Verticais

Escalada é uma técnica desportiva cujo fim é atingir o cume de uma parede rochosa, de um bloco ou de um muro de escalada. O terreno vai de alguns metros para o bloco ou o muro de escalada, até a centenas de metros para as paredes rochosas.

Esta técnica também pode ser utilizada no alpinismo segundo as dificuldades encontradas no terreno.

Na origem, a escalada aparece como uma actividade derivada do montanhismo e utilizada como treino para corridas de alpinismo. A escalada como pratica desportiva aparece no século XIX em Dresden na Alemanha de Leste, e na Inglaterra.

Durante um século o material evolui ao ritmo da capacidade do escalador e vice-versa e a cada época corresponde uma classificação do nível de dificuldade. Existem várias escalas de graduação sendo as mais conhecidas as escalas de Fontainebleau e de Hueco Tanks. Na primeira a classificação progrediu da seguinte maneira: 1913, nível 5 ; 1917, nível 6 ; 1970, nível 7 ; 1983, nível 8 ; 1991, nível 9… O aparecimento dos muros de escalada a partir de 1960 um real impulso ao conhecimento desta prática como à sua evolução desta disciplina.
No Brasil utiliza-se um tipo de graduação mista, numa combinação entre números,letras e algarismos romanos, que acompanha sensivelmente a escala francesa (Fontainebleau). Exemplos: 6 ( grau geral da via), VIIc (grau do lance mais difícil), A2 (grau do lance em artificial, se existente), E3 (grau da exposição da via), D3 (duração estimada da via) e 500 metros (tamanho da via).

Escalando a cachoeira Salto Angel – Venezuela

O Salto Angel, situado no Parque Nacional de Canaima, na Venezuela, é a maior queda de água do mundo, com 979 metros de altura. Seu nome, na língua dos Pemons, os indígenas da região, é Kerepakupai-meru (queda de água até o lugar mais profundo). O salto cai do Auyantepui, que é umas das dezenas de montanhas em formato de mesa chamadas… Leia mais!

Conheça os melhores lugares no Rio Grande do Sul para praticar Rapel

 
TrekkingRS: