Cascata do Chuvisqueiro – Riozinho/RS

A cascata do chuvisqueiro, possui uma queda de aproximadamente entre 70 e 80 m com um poço de 9 m, localiza-se a 950 m acima do nível do mar.

 A formação desse ambiente é resultado de uma longa ação do tempo. Há cerca de 150 milhões de anos, no período Jurássico, a região era um grande deserto, o Botucatu. As enormes dunas foram cobertas por lava vulcânica e, com as chuvas, surgiram os cursos d’água. Fica a 16 quilômetros do centro de Riozinho e 23 quilômetros de Rolante.

dsc_0387

Com uma área propícia para banhos, porém com um certo grau de periculosidade. Localiza-se em Chuvisqueiro, a 16 quilômetros da sede, com acesso pela RS 239, estrada Riozinho / Rolante.

Cascata do Chuvisqueiro

Recebe visitação diariamente, possuindo bar, mini-mercado, local para Camping, churrasqueiras, energia elétrica e chuveiros, trilhas e prática de canyoning e rapel.

Atrações:

Acampamento:

O Camping está em uma área particular de 20 hectares de terra, com uma parceria imensa com a Prefeitura Municipal de Riozinho e a Secretaria de Turismo e Meio Ambiente, conseguimos uma área que está atribuída em todos os aspectos com o meio ambiente!

Sempre procuramos investir ao máximo, pois afinal é um reduto natural. A responsabilidade de limpeza e higiente do local é feita regularmente, está proibido som automotivo na alta temporada tendo total respeito aos Campistas no local.

Cascata do Chuvisqueiro
Foto: Fui Acampar

Reserva de Camping:

felipebroch@hotmail.com.br
roni_broch@yahoo.com.br

Tel: (51) 9568-7408
Telefone: (51) 9797-3949

Rapel:

 A prática de Rapel é feita por o meio de autorização no Camping, pois não disponibilizamos instrutores e nem materiais de uso do esporte. Rapel somente por autorização dos administradores do Camping, sendo uma área particular, o esporte de Rapel é de total responsabilidade dos praticantes e é privado, liberado somente por autorização dos administradores do Camping.

Cascata do Chuvisqueiro
Foto: Luciano Bresolin

Quem promove:

Equipe Esporte Aventura

Contato: grupoesporteaventura@gmail.com

Tel: (51) 97185479 – Luciano Bresolin

Cascata do Chuvisqueiro
Foto: Luciano Bresolin

Valores:

Para passar o dia no parque o valor é R$ 6,00 por pessoa e R$ 5,00 do estacionamento por veículo.

A diária do Camping por pessoa é R$ 10,00 e R$ 5,00 do veículo (o veículo pode ficar junto ao acampamento).

OBS: crianças até dez anos, não pagam.

Outras informações:

Para organização de almoço sob encomenda é preciso entrar em contato:

Email: felipebroch@hotmail.com.br ou roni_broch@yahoo.com.br

WhatsApp: 5195687408 Cassiano
WhatsApp: 5198028474 Evandro

Localização:

Estrada Geral do Chuvisqueiro, 15600

Riozinho/RS 95695-000

Principais Distâncias:

Porto Alegre: 138 km

Caxias do Sul: 157 km

Farroupilha: 163 km

Cascata do Chuvisqueiro
Mapa de localização

Através da

4 Comments

  • Lívia Sombrio,

    Pessoal, acho muito importante dar meu feedback, gostaria de ter escrito antes mas fiquei sem computador.
    Primeiro, o lugar é de fato LINDO, a água bem gelada e todo o resto.
    Agora a parte que importa, a administração do evento e do camping deixou MUITO a desejar, e vou explicar porque.
    Chegamos para o evento no sábado a tarde, já que o tempo estava horrível na sexta e ficamos na dúvida se ia ser bom ir mesmo, chegamos lá com várias comidas porque realmente ficamos na dúvida do que realmente ia ter e se iria ser bom mesmo, pois o debate do rango vegano só rolou depois. Muita gente ficou sem almoço mesmo pagando, e muita gente só foi almoçar no meio da tarde porque a lentilha foi liberada pra todo mundo e o pessoal veg ficou sem. Logo que chegou a noite fomos procurar o esperado lual e realmente deu pra ver que foi bem menos pessoas do que o esperado, achei que iria ser um SUPER evento e realmente daria pra fazer o lual pertinho da cachoeira.
    Os banheiros eram precários, não tinham piso, o camping não tinha estrutura elétrica apropriada e teve que cortar dois chuveiros pois estavam ocorrendo quedas de luz pelo camping, o banheiro não tinha higienização adequada, e em certa ocasião tivemos que pegar a vassoura que esqueceram no local para limpar os boxes que estavam lotados de cabelo e lixo. Para ter luz nas barracas tivemos que puxar 3 extensões, morrendo de medo de dar um curto.
    ———————– !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!————————–
    A coisa que mais me incomodou foi o fato notar três cães em estado de puro osso, eles estavam DESESPERADOS por comida, e MORRIAM de medo de pessoas. Fui num desespero pegar minha comida pra dar pra eles porque aquilo realmente mexeu comigo e me deixou muito mal, os cães até pra comer não queriam chegar perto de mim, só o menos magro deixou fazer um leve carinho. Cheguei bem exaltada na administração do camping para solicitar o responsável pelos cães, o pessoal me olhou com uma cara de fantasma e o administrador do camping se apresentou, expliquei tudo e ele disse que os cães não eram deles, que os deles estavam presos ali do lado (já chego lá), e que eram do vizinho. Ok, disse que cabia a eles fazer uma denúncia na delegacia contra maus tratos, porque além da comida eles tinham muito medo o que sugeria agressão. Ainda com cara de fantasma ele só concordou com a cabeça e eu dei a idéia de colocar ração e água em frente a administração pois o evento era pra ser ECOFRIENDLY (me diz como porque de cara ofereceram carne pro almoço e não se preocupam com os animais). Sai de lá bem chateada…
    No dia seguinte, domingo, eu e meu namorado fomos observar as estrelas em cima da lomba que tem pra cima da cachoeira e observamos que os três cães dormiam no meio do mato bem escondidos, e todas vezes que nos avistavamos eles passavam BEM longe, bem assustados.
    No dia da super lua que foi segunda, eu resolvi fazer carinho em um dos dogs do camping q era bem grandinho apesar de ser um bebezão. Eles ficaram os 2 presos numa corrente CURTÍSSIMA por 4 dias, em nenhum momento vi comida, apenas água disponível. O cachorro já tava andando no próprio coco e um tava bem deprimido (o bebê) e o outro bem irritado, porque não podia defender o outro. Eu cheguei e ele quis pular, brincar, eu amassei ele, virou de barriga pra cima e… TODA vez que ele fazia isso levava um puxão da corrente. Notei brotoejas provavelmente causadas pela corrente e queda de pelo provavelmente por falta de vitaminas, logo que sai ele foi se acalmando e deitando pois não podia fazer mais nada. Questionei sobre o tamanho na corrente e o que recebi de resposta foi que ele arranhava o carro (PENSA NUM CAMPING ENORME e o lugar que foram prender o cachorro foi na casinha que guardavam o carro).
    Mais tarde nesse dia os fatos começaram a tomar um sentido,
    fomos comer pastel (feito na hora, ao contrário do oferecido na mercearia precária do camping) e estava conversando com a tia da food truck, até comentar dos cães. Aí a tia começou a dizer que nem gostava de falar pois ela chorava, segurou umas lágrimas contando que eles roubam comida de quem ta na cachoeira, que mal se mantém em pé e que são DO CAMPING, SIM, DO CAMPING. Começamos a conversar mais e soube que ela tinha preparado um SUPER cardápio vegano e vegetariano, pesquisou um montão, se empenhou em servir comida gostosa e o camping VETOU a comercialização, e o evento ainda deletou o comentário dela avisando das opções no grupo. Eles tem toda estrutura comprada pra melhorar o local, iam fazer banheiros perto da cachoeira com um destino apropriado pro resíduo e um espaço de convivência bem legal, disse que vetaram e que vetaram também o luau ali, mesmo ela falando que ficariam até as 5h lá se necessário.
    Então pessoal, neste ponto eu já estava muito mexida com todos os acontecimentos, pronta pra fazer um barraco, que admito que só não fiz pois iria me abalar mais ainda psicologicamente, e venho informar que o evento coloca como regra o BOM HUMOR, me pergunto COMO?!
    ——————————–!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!——————————
    Estou pensando seriamente se irão cuidar apropriadamente dos animais e executar melhorias no camping até o próximo evento que está planejado, pretendo ir na delegacia prestar queixa de maus tratos contra o camping lá pela semana que vem, e creio que isso tudo só vai me gerar mais desânimo e estresse. Mas vamos lá, espero realmente que resolvam as situações (QUE NÃO DEÊM UM “SUMIÇO” NOS CÃES) e que da próxima vez que eu vier a frequentar o local que eu tenha apenas agradáveis surpresas.

    • Rose,

      Fiquei triste com esse relato. pobres animais. dificil tolerar isso. prendo ir lá amanhã, vamos ver se os cáes estarão lá. intolerancia com insensibilidade.

      • Rose,

        saiu errado, não pretendia escrever “prendo” e sim “pretendo”.

  • Jair Prandi,

    Realmente é uma bela cachoeira!
    Conheço muitas no Rio Grande do Sul, porém esta ainda não. Sem dúvida, será um de meus próximos destinos.
    A Cascata do Chuvisqueiro está na minha seleção das cachoeiras top 10 no Rio Grande do Sul – http://www.viagensecaminhos.com/2017/09/as-10-mais-incriveis-cachoeiras-do-rio-grande-do-sul.html

  • O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Previous reading
    Rapel: O mundo do esporte e da emoção
    Next reading
    “Vagabonding” de Rolf Potts: Um guia incomum sobre a arte de viagens de longo período.