Cachoeiras Gêmeas de São Miguel

Para quem gosta de fazer caminhadas curtas e se conectar diretamente com a natureza intacta, as cachoeiras gêmeas de São Miguel são uma boa pedida.

Todos nós sabemos que a região da serra gaúcha é repleta de atrações turísticas, dentre elas se destacam os atrativos culturais e naturais. A geografia da serra gaúcha é bastante montanhosa, cheia de matas e rios que contornam os morros, o que a torna perfeita para a prática de esportes de aventura, caminhadas e explorações.

Certo dia na cidade de Farroupilha/RS, em uma simples caminhada exploratória descobrimos uma cachoeira e uma cascata que deságua no mesmo rio, ambas com  altura considerável de 20 a 25 metros de queda de água.

Qual é a diferença entre cascata e cachoeira?

  • Cascata: as águas caem em queda livre do ponto inicial até o ponto final, sem tocar em nada;
  • Cachoeira: as águas escorrem por cima das pedras, antes de chegar no ponto final.

É o local ideal para relaxar, tomar um banho de cachoeira, ou quem sabe se desafiar nos esportes de aventura. Também é possível fazer rapel e escalada. Ressaltasse, entretanto que o acesso é bucólico e não possuí vias para tal, um lugar totalmente inexplorado. Pode-se dizer que é um paraíso no meio da serra gaúcha.

Caso você queira conhecer este local, aconselhamos levar um guia para acompanha-lo na trilha até as quedas de água.

Geralmente, na serra gaúcha os locais são de difíceis acesso e de propriedade privada, ou seja para chegar em belos locais é necessário passar por uma grandes quantidades de famílias proprietárias das áreas.Por isso, é aconselhável sempre que for fazer uma caminhada em um lugar novo solicitar a permissão das famílias para passar em suas terras. Não custa nada, assim evitamos contratempos.

Trilhas:

A trilha é composta por inúmeros atrativos naturais em toda sua extensão, do começo ao fim o passeio é gratificante. O trajeto  não apresenta grandes dificuldades, mas também não é  muito fácil. Existem duas rotas para chegar nas Cachoeiras Gêmeas de São Miguel, explico a seguir.

1° rota: vá seguindo por estrada de colônia, depois o caminho se torna uma (picada de trilha), estas são mais difíceis de seguir, pois é uma imersão por dentro da mata nativa regional, é fácil se perder, mas a dica aqui é seguir sempre acompanhando o rio. Neste caso, o rio se encontra à direita da trilha, veja a indicação no mapa ao final do post.

2° rota: a trilha é um pouco mais aberta, leva para a parte  de cima das cristas das cachoeiras. Esta opção é mais apreciada para os aventureiros que buscam fazer rapel, veja a indicação no mapa ao final do post.

Fotos das trilhas:

Cachoeiras Gêmeas
Foto: Luís H. Fritsch
Cachoeiras Gêmeas
Foto: Luís H. Fritsch
Cachoeiras Gêmeas
Foto: Luís H. Fritsch
Cachoeiras Gêmeas
Foto: Luís H. Fritsch
Cachoeiras Gêmeas
Foto: Luís H. Fritsch
Cachoeiras Gêmeas
Foto: Luís H. Fritsch
Cachoeiras Gêmeas
Foto: Luís H. Fritsch
Cachoeiras Gêmeas
Foto: Marcio Basso
Cachoeiras Gêmeas
Foto: Luís H. Fritsch

Onde se localizam:

As Cachoeiras Gêmeas estão localizadas na Linha São Miguel na cidade de Farroupilha/RS a cerca de 6 quilômetros do centro da cidade, as quedas d’água estão em áreas privadas. Veja abaixo os mapas que mostram as duas rotas que podem ser feitas a pé.

Mapa/coordenadas: 29°14’53.5″ S – 51°18’01.7″ W

Cachoeiras Gêmeas

Dica: Sempre que for explorar novos lugares leve consigo roupas confortáveis, calçados fechados, repelente, protetor solar, água, alimentos e kit de primeiros socorros. Lembre-se também, nunca vá sozinho para a natureza, pois afinal é sempre bom conhecer novos lugares, mas com as devidas medidas de segurança.

4 Comments

  • alessandra,

    Luis: se é propriedade particular, como fazemos para entrar?

    • Luis H. Fritsch,

      Olá Alessandra, recomendo pedir permissão antes de entrar nas propriedades particulares. A estrada que mostra no mapa como Rota 2, no fim dessa estrada a um portão de ferro, ali está a família que é dona das terras que levam as cristas da cachoeiras, e também das terras abaixo das cachoeiras.
      As outras famílias estão localizadas na Rota 1. Para conhecer as duas rotas você terá que pedir permissão para as famílias locais.
      Forte abraço e bons ventos!

  • Pedro,

    Olá Luis,
    Gostei do lugar!
    Para conhecer a cachoeira pela ROTA 1, enfrentamos uma trilha fechada? A família é “tranquila” em liberar o acesso para visitantes?
    Parabéns pelas fotos.
    Abraço!

    • Luis H. Fritsch,

      Sim, todas as vezes que fomos para lá, conversamos e foi bem tranquilo!

  • O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Previous reading
    Refúgio Ecológico Sonho do Montanhista
    Next reading
    Viajante apaixonado pela vida!