Calçados impermeáveis, como cuidar!

Os calçados representam um dos mais importantes equipamentos aos amantes das Atividades ao Ar Livre, fundamentais nas práticas mais variadas. Em escala similar, também são os equipos que mais sofrem desgaste, tanto pelas duras condições ambientais em que são utilizados quanto pela alta pressão que recebem durante as atividades.

E os modelos impermeáveis representam o que há de mais moderno para a sua aventura, em especial os “transpiráveis”, detentores de tecnologias como a Goretex®, com membranas especiais que garantem a total impermeabilidade e respirabilidade do produto. Daí a necessidade de certos cuidados especiais.

calçados

Estes produtos são desenvolvidos principalmente para serem usados em terrenos úmidos ou encharcados (trilhas com riachos, lama, poças d’água, etc), mas não para atividades exclusivamente aquáticas. Desta forma, um dos maiores cuidados que devemos ter com os calçados impermeáveis e transpiráveis é o de não permitir a entrada de água em seu interior, pois a sua construção (especialmente dos que possuem membrana) é desenvolvida para expelir a umidade interna do calçado como vapor e de forma gradual – basicamente o suor. A grosso modo, ao “forçar” a passagem de grande quantidade de partículas de água simultaneamente para o exterior do calçado, alargando os poros da membrana, pode-se danificar o sistema de impermeabilização de forma irreversível.

Portanto, se por descuido você encharcar seu calçado (uma pisada acidental em um córrego, por exemplo), deixe o produto descansar até a sua completa secagem, de preferência à sombra e de cabeça para baixo, para acelerar o escorrer da água. Por garantia, uma boa dica para travessias de vários dias é levar na mochila um par de sandálias ou chinelos, que podem ser utilizados nestas situações imprevistas, preservando assim um produto tão técnico e valoroso.

calçados

Outro cuidado refere-se ao couro das botas impermeáveis, que deve ser mantido bem lubrificado, sempre seguindo as normas dos fabricantes e com o uso de produtos impermeabilizantes – em geral cremes e spray. Tais produtos, em conjunto com a membrana e os demais materiais que compõem o corpo do calçado, auxiliam na durabilidade da impermeabilização, aumentam a resistência do produto à sujeira e ainda evitam que o produto se sature quando molhado (fique pesado e encharcado).

Com cuidados regulares à base destes produtos os poros de canalização de umidade não se fecharão e o calçado se manterá flexível, não permitindo que o couro e a borracha endureçam e rachem. Mas atenção, somente utilize produtos especialmente desenvolvidos para estes fins, que não obstruem o sistema de transpiração nem afetam o controle climático obtido com a membrana. Também existem produtos para serem aplicados nos cadarços, tornando-os mais duráveis e resistentes à água e, conseqüentemente, mais leves quando molhados.

calçados

Lembrando que as membranas Goretex® são totalmente impermeáveis e transpiráveis, não dependentes do uso de produtos específicos para proteção e impermeabilização.

Evite lavar o seu calçado desnecessariamente para prolongar a sua estrutura original. De vez em quando, tire a palmilha e limpe o seu interior, para remover o sal proveniente do suor excessivo, que pode manchar e enrijecer o couro. Se não estiver muito sujo, apenas remova a sujeira acumulada com um pano ou esponja úmida. Já os calçados com tecnologia Goretex® necessitam de um outro cuidado especial para recuperar sua eficiência: ao menos uma vez por ano, encha-os com água e deixe-os descansar uma noite para que os poros da membrana que estiverem saturados com sal sejam desobstruídos.

O método de lavagem varia um pouco entre as marcas, podendo variar do uso de água fria à morna, por exemplo. Portanto, siga sempre as orientações recomendadas no manual do produto. De forma geral: lave sempre a mão, sem torcer, evite escovar e não use sabão. Se necessário, use uma escova macia e sabão neutro. Evite também o contato com produtos químicos em geral, altamente agressivos ao calçado. Em contato com estes materiais, lave imediatamente. A secagem deve ser feita sempre à sombra, de preferência à noite e em local ventilado, pois os raios ultravioletas e demais fontes de calor ressecam o couro e a borracha. Jamais utilize máquina de secar ou aparelho de microondas para secar o calçado! A cola usada no solado pode ser termo-reativada a partir de temperaturas superiores à 60ºC, amolecendo e descolando.

calçados

Para evitar a proliferação de fungos e bactérias e preservar a vida útil dos calçados, sempre que possível evite usá-lo em dias seguidos, permitindo a secagem do suor absorvido pelo couro durante este intervalo. Troque de meias diariamente e retire as palmilhas do calçado para ventilar ao final do dia.

Caso o seu calçado apresente algum defeito, entre em contato com o fabricante para acionar a garantia ou solicitar conserto especializado, evitando reparos inadequados e pouco duráveis. Companheiro de muitas aventuras, seu calçado merece os melhores cuidados para continuar lhe proporcionando momentos incríveis por muitos e muitos anos.

Autorizado a duplicação do post por: Clube Trekking Santa Maria.

1 Comment

  • Ricardo K Camara,

    Legal o conteúdo.

  • O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Previous reading
    Descanso e lazer termina em tragédia na Inglaterra
    Next reading
    As leis de Murphy no acampamento