Aventure-se nas mais belas paisagens do Rio Grande do Sul

Quem tem espírito aventureiro e adora usar os dias de folga para ficar perto da natureza, fazer trilhas – que encontram cachoeiras, cascatas, rios, diversos tipos de animais e plantas, além de paisagens de tirarem o fôlego – é uma ótima ideia. Selecionamos 10 trilhas entre a Serra e o Litoral, onde você poderá respirar ar puro e curtir muitos momentos de adrenalina e contemplação.

O Vale da Ferradura, localizado à 14 km do centro de Canela, é um dos parques mais bonitos da região, e surpreende, principalmente, pelo seu Cânion formado pelo rio Caí – que escavou o leito em forma de uma ferradura. Trilhas estruturadas e seguras descem 400 metros em aproximadamente uma hora de caminhada, avistando diversas paisagens naturais, entre elas a da cascata do Arroio Caçador, a divisa com Caxias do Sul e a Pedra do Zé Colmeia. No final da descida, já na margem do Rio Caí, é possível tomar um delicioso banho e recarregar as energias para a subida de volta.

IMG_1491
Vale da Ferradura – Canela/RS
ferradura1
Vale da Ferradura – Canela/RS

Ainda em Canela há a opção de trilha no Vale da Lageana. São três horas de trekking (caminhada por trilhas naturais) de nível médio, passando pelas cascatas do Caracol (foto), com 130 metros  de queda, e da Lageana, com 70 metros.

trekking_vale_da_lageana_canela_rs
Vale da Lageana – Canela/RS
dsc_0638
Cascata do Caracol – Canela/RS

No distrito de Criúva, 55 km distante de Caxias do Sul, as opções de aventura são as mais variadas e a cidade é muito procurada por amantes do ecoturismo. As trilhas são a atividade que mais atrai os turistas aventureiros.

Entre as mais conhecidas está a Trilha do Caixão, que tem o objetivo de atravessar o Cânion dos Palanquinhos. O ambiente é pedregoso e úmido, e muitas vezes é preciso se arrastar pelas pedras. Nas primeiras duas horas a descida é até o Rio Lajeado Grande, depois a trilha segue pela parte interna ao cânion, nas margens e muitas vezes dentro do Arroio Caixão. O percurso tem 8 mil metros de extensão.

SSL11857
Trilha do Caixão – Cânion dos Palanquinhos

As trilhas dos Bugios e das Lontras são as mais procuradas para a prática de trekking em Bento Gonçalves. No percurso entre vales, montanhas e cânions estão reservas ecológicas, plantações de uva e cascatas.

A Trilha dos Bugios, situada no Vale do Rio das Antas, propicia aos visitantes uma caminhada na mata nativa junto aos nhambus, saracuras, tucanos e claro dos macacos bugios, entre outras espécies. No percurso da trilha encontra-se um riacho com águas límpidas caindo por uma cascata e um belo mirante do Rio das Antas. Após uma subida íngreme é possível visitar a antiga Linha Férrea que liga Bento Gonçalves a Estação de Jabuticaba, onde há um túnel de aproximadamente 600 metros e o viaduto, onde é realizado rapel.

SAM_1146
Trilha dos Bugios – Bento Gonçasves/RS

A Trilha das Lontras é um trekking pelo vale do Arroio Vicente Rosa, que possui muitas quedas d’água, o que justifica a grande quantidade de moinhos do início da imigração italiana. A trilha tem 5.725 m, concluídos em 4 horas, tendo um nível de dificuldade médio. A caminhada é feita em meio à mata nativa, onde também encontram-se três sítios históricos: Taúpão de Pedra, Moinho dos Calza e Pilão do Imigrante.

Trilha das Lontras
Trilha das Lontras – Cotiporã/RS

A Prefeitura de Torres, está oferecendo aos turistas trilhas monitoradas pelo Parque da Guarita. A ação tem o objetivo de divulgar a bela paisagem do lugar, formada pelo contraste das torres basálticas com o mar, e explicar a diversidade geológica de flora e fauna do parque. As trilhas possuem morros, banhados e faixas de praia preservadas.

São sete trilhas oferecidas gratuitamente ao visitante: Lagoinha, Torre de Fora, Itapeva, Horto, Banhados, Vento Norte e dos Lagos. Os passeios ocorrem nas terças-feiras, quintas-feiras e sábados, pela manhã com saídas do Pórtico de Entrada. Grupos interessados podem agendar trilhas em outros horários, pelo telefone: (51) 3664 1411, ramais 246 ou 247.

Torres (1)

Ainda em Torres, a trilha do Morro das Furnas atrai praticantes de caminhadas que querem se aventurar junto ao mar. O local é o mais extenso dos morros da região, com um grande paredão de rocha viva caindo diretamente sobre o mar, onde se abrem algumas grutas naturais, chamadas de furnas. Uma delas é a famosa Canhãozinho, um buraco na pedra junto ao nível da água, onde, conforme a maré, as ondas batem provocando estampidos altos, dando o nome ao lugar. A trilha de subida dá acesso, ainda, às outras furnas: do Diamante, do Cristal e a Grande.

8242-870-320-1-torres

Maquiné é mais uma cidade que costuma atrair os apaixonados por eco aventura. No local encontram-se cachoeiras, rios, trilhas e muita natureza. Saindo do município com destino ao distrito de Barra do Ouro, passando por vários afluentes do Rio Maquiné, há um trekking, que leva em torno de 1h30 para ser realizado e que chega à cascata do Garapiá. Continuando a caminhada, por mais 6 km, a trilha oferece paisagens inesquecíveis e locais propícios para rapel.

78679026
cascata do Garapiá – Maquiné/RS
TrekkingRS:

Comentários

Comentário(s)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *