usado em boa parte dos calçados da marca, é altamente confiável. Além disso a Salomon preocupa-se ainda em oferecer um pequeno bolso em cima da língua para assim acomodar o restante do cadarço que sobrou.

Tênis Techamphibian 3

Na parte externa do calçado, podemos notar alguns detalhes interessantes, construído com telas de Nylon que permitem que a água saia por completa de dentro do tênis, mantendo o seu pé sempre seco, um detalhe que vale a pena mostrar aqui é as telas com design de colmeia, na parte onde o tênis é dobrado repetidas vezes durante uma caminhada em leito de rios a marca Salomon se preocupou em colocar duas telas uma em cima da outra, garantindo que o tênis não rasgue facilmente com o passar do tempo. Veja a imagem abaixo:

Tênis Techamphibian 3

Na parte da frente do tênis Techamphibian 3 podemos notar uma certa rigidez nos materiais, foi construído desta maneira para evitar machucar os dedos durante um escorregão ou algum impacto maior.

Tênis Techamphibian 3

O solado é construído de maneira que não permite a entrada de água por baixo, isso possibilita maior segurança e tração em terrenos escorregadios e acidentados, sendo muito bom até mesmo em baixo da água. O solado Non-marking – ContaGrip como é conhecido  foi pensado para ser muito aderente em inúmeras situações, podemos notar que as garras do Tênis Techamphibian 3 possuem porosidade diferente na parte da frente, meio e atrás, isso faz com que tenhamos maior firmeza, tração e aderência, independentemente da maneira que tocarmos no terreno.

Tênis Techamphibian 3

O Tênis Techamphibian 3 calça muito bem, é confortável, leve e seguro, na parte interna podemos ver que o fabricante caprichou para deixar o tênis o mais confortável possível, na parte de trás a uma camada de espuma relativamente espessa, isso gera uma sensação muito boa ao caminhar. A palmilha é leve e muito respirável, o que garante isso são os pequenos orifícios em toda sua estrutura.

Tênis Techamphibian 3

Com certeza é um calçado fabricado para durar, os materiais são de primeira linha.

Analisamos e testamos o Tênis Techamphibian 3 nas regiões da serra gaúcha e em algumas caminhadas leves na região dos Cânions, mais precisamente em Cambará do Sul/RS e também no litoral.

Utilização:

Este calçado pode ser utilizado em trilhas curtas (hiking), na cidade e nas praias, não recomendamos o seu uso para trekking em mata fechada, pois como o calçado é um tanto aberto em sua estrutura, isso pode ser um problema se por ventura na trilha tiver algum animal peçonhento.

Veja outras imagens capturas enquanto fazíamos os testes abaixo:

Tênis Techamphibian 3

Tênis Techamphibian 3

Tênis Techamphibian 3

Avaliação final – Tênis Techamphibian 3 Salomon:

Os primeiros testes que realizamos foram em trilhas normais aqui na serra gaúcha, com terreno pouco acidentado e solo seco, o tênis Techamphibian 3 se comportou muito bem, possui boa tração e resistência.

Nas caminhadas na região dos Cânions também foram satisfatórias, no dia desses testes estava bastante úmido, não chegando a estar completamente molhado.

O terceiro teste fizemos no litoral, caminhamos bastante na beira mar, mesmo com o calor a respirabilidade do tênis é boa.

O último teste que fizemos foi na travessia de alguns pequenos riachos na cidade de Nova Roma do Sul/RS, afinal queríamos constatar verdadeiramente a aderência do calçado para a atividade para que foi fabricado. Neste quesito deixou um tanto a desejar, ele é sim um pouco mais aderente que a maioria dos tênis da marca, mas não é um calçado que podemos confiar cegamente ao passar por pedras lisas, com limos e musgos.

A biqueira é muito resistente, inume-as vezes chutei pedras sem querer e não machuquei os dedos. Lembrando que quando comprar um tênis da marca Salomon, você deverá sempre usar um número a mais que o seu usual.

Em relação a entrada e saída de água isso funcionou bem, um dos pontos positivos desse calçado de fato é o seu peso e a secagem rápida.

Onde comprar: Guenoa Bikes e Apetrechos para Aventuras

Valor: R$ 499,00

Peso: 350g

Tênis Techamphibian 3

Em nosso site você encontra também a avaliação completa da Bota Salomon Explorer GTX e o Tênis XA PRO 3D ULTRA 2 GTX.