Anoraque Alpino Masc. Conquista Montanhismo

Hoje apresento a vocês uma breve avaliação do Anoraque Alpino da marca brasileira – Conquista Montanhismo, vou mostrar todas as suas características de construção e tecnologias empregadas neste produto, para que você conheça este anoraque antes mesmo de ir na loja efetuar a compra.

Sobre a marca:

conquista

A Conquista Montanhismo foi criada em 1990, localizada na cidade de Campo Largo/PR. A produção é toda nacional (com exceção das ferragens que são feitas na Itália). É a única empresa do cenário de montanha brasileiro a possuir as Certificações ISO 9000 e UIAA (União Internacional das Associações de Alpinismo).

Uma empresa que respeita o meio ambiente, reciclando 100% dos resíduos gerados na produção, utilizando combustíveis menos poluentes e na medida do possível, usando materiais reciclados na confecção dos produtos, como o tecido dos fleeces, produzido com o aproveitamento de garrafas Pet.

Site da marca: Conquista Montanhismo

Esse anoraque faz parte do última peça do sistema de camadas, sabemos que esse sistema é formado por três tipos diferentes de roupas. Conheça tudo sobre o sistema de camadas, clicando aqui.

Características, construção e tecnologias:

O Anoraque Alpino é construído com materiais de primeira linha, posso dizer que não é uma jaqueta normal, pois possui inúmeras tecnologias que fazem com que este modelo seja impermeável, respirável e corta vento, seus dados de impermeabilidade conferem 3.000 mm de coluna de água e respirabilidade de 3.000 g/m²/D (densidade), pois não adianta em nada ser apenas impermeável, pois ao praticar alguma atividade física seu corpo vai gerar suor, este suor terá que sair por algum lugar, caso contrário mesmo usando apenas um produto impermeável você ficará todo molhado por dentro.

Este produto é fabricado com tecido Raintech 3.000, este é um tecido importado com costuras seladas e 100% poliéster. Este modelo pesa aproximadamente 620 gramas no tamanho G.

dsc_0020

Para maior proteção contra a chuva e vento, conta com zíper de fechamento total e ainda uma aba de proteção com velcro para a chuva não penetrar pelo zíper principal, além disso o zíper principal é da marca YKK, estes são mundialmente conhecidos por sua eficiência, pois nunca trancam e nem quebram, este modelo de zíper é totalmente confiável. Recomendo!

O anoraque conta ainda com dois grandes bolsos medindo 25 x 20 cm localizados na parte frontal, com fechamento por zíper da marca BBT.

Um detalhe interessante que vale mencionar, são as fitinhas da marca conquista nos cursores dos zíperes, isto não está ali por apenas estética, essas fitas são de extrema importância para assim manusear o anoraque usando luvas.

dsc_0022

Na parte do fechamento do zíper, o anoraque conta ainda com uma espécie de bolso para o cursor do zíper, este protege para que não entre em contato com a pele do usuário.

dsc_0042

Esse anoraque conta ainda com capuz ajustável, onde este é enrolado e guardado junto a gola com fechamento por velcro, garantindo melhor proteção e comodidade ao usuário, depois de retirar o capuz da gola, este possui ajuste de medida. Veja as fotos abaixo:

anoraque-alpino-conquista

Ainda falando sobre ajustes, o Anoraque Alpino possui outos dois ajustes, um deles está localizado nas extremidades das mangas, onde este é elástico, isto impede que as interperes do clima entrem em contato com a pele. Já o segundo ajuste está localizado na cintura, podendo regular para a medida da sua cintura, evitando assim que ventos entrem pela parte de baixo, melhorando o seu conforto durante as atividades ao ar livre.

Na parte interna o Anoraque Alpino é construido com tecido telado que tem 2 funções, a primeira delas é impedir o contato do tecido impermeável com a pele, já a segunda tem a função de garantir melhor respirabilidade, impedindo assim a formação de gotículas de suor gerada pela prática de exercícios físicos. Existem mais dois detalhes que podemos notar na parte interna do anoraque alpino, o primeiro deles é o elo de tecido localizado junto a etiqueta, esta alça tem como função, auxiliar no acondicionamento, podendo usar juntamente com um mosquetão para prender no cabide ou mesmo na mochila.

O segundo detalhe é na própria gola, este modelo possuí um colar de aquecimento, o que mantem seu pescoço sempre aquecido, mesmo que chova ou vente, garantindo assim melhor conforto, dando aquele toque de maciez na pele.

dsc_0021

Este modelo pode ser encontrado nas principais lojas online espalhadas pelo país, ou na loja de nossos parceiros Guenoa Bikes e apetrechos para aventura. O produto tem valor aproximado de R$ 300,00.

Especificações Técnicas:

Tecido: Raintech 3000, 100% poliéster, 3000mm de coluna d’água de impermeabilidade e 3000g/m²/d de respirabilidade.

Tamanho/Peso: P: 600g – M: 610g – G: 620g – GG: 630g – EGG: 640g

Veja também a Calça Viedma Feminina – Conquista, desenvolvida para a prática de montanhismo, fabricada em tecido impermeável e respirável, com costuras seladas, oferecendo assim proteção completa contra frio, chuva e vento.

Tirolesa Interestadual – RS/SC de 1.300 Metros

Tirolesa Interestadual – RS/SC de 1.300 Metros

Todos nós estamos acostumados atravessar estados de carro, ônibus, bicicleta ou a pé entre muitas outras maneiras, o ser humano sempre tenta inovar, buscar novos meios de fazer a mesma tarefa. Já imaginou poder atravessar de um estado para o outro usando uma tirolesa? Se isso já passou pela sua cabeça, fique tranquilo, agora é possível atravessar do estado do Rio Grande do sul para Santa Catarina – Brasil.

O nome do atrativo já diz tudo, Tirolesa Interestadual com aproximadamente 1.300 metros de comprimentos, passa por cima do Rio Uruguai, ligando as cidades de Goio Ên/RS a Chapecó/SC.

A plataforma de lançamento da tirolesa está localizada na cidade gaúcha de Goio Ên/RS, em uma casinha no alto de um morro e seu término fica localizado junto a o Centro Náutico Faé já no estado de Santa Catarina.

O custo para essa aventura é de apenas R$ 40,00 reais, já incluído o deslocamento de volta, este é feito de carro do Centro Náutico Faé/SC até Goio Ên/RS.

Centro Náutico Faé

Tirolesa Interestadual
Ponto de Partida

tirolesa-interestadual-6

Tirolesa Interestadual
Ponto de Chegada

Aos olhos de quem vê, parece ser uma decida vertiginosa, quase não conseguindo ver seu término, dependendo do peso da pessoa durante a decida pode-se chegar a marca dos 100 km/h de velocidade. A sensação de medo, pavor e adrenalina são sentimentos constantes que fazem muitas pessoas desistir já na hora da saída.

” Vai. E se der medo, vai com medo mesmo” 

Tirolesa Interestadual

Nosso grande amigo e parceiro de aventuras Luciano Bresolin, esteve na tirolesa e nos disponibilizou os videos de sua decida.

Já imaginou descer os 1.300 metros da Tirolesa Interestadual, usando uma bicicleta, veja o vídeo abaixo:

O Centro Náutico Faé disponibiliza infraestrutura necessária para os visitantes, composto por: bar, lanchonete, cabanas e mercado. O casal Rogério e Fabiane Faé administram o local a cerca de 15 anos. Para quem quiser passar o fim de semana, curtir a natureza ou quem sabe apenas só relaxar, no lugar é disponibilizado cabanas para quatro pessoas.

Contato:

Como chegar:

Coordenadas: 27º16’51.1″S 52º41’17.3″W

Sem título

Sem título 1

Isolante térmico

Isolante térmico, o diferencial para uma boa noite de sono!

Antigamente quando participava do movimento escoteiro, leia-se Grupo Escoteiro Salto Ventoso/82, Farroupilha, RS, não conhecia muito sobre isolante térmico, não sabia nem para que se utilizava, usava redes para dormir e as vezes abrigos naturais. Quando acampei pela primeira vez com barraca, estendi meu saco de dormir por cima do piso da barraca, posso dizer com todas as letras, foi a noite mais longa e estressante de todas que já tinha passado.

Você deve estar pensando o porquê. Respondo: passei frio em todas as partes do corpo, não tinha nada além do meu saco de dormir e a roupa do meu corpo para me aquecer. A umidade do solo ultrapassou o piso da barraca e passou para dentro do meu saco de dormir transformando uma bela noite de acampamento em um tormento.

A primeira coisa que pensei, foi que o saco de dormir que tinha comprado não era bom o suficiente, a temperatura era para – 8° graus, e aquele dia era verão, como eu poderia dormir tão mal. Resolvi então pesquisar para saber o porquê aquilo ocorreu comigo. Passado algum tempo, através de pesquisa sobre isolantes térmicos entendi o motivo pelo qual passei tão mal naquela noite.

Qual é a real utilidade de um isolante térmico?

Impedir a troca de calor entre o usuário e o solo, pois a temperatura do solo é bem mais baixa se compararmos com a do corpo humano.

Como utilizar?

O modo correto para o uso dos isolantes térmicos é entre o piso da barraca e o saco de dormir, este isola a temperatura corporal e mantém seu corpo seco, para assim ter uma noite sem desconfortos.

Hoje em dia existem uma infinidades de modelos no mercado, dos mais baratos até os com preços bem elevados. É importante saber qual é a diferença entre o mais barato e o mais caro.

Note-se que, todos eles tem a mesma função, proporcionar o maior conforto ao usuário. Os modelos mais baratos são aquele rolos de E.V.A, geralmente muito leves, possuem pesos entre 300 e 500 g, dependendo da espessura. Já os com preço superior, são os dobráveis, que geralmente são mais espessos e possuem gomos de amortecimento de impacto, aumentando ainda mais o conforto.  Existem ainda, os isolantes térmicos infláveis, que têm tamanhos reduzidos e geralmente são muito leves e confortáveis, mas que também possuem valores maiores.

Importante mencionar que colchões infláveis, não entram na categoria de isolantes térmicos.

Muitos dizem que o simples fato de ter um colchão de ar já o torna isolante, isso nem sempre é verdade. Assim como o vento frio te faz passar maus bocados sem um bom casaco, o ar dentro do colchão irá esfriar rapidamente em contato com o chão frio e durante a madrugada irá gelar seu corpo.

Um colchão inflável é pesado (vazio pesa em torno de 4 kg) e volumoso, além de demandar grande quantidade de ar para que seja armado, tornando-o assim inviável para ser portado em caminhadas de médias e longa duração.

Vamos apresentar alguns modelos, que  podem ser encontrados no mercado:

Isolante térmico E.V.A

A opção mais comum é o isolante de E.V.A (Espuma Vinílica Acetinada). Diferente do colchão comum de espuma de Poliuretano Expandido que tem células abertas e permite a passagem do ar, o E.V.A tem células fechadas, o que ajuda a melhorar o conforto mesmo com espessuras bem finas, mas principalmente aumenta o isolamento térmico.

Isolante térmico

Os isolantes de E.V.A possuem uma película aluminizada, como na foto acima, que refletem o calor do seu corpo de volta para você. Possuem também várias espessuras, sendo de 6, 8 e 10 mm, cada medida tem uma aplicabilidade específica, veja a seguir:

  • Isolante térmico espessura 6 e 8 mm, utilizado para temperaturas até 0° graus;
  • Isolante térmico com espessura de 10 mm, utilizado para temperaturas abaixo de 0° graus.

A sua relação peso/volume é ótima, pesando ente 300 e 500 g, aproximadamente.

Sua maior desvantagem é no transporte, eis que só pode ser enrolado, não sendo aconselhável dobrá-lo, pois  fazendo isso, reduzirá sua vida útil. Por este motivo, seu transporte deve ser feito na parte externa da mochila o que atrapalha durante a caminhada, especialmente se for em mata fechada ou lugares de difícil acesso, pois poderá entrar em contato com galhos, espinhos ocasionando rasgos.

Valor aproximado: R$ 50,00

Isolante térmico dobrável

Tem característica bem interessante, lembra uma bandeja de ovo, proporciona uma boa noite de sono, eis que aumenta bastante o poder de isolamento. É feito de vários tipos de espuma, mas a mais comum é a de Polietileno. É mais confortável e possui menor peso, cerca de 200 g a menos, em relação aos de E.V.A, pesando aproximadamente 300 g.

Seu único transtorno é o mesmo que o isolante E.V.A, o transporte deve ser feito na parte externa da mochila e mesmo dobrado, o tamanho fica igual ao do isolante de E.V.A.

Valor aproximado: R$ 160,00

Isolante térmico
Isolante térmico dobrável – Fonte: Internet

Isolante térmico inflável

É bastante procurado no mercado por quem busca praticidade, leveza e fácil transporte. Geralmente possui duas válvulas, uma para inflar e outra para desinflar.

É durável, contudo, o usuário necessita ter cuidado redobrado, pois seu material não é 100% resistente. Por isso, o maior cuidado deverá ser o de certificar-se que não existe nada pontiagudo que possa danificar o isolante antes de colocá-lo no piso da barraca.

Seu peso é um pouco maior que o isolante dobrável, mas o seu volume é muito menor, equivalente ao tamanho de uma garrafa pet 600 ml. Assim, pode ser acondicionado dentro da mochila e evitando problemas no transporte.

Para certificar-se quanto à capacidade de isolamento térmico de um inflável, existe uma qualificação específica que se chama “Valor R”. Cabe observar que os colchões infláveis encontrados em supermercados, ou aqueles que são usados para piscinas, não possuem nenhuma capacidade de isolação. Os bons isolantes térmicos tem “Valor R” acima de 4.

Valor aproximado: R$ 325,00

Isolante térmico
Isolante térmico inflável – Fonte: Internet

Curiosidades sobre isolantes infláveis 

A empresa especializada em isolantes infláveis para práticas de atividades outdoor Therm-a-rest lançou recentemente na feira de produtos outdoor, que se realizou na Alemanha, seu novo produto que parece ser muito atrativo para o público alvo.

Um isolante térmico que no mercado é o mais fácil de armar, e requer poucos “sopros” de seu usuário.

Claramente inspirado em produto similar, que foi projeto no Kickstarter (batizado à época de Windcatcher Air Pad) no qual a válvula de ar era larga e permitia que o equipamento fosse inflado quase instantaneamente.

Porém a Therm-a-Rest utilizou a válvula da Windcatcher (que é um sistema duplo)

O produto batizado de Therm-a-Rest NeoAir Camper SV, o produto pode ser inflado em segundos (isso mesmo !) utilizando a mesma válvula de inflamento considerada revolucionária. Fonte: blogdescalada.com

Isolante térmico
Isolante térmico Inflável – Fonte: Blog de Escalada
Isolante térmico
Isolante térmico Inflável – Fonte: Blog de Escalada
Isolante térmico
Isolante térmico Inflável – Fonte: Blog de Escalada

O Therm-a-Rest NeoAir Camper SV possui espessura de 7,6 cm e taxa R de perda de calor de 2.2, e pesa aproximadamente 800 gramas (quando inflado), e possui uma facilidade de ser guardado que impressiona.

O novo equipamento possui ainda um pequeno travesseiro para oferecer conforto ao campista.

O produto será vendido ao consumidor final por um preço que varia de US$ 140,00 a US$ 170,00, dependendo do tamanho.

Assista o vídeo:

Fotos: Internet

Review – Jaqueta Parkha Andes II

Review – Jaqueta Parkha Andes II 

Quem nunca olhou o guarda roupa e falou: Preciso de uma jaqueta impermeável e que aqueça?

Eu passei por esse problema durante muitos anos, desde o meu ingresso ao movimento escoteiro, ocorrido em 2006. Nos acampamentos, e  principalmente no inverno, sempre tinha que levar mais roupas em razão das baixas temperaturas. O pior, era quando estava frio e chovia, colocar somente a capa de chuva não se apresentava a melhor solução, até protegeria da umidade e assim não me molhar, entretanto passaria frio. Convivi com essas dificuldades  até o ano de  2012.

Após me afastar do escotismo, já no ano de 2013,  comecei a praticar trekking e a dificuldade com o clima de inverno voltou, porém foi mais rápido para solucionar, pois já sabia que realmente necessitava de uma jaqueta/abrigo que aquecesse, fosse impermeável e respirável. A após muita pesquisa, identifiquei como adequada para o esperado a jaqueta Parkha Andes II. Adquiri e passei a usar em julho de 2013 e logo percebi que havia feito uma escolha sucedida.

Vamos falar sobre Abrigo Parkha Andes II, tamanho G.

Jaqueta

O que me levou a comprar a Parkha Andes 2?

A jaqueta é ideal pra regiões de frio ou até mesmo pra alta montanha onde é exigido muito esforço físico, pois disponibiliza um sistema de respirabilidade de 3.000 mm. Além disso,  ela é 3 em 1, jaqueta, forro interno (fleece) de manga longa e capuz, sem contar que a impermeabilidade é de 3.000 mm de coluna de água. Já testei em uma caminhada sob a  chuva e foi bem tranquilo, não me molhei e nem cheguei a suar.

Jaqueta

O abrigo Parkha Andes II, também possui colar de aquecimento.

Jaqueta

Possui dois bolsos na parte externa localizados na região peitoral, cada qual com espaço de armazenamento relativamente grande, para se ter uma noção do espaço de apenas um bolso, pode ser coloca uma lata de refrigerante de 350 ml e ainda sobrando espaço.

Jaqueta

Na manga esquerda, possui outro bolso, espaçoso, com zíper, onde pode se colocar facilmente um celular, ou até outros objetos uteis. Na imagem apresentada abaixo, o bolso está apenas com a metade do zíper aberto.

Jaqueta

Normalmente, se faz necessário outros bolsos, e inclusive maiores. Por isso, em seu designer, a jaqueta possui ainda dois bolsos de rede na parte interna.

Jaqueta

Possui ainda, um bolso na parte interna na altura do peito, com tamanho pouco maior que uma lata de refrigerante de 350 ml, neste você pode guardar documentos e outros objetos pessoais.

parkha_2_trs

Por último, possui dois bolsos na parte da frente, para colocação das mãos, estes possuem um tecido flecce internamente, para assim aumentar o aquecimento de suas mãos. No bolso esquerdo possui uma fita com presilha plástica para guardar a chave, ou algum outro objeto, que esteja seguro e você não queira perder.

Jaqueta

Jaqueta

O casaco interno (fleece 200g/M2) é destacável, possui três fitas com botão de pressão na parte interna da jaqueta, localizados um próximo à gola, e um em cada manga, próximos ao punho, que servem para prender o forro interno e para facilitar o uso da Parkha completa, evitando que fique desconfortável. O forro possui dois bolsos na parte externa e alças de fitas nos punhos e gola, para facilitar  sua acoplagem à jaqueta.

Jaqueta

Jaqueta

O forro interno também pode ser usado com a jaqueta preso somente às fitas, ou seja, mesmo sem estar acoplado aos zíperes.

Jaqueta

Jaqueta

A Parkha Andes disponibiliza um cinto elástico na cintura, fechando o cinto se obtêm maior isolação em casos de frio intenso.

Jaqueta

Jaqueta

O capuz da jaqueta é afixado por um zíper e quatro botões  de pressão, sendo eles dois em cada lado, por isso pode ser destacável.

Jaqueta

As mangas, além de possuir elástico, também possui um velcro, que pode ser ajustado para obtenção de isolamento maior em dias de chuva, ou frio intenso. Possui ainda, cordões de elástico com travas no capuz, na gola e abaixo do cinto elástico.

Jaqueta

Jaqueta

Além da jaqueta possibilitar respirabilidade de 3000 mm por 24 horas, ela disponibiliza dois zíperes sob as axilas auxiliando na respirabilidade e em caso de chuva evita a condensação do suor.

Jaqueta

A Parkha Andes 2 disponibiliza cordões reflexivos, durante a noite, localizados na frente, nas costas e no capuz.

knbjvh

Especificações:

  • Fabricante: Trilhas e Rumos
  • Tamanho: G
  • Comprimento: 79 cm
  • Circunferência: 130 cm
  • Manga: 62 cm
  • Peso: 1,7 Kg

Conclusão:

Após dois anos de uso, posso dizer aos aventureiros, foi uma excelente compra. Pois correspondeu as expectativas atendendo os requisitos quanto à respirabilidade, impermeabilidade e aquecimento.

Na questão da impermeabilidade, já fiz alguns trekkings em dias de chuva por longas horas. Também testei com uma mangueira de água e o resultado foi satisfatório. Até o momento, não obtive problemas. A mesma possui corta vento para  manter o calor do corpo, sendo que a respirabilidade ajuda evitar o suor.

No meu ponto de vista, o único defeito da jaqueta é o volume que ela tem, dificultando armazená-la na mochila, pois em minha cargueira ocupa quase meia mochila. Mas para isso a solução é a utilização de saco de compressão, pois seu tamanho e volume pode ser reduzido pela metade, ou até mais.

A verdadeira utilização da Parkha Andes é para alta montanha, mas também pode-se utilizar em regiões onde as temperaturas são baixas, exemplo é na região sul do Brasil, onde eu resido, pois as temperaturas minimas aqui variam de -6ºC a 3ºC. Considerando  que eu sou bastante friolento, normalmente preciso estar muito bem agasalhado para não sofrer frio, após a aquisição da jaqueta, tenho usado apenas um camiseta sob a jaqueta completa.

O valor da Parkha Andes II, varia de R$ 400,00 a R$ 800,00 reais, dependendo da loja.

Recomendações:

Ideal não lavar, apenas limpar com pano úmido, usando no máximo detergente ou sabão, ambos neutros. Cuidados necessários para manter a impermeabilidade e a durabilidade da jaqueta por mais tempo.

Navio encalhado, hospede-se!

Navio encalhado, hospede-se!

A primeira coisa que pensei ao ver está fotografia  é que alguém, lógico, tinha retocado digitalmente para colocar um enorme cruzeiro sobre a colina. Não me ocorreu nenhuma outra explicação lógica para que um elemento de tamanha proporção tivesse chegado até ali em cima que não passasse por um tsunami e muitas, quase infinitas, doses de casualidade, mas para minha surpresa constato que a imagem é autêntica.

Que faz este navio no alto de uma colina? 01

Na verdade não é um navio o que há no cume do promontório, senão que um hotel. Um com um desenho muito original. Seus proprietários assim decidiram para que realmente chamasse a atenção, e ao que parece, conseguiram. O Sun Cruise Hotel encontra-se em Gangneng, uma cidade de 230 mil habitantes situada na costa oriental da Coréia do Sul.

Inaugurado em 2002, mede 165 metros de comprimento, 45 metros de altura, pesa 30 mil toneladas, dispõe de 211 quartos e, como se esforçam em ressaltar em seu site, oferece aos clientes que ali se hospedam, os mais espetaculares acasos que o olho humano pode apreciar.

Pois se você for uma daquelas pessoas que adora ficar em um navio, mas adora desfrutar das instalações de um magnífico hotel, já sabe onde pode passar as suas próximas férias. As diárias variam de R$ 150 reais (quarto simples) a R$ 2.000 reais (suíte presidencial) com direito a café da manhã.

Veja mais fotos:

Que faz este navio no alto de uma colina? 02

Que faz este navio no alto de uma colina? 03

Que faz este navio no alto de uma colina? 05

Que faz este navio no alto de uma colina? 06Que faz este navio no alto de uma colina? 07

Que faz este navio no alto de uma colina? 08

Que faz este navio no alto de uma colina? 09

Que faz este navio no alto de uma colina? 10

Que faz este navio no alto de uma colina? 11

Que faz este navio no alto de uma colina? 12

Que faz este navio no alto de uma colina? 13

Que faz este navio no alto de uma colina? 14

Que faz este navio no alto de uma colina? 15

Hospedagem mais acessível!

Hospedagem mais acessível!

Na hora de escolher o melhor meio de hospedagem para a viagem, muitos turistas acreditam que é fácil se decidir entre hostel, hotel e motel e qualquer outra opção que apareça durante as suas buscas. A verdade, porém, é que cada uma dessas alternativas tem suas características próprias, responsáveis por mudar tanto os valores das diárias quanto o tipo de acomodação e serviços oferecidos.

Por isso, quem não está familiarizado com os termos deve ficar atento. E é para ajudar nesta tarefa que criamos o post de hoje. Conheça agora as diferenças entre os principais meios de hospedagem disponíveis para a sua viagem!

Hotel

Hospedagem barata !

Hotel é a forma mais comum de hospedagem. De acordo com a Legislação Brasileira, hotel é um estabelecimento que dispõe de pelo menos, dez quartos em sua maioria para uma ou duas pessoas.

Hostel

Hospedagem barata !

O padrão do hostel é mais baixo, e é mais barato que um hotel. A principal característica é a disponibilidade de quartos compartilhados (de três a nove camas, ou até mais), a maioria com banheiro também compartilhado no corredor. Atualmente muitos hostels oferecem quartos para uma ou duas pessoas, às vezes com um banheiro adicional. No entanto, esse tipo de pernoite é bem mais caro do que os quartos compartilhados. A maioria das instalações nos hostels é destinada ao uso comum por todos os hóspedes. Hostels podem parecer albergues, mas ao contrário deles, sempre são propriedade privada e não têm regulamentos restritos. É para hostels que a maioria dos mochileiros e estrangeiros vão quando precisam de hospedagem. Ótima oportunidade para conhecer gente diferente.

Motel

Hospedagem barata !

Motel é um estabelecimento de hotel localizado em rodovias, disposto de estacionamento, ao qual a oferta é dirigida a pessoas que estejam de viagem. O motel deve ter, pelo menos, dez quartos, e deve também prestar serviços gastronômicos dentro do motel. Normalmente, o motel se localiza na periferia das cidades e ao longo das principais rodovias. Ao contrário do que pode-se pensar, o motel pode ser uma opção boa e barata para hospedagem.

Thule Guidepost 75L – A inovadora mochila

Thule Guidepost 75L – A inovadora mochila.

Apresentaremos neste post Thule Guidepost 75L uma mochila com muitas tecnologias inovadoras, a Loja Guenoa disponibilizou essa mochila para a nossa avaliação.

Thule Guidepost

Perfeita para uma expedição ou viagem, a Thule Guidepost 75L possui o exclusivo TransHub suspension system que  transfere sem esforços a carga da mochila para os seu quadril, proporcionando um transporte mais confortável. Esta tecnologia consiste em um pivô articulado lincado a barrigueira (Pivoting hipbelt) permitindo que a mochila se mova com você, possibilitando um andar mais natural e melhor equilíbrio e oferecendo um ajuste perfeito. Possui ainda dois bolsos com zíper para facilitar a colocação de utensílios. A barrigueira é ajustável e destacável que possui sistema de roldana para facilitar o ajuste.

Thule Guidepost 75L
75L dos homens Guidepost Thule
Thule Guidepost 75L
75L dos homens Guidepost Thule

A Thule Guidepost 75L foi confeccionada pensando nos aventureiros, pois tem dois sistemas de hidratação, sendo um na parte superior entre as alças e a parte interna da mochila para  facilitar  que não fique balançando de um lado para o outro durante a caminhada, o outro compartimento fica na  lateral próximo a barrigueira, portando elástico de compreensão para  manter a garrafa de água presa sem que ela caia durante a caminhada.

Thule Guidepost 75L
Thule Guidepost 75L
Thule Guidepost 75L
Thule Guidepost 75L

Possui alças curvadas, com ajuste de ombro regulável, que se ajustam ao peitoral ajudando a obter um conforto maior para uma caminhada, seja ela de curta ou longa distância. As alças possuem um novo sistema podendo serem deslocadas tanto para direita como para esquerda, obtém três regulagens L-M-S, as alças também são de fácil regulagem de altura pois tem um sistema de velcro e uma barra deslizante. A fita peitoral possui um sistema deslizante para facilitar e regulagem.

Thule Guidepost
75L dos homens Guidepost Thule
Thule Guidepost
75L dos homens Guidepost Thule

Tem a divisória interna,  em forma de rede removível, que separa o compartimento central do compartimento do saco de dormir.

Thule Guidepost
75L dos homens Guidepost Thule
Thule Guidepost
75L dos homens Guidepost Thule

Possui duas fitas de compressão na lateral para reduzir o volume firmando e unindo o material no interior evitando que crie bolsa de ar dentro da mochila

Thule Guidepost 75L
75L dos homens Guidepost Thule
Thule Guidepost 75L
75L dos homens Guidepost Thule

Possui ainda, capuz com dois bolsos, um interno e outro externo, com etiqueta explicativa para  transformar o capuz em mochila de ataque.A tampa dessa mochila se converte em uma inteligente e funcional mochila de ataque com 24L, também possui fita peitoral.

Thule Guidepost
75L dos homens Guidepost Thule
Thule Guidepost
Thule Guidepost Men’s 75L – Mochila de Ataque
Thule Guidepost 75L - Mochila de Ataque
Thule Guidepost Men’s 75L – Mochila de Ataque

Possui zíper repelente à água e tecido de Nylon Cordura na parte da frente.

Thule Guidepost 75L
75L dos homens Guidepost Thule

Em uma das aberturas, na parte da frente da mochila,  dispõe de um botão de pressão par facilitar uma abertura maior;

DSCN3207
75L dos homens Guidepost Thule
Thule Guidepost 75L
75L dos homens Guidepost Thule

Todos os zíperes são YKK.

Suporte para dois bastões de caminhada na frente da mochila.

Tampa telescópica.

A fabricante Thule disponibiliza 25 Anos de garantia.

A grande pergunta de maioria dos aventureiros é, como obter maior conforto em uma caminha de curta ou longa distância?

Medir o torso

Tronco

Porque o comprimento do torso é importante?

O fator mais importante a levar em conta ao comprar uma mochila é o comprimento do torso, isto é, a medida que vai desde a base do pescoço ao início do osso da bacia. Tecnicamente falando, é a distância entre o início da crista ilíaca e a vértebra C7. Independentemente do peso que estiver a carregar, vai querer uma mochila que se ajuste confortavelmente à sua estrutura. Para tal, tem de se basear no comprimento do torso, e não na altura, para escolher a mais adequada para si.

Como medir o torso?

Incline a cabeça para a frente e localize o osso mais proeminente na base do pescoço. Esse osso é a vértebra C7 e o início do torso.

Coloque as mãos nas ancas de forma a que os dedos indicadores fiquem alinhados com o início do osso da bacia e a apontar para o umbigo e os polegares a apontar para a coluna vertebral.

Trace uma linha imaginária entre os polegares e siga a linha até ao ponto em que se cruza com a coluna vertebral. É aí o final do torso. O início do osso da bacia também tem o nome de crista ilíaca. É o osso que suporta o peso da mochila quando o cinto abdominal envolve a cintura.

Coloque-se em pé, direito, e peça a um amigo para medir a distância da vértebra C7 até à linha imaginária entre os polegares. Essa distância corresponde ao comprimento do torso.

Medir as ancas

Ancas

Porque é que o tamanho das ancas é importante?

Se transportar cargas pesadas durante longas distâncias, é muito menos cansativo carregar o peso nas ancas do que nos ombros. De fato, aproximadamente 80% do peso de uma mochila deve ser suportado pelas ancas, pelo que é realmente importante encontrar um cinto abdominal adequadamente ajustado.

Como medir o tamanho das ancas?

Pegue numa fita métrica flexível e envolva-a em torno da parte superior das ancas (e não da cintura). É o mesmo ponto onde tem os polegares e os dedos indicadores quando mede o comprimento do torso.

 Ajustes à medida

 Assim que tiver adaptado a mochila e determinado o comprimento do torso e o tamanho do cinto abdominal, é importante fazer outros ajustes à medida. Para começar, desaperte todas as alças no arnês e cinto abdominal e coloque 5-10 kg na mochila, distribuídos de forma equilibrada.

Em seguida, siga os passos abaixo para uma otimização máxima:

1.Cinto abdominal: coloque a mochila às costas e posicione a parte superior da proteção almofadada para as ancas de forma a ficar cerca de 3 cm acima da crista ilíaca (início do osso da bacia). Em seguida, encaixe a fivela do cinto abdominal e aperte a faixa. A maior parte do peso da mochila deverá agora ser suportada pelo cinto abdominal.

Sugestão de ajuste: a secção almofadada deve envolver e cobrir a zona frontal dos ossos da bacia, mas deve deixar uma margem de pelo menos 3 cm de cada lado da fivela central do cinto abdominal.

2. Alças de ombro: depois de ajustar o cinto abdominal, puxe para baixo e para trás as alças na parte inferior das alças de ombro. Ao fazê-lo, está a ajustar a mochila ao corpo. A zona onde a parte superior das alças de ombro se fixa no painel traseiro deve estar 3-5 cm abaixo dos ombros.

3. Elevadores de carga: as alças para elevação de carga começam na parte superior das alças de ombro e estão ligadas ao corpo da mochila acima dos ombros. Puxe as alças de forma a ficarem esticadas, mas tenha cuidado para não apertar demasiado pois vai criar uma folga entre os ombros e as alças de ombro.

Sugestão de ajuste: no caso de mochilas grandes, as alças para elevação de carga devem formar, idealmente, um ângulo de 45-60 graus entre as alças de ombro e o corpo da mochila. Se tratar de mochilas com menos de 50 L, uma vez que a altura do torso da mochila é inferior, as alças para elevação de carga podem vir diretamente dos ombros ou ter um ângulo negativo e ligar ao corpo da mochila. Neste caso, as alças para elevação de carga atuam mais como alças de compressão.

4. Alça peitoral: localize a alça peitoral entre as alças de ombro e ajuste-a para cima ou para baixo de forma a ficar confortável no peito. Depois, encaixe a fivela e aperte para a alça peitoral ficar ajustada.

5. Alças estabilizadoras de carga: algumas das maiores mochilas técnicas da Thule estão equipadas com alças estabilizadoras de carga que ligam o cinto abdominal ao corpo da mochila. Para uma melhor estabilização da carga, puxe as alças estabilizadoras de carga para a frente em direção à parte frontal do seu corpo.

 Como fazer o acondicionamento na mochila

Uma mochila com um bom acondicionamento contribuirá para o seu equilíbrio, estabilidade e conforto. Assim, poderá desfrutar ao máximo das suas caminhadas. Seguem-se algumas sugestões sobre a melhor forma de fazer o acondicionamento na mochila.

1. Coloque os itens mais pesados, como alimentos, fogões de campismo e água, no meio da mochila, junto à coluna vertebral. Isto mantém a maior parte do peso da mochila, o respetivo centro de gravidade, agarrada ao corpo. Se os itens pesados forem colocados muito em cima, a carga poderá ficar demasiado desequilibrada e instável. Se estiverem demasiado em baixo, a mochila pode ficar descaída.

2. Os itens mais leves, como sacos-cama, toldos e roupas, devem ser colocados acima, abaixo e atrás dos itens pesados.

3. As capas para a chuva, lanternas de cabeça, snacks e outros artigos essenciais devem ser colocados no topo ou nos bolsos exteriores da mochila.

Especificações técnicas:

Cor Poseidon / Luz Poseidon
Sexo Masculino
Uso Viagem de vários dias
Viagem prolongada
Materiais Nylon Cordura 210D | Nylon Cordura 315D
Volume (l) 75 L
Altura (cm) 80 cm
Largura (cm) 32 cm
Profundidade 36 cm
Peso (kg) 2,8 kg
Garantia 25 anos
Nº SKU 206201

Assista o vídeo: 

Você encontrar a Mochila Thule  Guidepost  Men’s  75L na Loja Guenoa.

Contato:

Fone: +55 (54) 3213.5131

vendas@guenoa.com.br

996056_580973958630913_159691964_n

Pontos negativos:

A parte da divisória  removível da mochila não faz uma separação 100% , pois se tiver algum pertence pequeno ele pode passar pelas laterais da divisória e ficará no compartimento do saco de dormir.

Outro detalhe é que a mochila não possui capa de chuva, pois a fabricante Thule não informa se a mochila é impermeável ou se a capa de chuva é vendida separadamente.

Balneário Santa Rita – Farroupilha/RS

Balneário Santa Rita – Farroupilha/RS

Balneário Santa Rita, localizado a 3 quilômetros da cidade de Farroupilha, com acesso asfaltado, pela Rua Veneto, 2190, no bairro Nova Vicenza. O local conta com uma ampla área verde de 80 hectares, circundado por um lago artificial de 87.000 metros quadrados.

Balneário Santa Rita
Foto: Marcio Basso
Balneário Santa Rita
Foto: Luis H. Fritsch

Possui uma ilha ao qual se tem acesso através de uma ponte, em uma área totalmente arborizada. O local conta ainda com infraestrutura com restaurante, bar, área de camping, trilhas, churrasqueiras, galpão crioulo, estacionamento , parque infantil e passeios de pedalinhos,  o ingresso é R$ 10,00 reais por pessoa.

Balneário Santa Rita
Foto: Luis H. Fritsch
Balneário Santa Rita
Foto: Marcio Basso
Balneário Santa Rita
Foto: Marcio Basso
Balneário Santa Rita
Foto: Marcio Basso

Com um pouco de sorte e pelo período  da  manhã o visitante conseguirá ouvir o ronco e visualizar os bugios, em especial na entrada do inverno, quando os pinheiros iniciam sua produção. O pinhão é o principal alimento destes animais. No local também possui variadas espécies de aves, como a ave símbolo do Rio Grande do Sul mais conhecida como Quero-Quero.

Balneário Santa Rita
Nome científico: Vanellus chilensis
Balneário Santa Rita
Foto: Marcio Basso
Balneário Santa Rita
Foto: Marcio Basso
Balneário Santa Rita
Foto: Merielen Vogel
Balneário Santa Rita
Foto: Luis H. Fritsch